Seguir o O MINHO

Futebol

Mateus Pasinato (Moreirense) é o guardião com mais defesas na Liga

Média de 4,31 defesas por jogo

em

Foto: Twitter

Mateus Pasinato, guarda redes do Moreirense, é o guardião com mais defesa no campeonato, decorridas 14 jornadas, anunciou esta sexta-feira a Liga Portugal.

O brasileiro de 27 anos cumpre a primeira época no futebol português, depois de uma carreira cumprida na sua totalidade no país natal, onde representou clubes como o XV de Piracicaba, Vila Nova ou São Bento.

Até dezembro, o guardião de 1,92 de altura tem sido um dos destaques do emblema cónego.

No total, o jogador natural de Concórdia (Santa Catarina) soma um total de 56 intervenções ao longo dos 13 encontros em que participou.

Números que se traduzem numa média de 4,31 defesas por jogo que, aliados ao facto de Mateus Pasinato ser, atualmente, o único totalista do plantel do Moreirense, deixam bem patente a sua importância para a formação orientada por Vítor Campelos.

Um papel ainda mais reforçado com os números alcançados por Pasinato nas jornadas nove e onze. Nas deslocações a Vila do Conde e Famalicão, o guardião dos cónegos atingiu o seu máximo de defesas num jogo, nesta competição – nove em cada -, revelando-se absolutamente decisivo para os dois empates alcançados pela equipa do Moreirense FC, nestes dois embates.

Igualmente em destaque pelo número de defesas efetuadas surgem os nomes de Marco Pereira (Santa Clara) e Cláudio Ramos (CD Tondela), que seguem na segunda e terceira posição, respetivamente, desta estatística.

O guarda-redes dos açorianos é, também, o único totalista da sua equipa e contabiliza um total de 55 intervenções. Um registo decisivo para o Santa Clara ser a quinta defesa menos batida da competição, a par de Gil Vicente FC e CD Tondela.

Já Cláudio Ramos é um dos rostos da boa campanha realizada pelos beirões, que estão a efetuar o melhor arranque da história. Com 44 defesas efetuadas, o internacional português contribuiu de forma preponderante para o bom registo defensivo da formação tondelense, que apenas consentiu 14 golos.

Anúncio

Futebol

SC Braga, há 99 anos a levar o Minho à volta do mundo

Efeméride

em

Foto: Facebook de SC Braga

O presidente do SC Braga, António Salvador, disse este domingo que quer que 2020 seja um ano “histórico” para os ‘arsenalistas’, no dia da comemoração do 99.º aniversário do clube.

Na cerimónia do hastear da bandeira, na Cidade Desportiva do SC Braga, o líder dos minhotos deixou palavras de agradecimentos aos fundadores, aos sócios, funcionários e a treinadores e atletas que já representaram o clube.99

Considerando o momento como “especial e simbólico”, pela entrada no “último ano do primeiro século de vida do Sporting Clube de Braga”, António Salvador desejou que o “centésimo ano seja histórico”.

“É esse o meu compromisso, é essa a nossa obrigação”, disse.

Seguiu-se uma missa na capela do Cemitério de Monte d’Arcos e tradicional romagem às campas dos sócios fundadores.

A última cerimónia comemorativa de mais um aniversário dos minhotos realiza-se no auditório do Estádio Municipal de Braga, com a entrega dos emblemas de ouro e prata aos associados com 50 e 25 anos de filiação, respetivamente.

Continuar a ler

Futebol

Dupla do Minho enfrenta favoritismo de Sporting e FC Porto na Taça da Liga

Final Four

em

Foto: DR / Arquivo

Os minhotos SC Braga e Vitória SC vão fazer face aos favoritos Sporting, detentor do troféu, e FC Porto na ‘final four’ da Taça da Liga de futebol, que arranca terça-feira, em Braga.

Os ‘leões’, vencedores das duas últimas edições da prova, terão pela frente o anfitrião SC Braga, na terça-feira (19:45), numa reedição da meia-final da época passada, enquanto o FC Porto, finalista em 2018/19, vai defrontar o conjunto vimaranense, na quarta-feira (19:45).

Com dois troféus arrecadados nas duas últimas temporadas, ao superar Vitória de Setúbal (2017/18) e FC Porto (2018/19) no desempate por grandes penalidades, o Sporting vai marcar presença na terceira ‘final four’ seguida, na ‘ressaca’ do desaire ante o rival Benfica (2-0), que deixou os ‘verdes e brancos’ a 19 pontos da liderança do campeonato.

Após um mau arranque na fase de grupos, que quase o deixou fora desta ronda, o conjunto orientado por Silas terminou o grupo C no primeiro lugar, à frente de Rio Ave, Portimonense e Gil Vicente, tendo agora pela frente o SC Braga, na primeira meia-final.

