Seguir o O MINHO

Guimarães

Polícia Municipal de Guimarães interrompe jogo regado a álcool e manda tudo para casa

Covid-19

em

Fotos cedidas a O MINHO

Um grupo de moradores de uma urbanização situada no lugar de Madre Deus, em Azurém, Guimarães, foi mandado para casa por elementos da Polícia Municipal, por não estarem a cumprir as medidas de distanciamento social aconselhadas pela Direção-Geral de Saúde e fiscalizadas pelas autoridades policiais.

A situação ocorreu durante a tarde do passado sábado, junto a um parque infantil, quando quatro indivíduos, moradores de um prédio nas imediações, ocuparam uma mesa de merendas para jogar cartas e beber cerveja, causando alguma apreensão aos restantes habitantes do local. O parque estava selado e era de acesso proibido face às medidas adotadas pelo município na sequência da aprovação do Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil.

Depois de alguma troca de palavras entre quem ficava em casa e quem não acatava a ordem, um dos moradores decidiu pedir a intervenção da Policia Municipal de Guimarães, que deslocou para o local dois agentes, para sensibilizar os indivíduos, que se encontravam “bastante alterados”.

Foto cedida a O MINHO

Estes acabaram por se mostrar pouco receptivos aos conselhos da polícia, mas, após troca mais azeda de palavras, acabaram por acatar as ordens das autoridades, recolhendo novamente para o interior do prédio e de suas residências.

De salientar que, enquanto falavam para as autoridades, continuavam a beber cerveja, como se pode ver pela imagem, algo que é também proibido (consumo de álcool na via pública) durante o Estado de Emergência.

Foto cedida a O MINHO

Daniel Oliveira, chefe de divisão da Polícia Municipal de Guimarães, disse a O MINHO que este tipo de situações tem sido bastante recorrente, sobretudo depois de os governantes terem falado em já se “ver a luz ao fundo do túnel”.

“Acho que depois da comunicação ao país, os cidadãos entraram num maior relaxamento e isso tem sido muito prejudicial para a polícia. Neste momento, temos uma média de 8 a 10 casos diários de denúncia por incumprimento, embora nem todas se verifiquem”, avançou o responsável.

Sobre o caso de Azurém, Daniel Oliveira explica que o parque estava interdito após ter sido decretado o Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil, onde todos os parques de diversão e lazer estão interditos ao público.

Para além disso, os homens bebiam cerveja num espaço público, quando o mesmo está proibido por despacho do Presidente da República que foi aprovado no Parlamento.

“Apelámos às pessoas para que tenham mais calma porque isto ainda não passou e o vosso relaxamento, a ida à rua, não ajuda a que possamos concretizar os objetivos de todos para que, no final, tudo corra bem”, finalizou.

Guimarães registava 401 casos confirmados de infeção por covid-19 pelas 24:00 horas de domingo, segundo o boletim diário da DGS revelado esta segunda-feira.

Notícia atualizada às 17h55 com a informação de que nos casos diários de ocorrências nem sempre se verifica que existiu incumprimento

Populares