Seguir o O MINHO

Região

Migração da TDT na região que abrange o Minho arranca 4.ª feira

Tecnologia 5G

em

Foto: DR / Arquivo

A migração da rede de Televisão Digital Terrestre (TDT) na região 6, que inclui os distritos de Viseu, Porto, Braga, Viana do Castelo, e parte de Aveiro, arranca na quarta-feira com a alteração do emissor de Viseu Sul.


De acordo com a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), no dia 23 de setembro “vai começar o processo de migração da Televisão Digital Terrestre na região 6 com a alteração do emissor de Viseu Sul”.

A migração da TDT é essencial para o desenvolvimento do 5G, cujo leilão deverá decorrer no último trimestre deste ano.

Nesta região 6, refere a Anacom, “além do distrito de Viseu, incluem-se os distritos do Porto, Braga, Viana do Castelo, o distrito de Aveiro, com exceção dos concelhos mais a sul, e a parte oeste do distrito de Vila Real”, prevendo-se que o processo esteja concluído em 13 de novembro.

A conclusão da migração da rede de TDT está prevista para 18 de dezembro, depois de ter arrancado em 07 de fevereiro, tendo sido suspenso em 13 de março devido ao impacto da pandemia de covid-19.

A Anacom recorda que criou uma linha telefónica de apoio gratuita (800 102 002), que funciona todos os dias entre as 09:00 e as 22:00, para o qual as pessoas poderão ligar para esclarecer dúvidas e obter apoio na sintonia da sua televisão.

Anúncio

Alto Minho

Ponte de Lima com mais onze casos de covid-19 em três dias

Covid-19

em

Foto: DR

O concelho de Ponte de Lima subiu de 136 para 147 no registo de casos de covid-19 desde a passada terça-feira.

ão mais onze infetados com covid-19 durante os últimos três dias, contabilizando agora aquele concelho 39 casos ativos do vírus, segundo dados recolhidos por O MINHO junto da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

Os dados remetem para as 16:30 horas de sexta-feira.

Ao longo dos últimos três dias, o concelho viu ainda dez pessoas curarem-se do SARS-CoV-2, existindo agora 106 vítimas recuperadas da doença que corre mundo.

No total acumulado, registam-se 147 casos de infeção desde o início da pandemia, mais onze nos últimos três dias.

A nível distrital, o Alto Minho contava, nesta sexta-feira, com 355 casos ativos, 66 óbitos e 1.066 recuperados.

O distrito soma 1.487 casos acumulados desde o início da pandemia, mais 86 desde a última terça-feira.

Continuar a ler

Aqui Perto

Depois do Minho, Galiza também a vermelho no semáforo covid da União Europeia

Covid-19

em

Fonte: European Centre for Disease Prevention and Control

Depois do Minho ter passado de laranja (a segunda cor mais grave numa escala de cinco) para vermelho (a mais grave) na segunda atualização do novo “mapa semáforo” da União Europeia, na semana passada, esta semana foi a vez da região da Galiza.

Elaborado pelo European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC), esta foi a forma simplificada da UE para mostrar os resultados a nível de infeções por cada 100 mil habitantes nas diferentes regiões do velho continente.

Para além da taxa de casos positivos, há ainda mapa para o número de testes realizados e um combinado entre os dois.

O território português é dividido entre o amarelo escuro, laranja e o vermelho, com a região do Alentejo a ser e menos afetada (amarelo escuro).

A região Norte, que na primeira semana deste mapa (até 16 de outubro) com um número de casos que ia dos 60 aos 119 por cada 100 mil habitantes, passou a contar com mais de 150 casos por cada 100 mil habitantes, número que se mantém igual a partir de ontem.

A novidade na Península Ibérica acaba por ser a passagem da Galiza para o mesmo nível de contágio, ou seja, mais de 150 casos por cada 100 mil habitantes.

A região metropolitana de Lisboa está em situação idêntica, assim como quase toda a Espanha e França e partes da Alemanha, Reino Unido e Benelux.

O mapa serve para orientar os países da UE no que diz respeito a restrições de viagens e foi adotado pelos Estados Membros da UE no passado dia 13 de outubro, depois de uma versão piloto onde a região Norte de Portugal surgia a laranja.

Este mapa é atualizado todas as semanas pelo ECDC com base nos dados facultados por cada um dos países assinalados. As zonas a laranja e a vermelho poderão receber restrições por parte da União Europeia.

A ideia deste mapa partiu da presidência alemã, após proposta da Comissão Europeia realizada em setembro e a utilização do mapa foi aprovada pelos ministros europeus.

Continuar a ler

Braga

Veterinária municipal apela à adoção de animais no CRO de Braga

Centro de Recolha Oficial

em

Foto: CRO de Braga

O Centro de Recolha Oficial (CRO) de Braga é casa de diversos cães e gatos que precisam de uma nova família. Para esse efeito, Liliana Carvalho, médica veterinária do Município de Braga, deixou um apelo para a adoção destes animais.

Contactada a propósito por O MINHO, a responsável explica que todos estes animais estão “à espera de um lar que os acolha”.

“Todos os animais saem com a identificação electrónica obrigatória, registados na base de dados SIAC e são desparasitados interna e externamente”, explicou a veterinária municipal.

“Fazem as vacinas contra as doenças infecciosas e a vacina obrigatório da raiva. Também são todos esterilizados para os novos adotantes”, acrescentou Liliana Carvalho, sobre o espaço que acolhe perto de uma centena de animais.

“Há animais jovens, muitos adultos e geriatricos, há animais pequenos, de tamanho médio e grande porte. Também em relação à personalidade existem animais mais “calmos” e sedentários e outros mais ativos”, descreve a veterinária, garantindo que “todos os animais esperam por uma família que os acolha e lhes possa dar carinho”.

Continuar a ler

Populares