Seguir o O MINHO

Desporto

Mariana Machado termina a época e não vai aos Europeus de atletismo

Treinadora confirma lesão após divulgação da lista de convocados pela Federação

em

Foto: DR

Mariana Machado deu por concluída a época de atletismo com a recente participação nos Mundiais dos Estados Unidos, não tendo sido convocada na lista de 43 atletas para representar Portugal nos Campeonatos Europeus de Atletismo, que se disputam em Munique, Alemanha, de 15 a 21 de agosto.

A informação foi avançada a O MINHO pela treinadora, Sameiro Araújo, depois da divulgação da lista de convocados, esta quarta-feira, levada a cabo pela Federação Portuguesa de Atletismo.

A atleta, recorde-se, fez uma viagem de 37 horas para regressar a Braga, no final dos Mundiais que decorreram na passada semana, algo que espoletou críticas de Sameiro Araújo por temer que pudesse ocorrer este desfecho – Mariana de fora dos Europeus.

Em Eugene, nos EUA, obteve uma participação nos Mundiais de atletismo em que chegou às meias-finais dos 5.000 metros, tendo batido a sua melhor marca por sete segundos – passou a ser de 15.18,09 minutos.

Mariana bate dois recordes e termina entre as 20 melhores do mundo nos 5.000 metros

A atleta de 21 anos, residente em Braga, escreveu, na quarta-feira da semana passada, que estava “feliz” por regressar a casa após “uma viagem que durou ‘apenas’ 37 horas”, com a treinadora a lamentar a viagem de comboio que a pupila, “lesionada”, teve de fazer até à cidade minhota, após ter desembarcado do voo proveniente de solo norte-americano no aeroporto de Lisboa.

“Assim é tratada a alta competição em Portugal. Após uma viagem muito longa – mais de 30 horas de viagem -, uma atleta que vem lesionada de um campeonato do mundo chega a Lisboa e é obrigada a viajar mais quatro a cinco horas até Braga, de comboio, porque o preço de uma viagem de avião Lisboa-Porto não ‘justifica o custo-benefício’”, escreveu na quarta-feira, na rede social Facebook.

A treinadora, que é também vice-presidente da Câmara de Braga, criticou ainda o facto de Mariana Machado ser “integrada no último grupo a regressar” dos Estados Unidos, após ter “adoecido” e pedido “para regressar logo após a competição”, concluída em 21 de julho, para “melhor preparar o seu objetivo máximo da época, o Campeonato da Europa”, que decorre entre 15 e 21 de agosto, em Munique, Alemanha.

Com 21 anos, a atleta do SC Braga foi a mais jovem entre o contingente luso de 23 elementos que marcou presença em Eugene, tendo ainda batido o recorde nacional de sub-23, que perdurava há 20 anos, após o tempo de 15.21,05 minutos fixado por Inês Monteiro.

Pichardo lidera comitiva

Pedro Pablo Pichardo, campeão olímpico e mundial do triplo salto, lidera a lista hoje divulgada dos 43 atletas convocados

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Atletismo confirmou a presença de 43 atletas nos Europeus, a maior delegação de sempre, que integra, pela primeira, um saltador em altura (Gerson Baldé), um lançador de dardo (Leandro Ramos) e uma estafeta de 4×400 metros.

Além de Pichardo, campeão olímpico em Tóquio2020 e mundial em Eugene2022, destacam-se na seleção portuguesa Patrícia Mamona, medalha de prata no triplo em Tóquio2020, João Vieira, quarto nos 50 km marcha dos últimos Jogos Olímpicos, e Auriol Dongmo, quarta em Tóquio2020.

João Vieira, com a sétima presença, vai tornar-se no atleta luso com mais participações Europeus, enquanto Inês Henriques, Sara Moreira e Patrícia Mamona vão chegar à sexta presença, o mesmo número que tem Fernanda Ribeiro.

Portugal conquistou 36 medalhas em Campeonatos da Europa de atletismo, 15 delas de ouro, 13 de prata e oito de bronze.

Rosa Mota subiu ao lugar mais alto do pódio na maratona em Atenas1982, Estugarda1986 e Split1990, enquanto na maratona de Helsínquia1994 e de Budapeste1998 a vencedora foi Manuela Machado.

Já Fernanda Ribeiro foi ouro nos 10.000 metros Helsínquia1994, distância em que António Pinto venceu em Budapeste1998 e Dulce Félix triunfou em Helsínquia2012.

Na velocidade, Francis Obikwelu venceu os 100 metros em Munique2002 e Gotemburgo2006, local onde também venceu os 200 metros.

Mais recentemente, Patrícia Mamona ganhou o triplo e Sara Amoreira a meia-maratona em Amesterdão2016, enquanto Nélson Évora, no triplo, e Inês Henriques, nos 50 km marcha, venceram em Berlim2018.

Assim, Portugal vai apresentar na Alemanha três atletas que já subiram ao lugar mais alto do pódio em Europeus: Patrícia Mamona, Inês Henriques e Sara Moreira.

Depois de Berlim2018, os Europeus voltam a disputar-se na Alemanha, uma vez que a edição de 2020, prevista para Paris, ter sido cancelada devido à pandemia de covid-19.

Lista dos 43 atletas portugueses convocados:

Masculinos:

– 100 metros: Carlos Nascimento

– 110 metros barreiras: Abdel Larrinaga, João Vitor Oliveira

– 400 metros: João Coelho

– 4×400 metros: Ericsson Tavares, Mauro Pereira, Ricardo Dos Santos

– 1.500 metros: Isaac Nader

– 3.000 metros obstáculos: Etson Barros, Miguel Borges, Simão Bastos

– 10.000 metros: Samuel Barata

– Maratona: Hermano Ferreira, Luís Saraiva, Fábio Oliveira (selecionado para a Taça da Europa de Maratona) e Rui Pinto (selecionado para a Taça da Europa de Maratona)

– Lançamento do dardo: Leandro Ramos

– Lançamento do peso: Tsanko Arnaudov

– Salto em altura: Gerson Baldé

– Triplo salto: Pedro Pablo Pichardo, Tiago Pereira

– 20 km marcha: Hélder Santos, João Vieira, Paulo Martins

– 35 km marcha: João Vieira

Femininos:

– 100 metros: Lorene Bazolo

– 100 metros barreiras: Olímpia Barbosa

– 200 metros: Lorene Bazolo

– 400 metros: Cátia Azevedo

– 400 metros barreiras: Vera Barbosa

– 1.500 metros: Marta Pen

– Maratona: Sara Moreira, Solange Jesus, Susana Cunha

– Lançamento do disco: Irina Rodrigues, Liliana Cá

– Lançamento do peso: Auriol Dongmo, Jessica Inchude

– Salto em comprimento: Evelise Veiga

– Triplo salto: Patrícia Mamona

– 20 km marcha: Ana Cabecinha, Carolina Costa, Joana Pontes

– 35 km marcha: Inês Henriques, Vitória Oliveira

EM FOCO

Populares