Seguir o O MINHO

Alto Minho

Mulher de 98 anos morre após queda de primeiro andar em Monção

Em Cortes

em

Foto: Arquivo

Uma mulher de 98 anos morreu, hoje, na sequência da queda de uma janela, no primeiro andar da habitação onde residia, na freguesia de Cortes, concelho de Monção, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Valença, corporação que prestou socorro, a idosa “foi transportada, em estado grave, para o Serviço de Urgência Básica (SUB) de Monção, onde foi declarado o óbito”.

O alerta foi dado cerca das 11:04 para a urbanização Quinta das Andorinhas, em Cortes, Monção.

Miguel Lourenço, adiantou que “a idosa residia com um filho que saiu de casa cerca das 10:00, tendo sido o proprietário do café situado por baixo do apartamento que se apercebeu da queda, e acionou os meios de socorro”.

De acordo com aquele responsável são ainda desconhecidas as circunstâncias que estão na origem da queda.

Ao local compareceram as ambulâncias do INEM dos Bombeiros e de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Valença, e a GNR.

Anúncio

Viana do Castelo

8.ª caminhada “Passos de Memória”, em Viana, inclui percurso equestre Lanheses-Montaria

No próximo dia 28 de setembro

em

Foto: Ilustrativa / DR

A 8ª caminhada “Passos de Memória” vai realizar-se no dia 28 com um percurso equestre, entre Lanheses e Montaria, sendo que o prazo para inscrições decorre a partir de quinta-feira, informou hoje a Câmara de Viana do Castel.

A caminhada “Passos de Memória” – Percurso Equestre Lanheses-Montaria (Serra de Arga), está integrado na Rede Municipal de Percursos Pedestres do Município.

O percurso equestre “vai realizar a subida da vertente meridional da Serra de Arga, em direção à aldeia serrana da Montaria, partindo da margem direita do rio Lima, junto ao cais onde outrora acostavam as embarcações vindas do lugar da passagem, estabelecendo a ligação entre Moreira de Geraz do Lima e Lanheses”.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição e cujo prazo começa na quinta-feira, a partir das 13:00.

Continuar a ler

Viana do Castelo

No Dia Europeu sem Carros, Viana oferece viagens grátis no funicular de Santa Luzia

No próximo domingo

em

Fotos: DR

A Câmara de Viana do Castelo vai assinalar, no domingo, o Dia Europeu sem Carros, disponibilizando viagens gratuitas no funicular de Santa Luzia, informou hoje a Câmara da capital do Alto Minho.

Além da viagem que vence um desnível de 160 metros, em seis a sete minutos, na mais longa que todos os funiculares do país proporcionam, com os 650 metros, o município vai também assinalar o Dia Europeu sem Carros, encerrando a Avenida dos Combatentes da Grande Guerra ao trânsito automóvel.

Em 2019, realiza-se a 18ª edição da Semana Europeia da Mobilidade e a 20ª do Dia Europeu sem Carros, iniciativa esta que já faz parte do calendário de muitas cidades e vilas por toda a Europa e também já noutros continentes e cujo tema central é “Caminhar e Pedalar em Segurança”.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Ponte de Lima abdica de cobrar 2,8 milhões em impostos a famílias e empresas

Impostos

em

Foto: Divulgação / CM Ponte de Lima

A Câmara de Ponte de Lima informou esta quarta-feira que vai abdicar, em 2020, de 2,8 milhões de euros em IRS e derrama, para manter os benefícios fiscais a famílias e empresas.

Em comunicado, o município liderado por Victor Mendes (CDS-PP) revelou que “a proposta de benefícios fiscais para 2020 sobre os quais a autarquia detém a necessária autonomia para concretizar ou propor a sua redução ou isenção, aprovada este mês em reunião camarária, será submetida à aprovação da Assembleia Municipal”.

“Apesar do grande esforço financeiro em causa, pois estas medidas implicam uma perda de receita de cerca de 2,8 milhões de euros por ano, a medida é possível e sustentável graças à boa gestão que tem pautado a atuação da autarquia”, sustenta o município.

Em resposta à Lusa, fonte da autarquia referiu hoje que a medida foi aprovada por unanimidade na reunião do executivo, no dia 06.

A proposta vai ser submetida a aprovação da Assembleia Municipal no dia 28, acrescentou a mesma fonte.

Segundo aquela autarquia, a proposta de benefícios fiscais para 2020 inclui “a devolução da participação variável de 5% no IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal em Ponte de Lima, relativa aos rendimentos do ano imediatamente anterior, que implica a perda pelo município de uma receita anual de 849.335 euros”.

A medida prevê a “manutenção da taxa de 0,32% do IMI para os prédios urbanos, continuando assim próxima do valor mínimo, abdicando de um valor aproximado de 1,3 milhões de euros, a redução do valor do IMI atendendo ao número de dependentes em relação ao imóvel destinado a habitação própria, estimando-se uma perda de receita de superior a 101 mil euros e a isenção da taxa de Derrama Municipal para as empresas do concelho o que implica uma redução de cerca de 440 mil euros no orçamento municipal”.

“A boa gestão dos dinheiros públicos tem, neste cenário, uma relação direta com a maior ou menor disponibilidade financeira das famílias e empresas. Para além de serem medidas diferenciadoras e que conferem atratividade ao concelho, as mesmas irão permitir libertar liquidez às empresas já instaladas e às famílias”, sublinha a autarquia de Ponte de Lima.

Continuar a ler

Populares