Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Meliá vai construir hotel com 130 quartos em Viana

No Parque da Cidade.

em

Foto: Arquivo

O grupo espanhol Meliá Hotels International vai investir 11 milhões de euros na construção de um novo hotel, com 130 quartos, no Parque da Cidade, em Viana do Castelo, disse hoje à Lusa o presidente da Câmara.

José Maria Costa adiantou que “a nova unidade hoteleira, de quatro estrelas, entrará em funcionamento no último semestre de 2021 e será dotada de centro de congressos, piscina, entre outras valências”.

Segundo o autarca socialista, o novo hotel irá criar “cerca de uma centena de postos de trabalho, atendendo a que terá entre 130 a 142 quartos e que vários serviços qualificados para um conjunto vasto de atividades”.

O novo projeto do grupo espanhol, que vai ser construído num lote de terreno com cerca de sete mil metros quadrados junto ao Parque Ecológico de Viana do Castelo, “será apresentado em meados de 2019 para ser construído em cerca de dois anos”.

José Maria Costa revelou que o hotel vai ter um “bom projeto de arquitetura que garantirá mais uma marca distintiva para cidade”.

O novo equipamento vem ao encontro dos apelos que o autarca socialista tem vindo a fazer ao tecido empresarial, por considerar que “o concelho precisa de mais cerca de três novos hotéis de quatro estrelas para responderem à dinâmica da cidade”.

“Este hotel vem aumentar a capacidade de alojamento em Viana do Castelo, um alojamento qualificado que poderá atrair para Viana do Castelo novos eventos, permitindo à cidade competir com outras cidades a realização de eventos nacionais e internacionais”, sublinhou, referindo que irá também “aumentar visibilidade” da capital do Alto Minho no exterior.

Na semana passada, José Maria Costa anunciou que a venda, na totalidade, dos 30 lotes de terreno no Parque da Cidade, cuja alienação tinha sido iniciada há 12 anos, que permitiu à sociedade VianaPolis um encaixe financeiro de oito milhões de euros.

Em causa estão terrenos situados junto ao rio Lima, intervencionados pela VianaPolis e colocados à venda, em 2006, por 21,6 milhões de euros, mas sucessivas hastas públicas não os conseguiram negociar, apesar das várias revisões do preço base.

Em 2013, na última tentativa, o preço base ficou fixado nos 7,5 milhões de euros. Desde então a venda ficou aberta em contínuo, aguardando por investidores interessados.

O autarca socialista justificou a venda de todos os lotes daquela zona da cidade com a “forte atratividade de Viana do Castelo para a atividade imobiliária e o crescente interesse dos investidores”.

O Parque da Cidade foi recuperado e infraestruturado pela sociedade VianaPolis, responsável pela execução do programa Polis de Viana do Castelo, detida em 60% pelos ministérios do Ambiente e das Finanças e em 40% pelo município.

Em causa está uma área de 63.199 metros quadrados de terrenos para a construção de habitação de luxo, 1.776 metros quadrados para comércio, 19.526 metros quadrados de estacionamento, além de um lote de 9.496 metros quadrados para construção de um hotel.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Viana do Castelo

Viana: Homem que sofre de depressão desaparecido

Família pede ajuda a quem possa ter informações

em

Foto: Facebook

A família de António Passos, residente em Viana do Castelo, está a utilizar as redes sociais para apelar a quem possa ter informações sobre o familiar, cujo paradeiro desconhecem, que informe as autoridades.

Numa mensagem publicada este domingo à noite, no Facebook, a filha refere que o pai “veste casaco castanho clássico, calça bege, e sapato preto. Saiu de casa as 9:00 e levou o carro. Renault Megane azul. Matrícula 64-47-UN”.

Segundo acrescenta a Rádio Geice, o homem, ex-trabalhador dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, de 62 anos, sofre de depressão.

A PSP já foi alertada.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Idoso de 90 anos morre após ser atropelado em Viana

Na freguesia de Darque

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem de 90 anos morreu hoje atropelado por um veículo conduzido por um septuagenário, na freguesia de Darque, em Viana do Castelo, disse à Lusa o segundo comandante da PSP local.

De acordo com Raul Curva o atropelamento ocorreu no cruzamento entre a rua Carteado Mena e rua António Alves, na freguesia de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que o homem de 90 anos foi transportado em estado grave para o hospital de Santa Luzia, onde foi declarado.

O acidente ocorreu às 20:02.

No local compareceram uma ambulância dos Bombeiros Voluntários, a Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia e a PSP.

Notícia atualizada às 23h16.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Mercadona e Aldi apontam para Viana

Cadeia espanhola vai entrar este ano no país, e empresa alemã tem lojas em nove distritos

em

Foto: DR

O grupo espanhol Mercadona, que está a preparar a expansão para Portugal, e a cadeia alemã Aldi, que conta com lojas em nove distritos, estão a estudar a possibilidade de abrir unidades em Viana do Castelo.

Mercadona já começou a recrutar em Braga

Segundo avança a Rádio Alto Minho, que cita fonte camarária, os grupos estão interessados na zona norte do concelho.

Marcas da Mercadona vão falar “portunhol”

A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, vai inaugurar em 02 de julho em Canidelo, concelho de Vila Nova de Gaia, o seu primeiro estabelecimento em Portugal e até ao final do ano abrirá mais nove, todos no norte, inclusive em Braga e em Barcelos.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares