Seguir o O MINHO

Motores

Miguel Oliveira em quinto no GP da Riviera de Rimini de MotoGP

Motociclismo

em

Foto: Divulgação / Miguel Oliveira

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje na quinta posição o Grande Prémio da Emília Romana e Riviera de Rimini, em Itália, sétima prova da temporada de MotoGP, depois de ter partido da 15.ª posição.


O piloto português terminou a 7,368 segundos do vencedor, o espanhol Maverick Viñales (Yamaha), que se tornou no sexto piloto diferente a vencer esta época.

Os espanhóis Joan Mir (Suzuki) e Pol Espargaró (KTM) foram segundo e terceiro, respetivamente.

Anúncio

Motores

Miguel Oliveira aponta ao ‘top-5’ nas próximas três corridas

Mundial de MotoGP

em

Foto: Facebook

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) espera terminar as próximas três corridas do Mundial de MotoGP entre os cinco primeiros classificados.

Em declarações à equipa Tech3, pela qual alinha na categoria rainha do campeonato do mundo de velocidade, o piloto de Almada mostrou-se “entusiasmado por correr em Le Mans”, palco do Grande Prémio de França, no próximo fim de semana.

“Claro que queremos dar a volta ao resultado de Barcelona [desistência por queda] e marcar pontos, que é o mais importante”, começou por explicar Oliveira, que se prepara para entrar num novo ciclo de três corridas consecutivas, duas delas em Aragão, onde está habituado a ter bons resultados.

Por isso, Miguel Oliveira frisa que o objetivo para estas três provas “é terminar todas e dentro dos cinco primeiros lugares”.

Para já, segue-se o GP de França, “que é a corrida caseira para a equipa” Tech3, pelo que se sente “ainda mais motivado para conseguir um bom resultado”, que acredita “poder alcançar”.

“Estou mesmo satisfeito por poder voltar ao trabalho”, concluiu.

Depois desta tripla jornada segue-se mais uma semana de pausa antes das três provas finais, duas em Valência e a derradeira no Algarve, em Portimão, a 25 de novembro.

Após oito corridas disputadas, Miguel Oliveira é o nono classificado do campeonato, com 59 pontos.

Continuar a ler

Motores

Miguel Oliveira desiste do GP da Catalunha devido a queda

MotoGP

em

Foto: DR / Arquivo

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) desistiu hoje do Grande Prémio da Catalunha de MotoGP, oitava prova do Mundial de 2020, devido a uma queda, sofrida quando era nono classificado.

O piloto luso, que partira da 12.ª posição da grelha, estava na luta pelo sexto lugar quando sucumbiu às dificuldades com o pneu dianteiro que vinha apontando ao longo do fim de semana.

Na mesma curva 2 caíra, duas voltas antes, o italiano Valentino Rossi (Yamaha), quando era segundo classificado.

De fora estavam já, também, o espanhol Pol Espargaró (KTM), o francês Johann Zarco (Ducati) e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), líder do campeonato, todos devido a quedas, sem consequências físicas para os pilotos.

Continuar a ler

Motores

Miguel Oliveira parte do 12.º lugar para o GP da Catalunha

MotoGP

em

Foto: DR / Arquivo

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) qualificou-se hoje na 12.ª posição para o Grande Prémio da Catalunha de MotoGP, oitava prova do Mundial de motociclismo de velocidade.

Miguel Oliveira, que caiu no início da derradeira fase de qualificação, mas sem consequências físicas, fez a melhor volta sobre o final, com o tempo de 1.40,188 minutos, a 475 milésimos de segundo do autor da ‘pole position’, o italiano Franco Morbidelli (Yamaha).

O piloto luso garantiu, pela manhã, o apuramento direto para a segunda fase da qualificação ao fazer o terceiro melhor tempo na terceira sessão de treinos livres.

O francês Fabio Quartararo (Yamaha) e o italiano Valentino Rossi (Yamaha), que cumpre em Barcelona o 350.º GP da carreira, completaram a primeira fila da grelha.

A qualificação de Miguel Oliveira acabou por ser prejudicada pela queda, que aconteceu logo na primeira volta lançada, deixando o piloto português com menos tempo para atacar uma boa posição na grelha de partida.

Continuar a ler

Populares