Seguir o O MINHO

País

PCP diz ser preciso “enorme esforço” para acelerar vacinação até ao Natal

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O dirigente comunista Bernardino Soares considerou hoje que o país está em “contrarrelógio” para impedir que a pandemia piore e que isso vai requerer um “enorme esforço” para acelerar os processos de vacinação até ao Natal.

“É preciso neste mês que se segue, até ao período do Natal, fazer um enorme esforço para acelerar a vacinação. Diria que estamos em contrarrelógio, uma luta contra o tempo, para podermos chegar a um momento mais crítico, no final de dezembro, janeiro e fevereiro com o reforço da vacinação já feito”, elaborou o membro do Comité Central do PCP.

A vacinação contra a gripe também vai desempenhar um papel importante para evitar um crescimento no número de internamentos, sustentou Bernardino Soares, “mas isso não se faz por decreto e não se faz não reforçando os meios que estão no terreno”.

Por isso, o dirigente comunista exortou para “medidas imediatas” que reforcem “os meios para os centros de vacinação, para os centros de saúde e também alguns hospitais”, assim como as unidades de saúde pública, que com o aumento do número de infeções “brevemente vão deixar de conseguir fazer todos os inquéritos epidemiológicos”.

Não reforçar estes meios enunciados pelo PCP vai impedir Portugal de “atingir o objetivo de uma cobertura vacinal adequada reforçada antes do Natal”, que o que garante que não se chega “às linhas vermelhas”.

Populares