Os ‘arsenalistas’, anfitriões da ‘final four’ da prova, não deram hipóteses e terminaram o grupo A com 100% de aproveitamento sobre Paços de Ferreira, Marítimo e Penafiel, condição que lhes garantiu a sétima presença nas ‘meias’ da Taça da Liga.

A equipa agora liderada por Rúben Amorim chega a esta fase da prova ‘embalada’ por um triunfo na casa do FC Porto, por 2-1, para o campeonato, algo que não sucedia há 15 anos.

Vencedores em 2012/13 e finalistas em 2016/17, os bracarenses reencontram o Sporting na mesma fase da edição anterior da prova, na qual foram derrotados no desempate por grandes penalidades, depois do empate 1-1 que se registou no tempo regulamentar.

Na quarta-feira, o FC Porto procura atingir a quarta final, a segunda seguida, da única competição nacional que ainda não consta do palmarés ‘azul e branco’. Os ‘dragões’ chegaram à decisão em 2009/10, 2012/13 e 2018/19, tendo perdido com Benfica, SC Braga e Sporting, respetivamente.

Tal como SC Braga, a equipa de Sérgio Conceição ‘carimbou’ o ‘passaporte’ para a ‘final four’ com três vitórias em três jogos no grupo D, sobre Desportivos de Chaves, Casa Pia e Santa Clara.

Poucos dias depois de ter perdido na receção aos bracarenses, os portistas terão pela frente o Vitória SC, que está de regresso às meias-finais 10 anos depois. Em 2008/09, os vitorianos, então comandados por Manuel Cajuda, foram derrotados pelo Benfica, que viria a conquistar essa edição da Taça da Liga.

Esta época, o conjunto orientado por Ivo Vieira deixou pelo ‘caminho’ precisamente os recordistas de troféus da Taça da Liga (sete), num grupo B no qual somou duas vitórias, com Vitória de Setúbal e Sporting da Covilhã, e um empate, diante dos ‘encarnados’.

No sábado, a equipa da ‘Cidade-Berço’ conseguiu uma importante ‘vitamina’ para a ‘final four’ da Taça da Liga, ao vencer o Santa Clara (1-0) para o campeonato, com um golo em tempo de compensação, da autoria de João Pedro.

Os vencedores das meias-finais apuram-se para a final da Taça da Liga 2019/20, que terá lugar em 25 de janeiro, também no Estádio Municipal de Braga.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão tenta capitalizar dérbi lisboeta e consolidar lugar no ‘pódio’

17.ª jornada

em

Foto: Twitter de B24

O Famalicão recebe hoje o Marítimo, em jogo da 17.ª jornada, no qual vai procurar aproveitar o desaire do Sporting diante do líder Benfica e reforçar o terceiro lugar da I Liga portuguesa de futebol.

Os famalicenses, que na quarta-feira asseguraram uma inédita presença nas meias-finais da Taça de Portugal, somam 30 pontos, mais um do que os ‘leões’, que na sexta-feira perderam em casa com o rival lisboeta, por 2-0.

Em caso de triunfo sobre o Marítimo, a formação orientada por João Pedro Sousa abre quatro pontos de vantagem sobre o Sporting e reduz para oito a diferença para o segundo colocado, FC Porto, que foi derrotado por 2-1 pelo SC Braga, na abertura da ronda.

Em Vila Nova de Famalicão, em jogo agendado para as 17:30, os minhotos terão pela frente o 10.º classificado, que vem de quatro partidas sem perder, sendo que a última derrota do conjunto comandado por José Gomes aconteceu no Estádio da Luz (4-0).

Rio Ave e Boavista encerram a 17.ª jornada e a primeira volta da I Liga, às 20:00, sendo que os vila-condenses precisam de uma vitória para igualarem o Vitória de Guimarães no quinto lugar, com 25 pontos, depois de os vitorianos terem batido por 1-0 o Santa Clara na véspera.

Por seu lado, os ‘axadrezados’ ainda procuram a primeira vitória sob o comando de Daniel Ramos, após um empate com Portimonense e um desaire com o Famalicão.

No primeiro jogo do dia, agendado para as 15:00, o Paços de Ferreira vai tentar distanciar-se dos lugares de despromoção. Os pacenses recebem o Gil Vicente, oitavo colocado, que alcançou um triunfo na última ronda, na visita ao Belenenses SAD.

Programa da 17.ª jornada:

– Sexta-feira, 17 janeiro:

FC Porto – SC Braga, 1-2.

Sporting – Benfica, 0-2.

– Sábado, 18 janeiro:

Desportivo das Aves – Portimonense, 3-0.

Vitória SC – Santa Clara, 1-0.

Tondela – Moreirense, 1-1.

Belenenses SAD – Vitória de Setúbal, 0-1.

– Domingo, 19 janeiro:

Paços de Ferreira – Gil Vicente, 15:00.

Famalicão – Marítimo, 17:30.

Rio Ave – Boavista, 20:00.

Continuar a ler

Populares