Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga vencedor da Taça da Liga 2019/2020

Na final contra o FC Porto, em Braga, golo de Ricardo Horta, aos 95 minutos, deu ao clube o quarto título da sua história

em

Um golo de Ricardo Horta ao ‘cair do pano’ deu hoje a vitória ao SC Braga sobre o FC Porto, 1-0, e consequente conquista da Taça da Liga de futebol, a segunda da história dos minhotos.

O golo surgiu aos 90+5 minutos, com o extremo a aproveitar um ressalto num defesa portista após remate de Fransérgio e a não perdoar diante de Diogo Costa.

Foto: Divulgação

O Braga vence pela segunda vez na sua história a Taça da Liga, batendo, tal como em 2013, o FC Porto por 1-0.

Rúben Amorim, que como jogador venceu seis Taças da Liga, incluindo essa de há sete anos pelo Braga, continua a sua senda 100 por cento vitoriosa, vencendo um troféu ao seu quinto jogo no comando técnico dos ‘arsenalistas.

À quarta final, o FC Porto volta a não conseguir vencer o troféu que lhe falta no museu, a nível nacional, tendo deixado uma imagem ‘pálida’ na segunda parte.

Na última de três edições consecutivas da ‘final four’ da Taça da Liga realizada em Braga, os minhotos foram mais felizes, mas fizeram por isso, numa partida equilibrada, com uma primeira parte bem mais interessante.

Depois do triunfo sobre o Sporting, na primeira meia-final (2-1), na terça-feira, Rúben Amorim fez apenas uma alteração no ‘onze’ com o regresso de Palhinha, tal como o FC Porto, que bateu o Vitória SC no apuramento para a final (2-1), na quarta-feira, com o também número ‘6′ Danilo a voltar à equipa.

Como contra os ‘leões’, os bracarenses voltaram a entrar muito fortes e, logo aos cinco minutos, estiveram muito perto de marcar: Ricardo Horta rematou à barra e, na sequência, Fransérgio amorteceu para Paulinho no ‘coração’ da área, mas o avançado escorregou no momento do remate, valendo também um bom corte de Alex Teles.

Mais ligado ao jogo, o Braga voltou a criar muito perigo pouco depois, mas Alex Teles foi novamente providencial a dar o ‘corpo às balas’ a um remate de Ricardo Horta, parando um lance de golo iminente (13).

O FC Porto demorou a acertar e ‘acordou’ quando, após um mau passe de Bruno Viana, Luiz Diaz rematou por cima (17).

Mas as duas grandes ocasiões do FC Porto surgiram aos 38 minutos num espaço de poucos segundos: lançado por Otávio, Corona permitiu a defesa de Matheus e, na recarga, já bem dentro da pequena área, Soares preferiu a força à colocação e a bola esbarrou na trave.

Rúben Amorim lançou Trincão logo aos 50 minutos (saiu Galeno) e, pouco depois, foi obrigado a mexer novamente dada a lesão de Tormena – entrou Wallace (56).

Sérgio Conceição esgotou as substituições em apenas seis minutos, lançando Romário Baró (72), Uribe (74) e Wilson Manafá (78) para os lugares de Sérgio Oliveira, Danilo e Marega.

A segunda parte foi menos interessante porque houve muitas paragens por causa de assistência médica a jogadores de ambas as equipas, o que retirou muito ritmo à partida e poucos foram os lances de perigo nas duas balizas.

O melhor deles, antes do golo, apareceu só aos 90+1 minutos, quando Raul Silva cabeceou à barra após livre de João Novais, entrado instantes antes e, aos 90+5, surgiu o tal tento do oportuno Ricardo Horta, que marcou o seu 17.º golo da temporada.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal de Braga, em Braga.

SC Braga – FC Porto, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Ricardo Horta, 90+5 minutos

Equipas:

– SC Braga: Matheus, Tormena (Wallace, 56), Bruno Viana, Raul Silva, Esgaio, Fransérgio, Palhinha (João Novais, 90+1)) Sequeira, Galeno (Trincão, 50), Paulinho e Ricardo Horta.

(Suplentes: Tiago Sá, Wilson Eduardo, Diogo Viana, Wallace, João Novais, Rui Fonte e Trincão).

Treinador: Rúben Amorim.

– FC Porto: Diogo Costa, Corona, Mbemba, Marcano, Alex Telles, Danilo (Uribe, 75), Sérgio Oliveira (Romário Baró, 72), Luís Díaz, Otávio, Marega (Manafá, 78) e Soares.

(Suplentes: Marchesin, Diogo Leite, Romário Baró, Aboubakar, Uribe, Manafá e Vítor Ferreira).

Treinador: Sérgio Conceição.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sérgio Oliveira (19), Otávio (30), Palhinha (64), Raul Silva (68), Corona (73), Romário Baró (80), Bruno Viana (80+1) e Uribe (90+2).

Assistência: 23.794 espetadores.

(notícia atualizada às 22:08)

Anúncio

Futebol

Vitória recebe FC Porto que quer ficar a um ponto do Benfica

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O FC Porto procura hoje reduzir para um ponto a diferença para o líder Benfica, na visita ao Vitória SC, em jogo da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Um dia depois de o Braga ter vencido os líderes no seu reduto, os ‘dragões’, que venceram as ‘águias’ na ronda passada, jogam com o Vitória SC, oitavo classificado, num encontro com início marcado para as 17:30.

O FC Porto, já com Danilo apto, joga pela terceira vez com o Vitória SC esta temporada, depois de vitórias para o campeonato (3-0) e para a Taça da Liga (2-1).

No último encontro da ronda, às 20:00, o Famalicão pode ficar a um ponto do Sporting, que é quarto classificado, caso vença na receção ao Desportivo das Aves, último classificado, a quatro pontos da zona de manutenção.

Nos dois lugares acima da ‘linha de água’, o Belenenses SAD (15.º) e o Paços de Ferreira (16.º) visitam o Boavista (nono) e o Marítimo (14.º), respetivamente.

Programa da 21.ª jornada:

– Sexta-feira, 14 fevereiro:

Vitória de Setúbal – Gil Vicente, 1-2

– Sábado, 15 fevereiro:

Portimonense – Moreirense, 1-1

Santa Clara – Tondela, 1-0

Benfica – SC Braga, 0-1

Rio Ave – Sporting, 1-1

– Domingo, 16 fevereiro:

Marítimo – Paços de Ferreira, 15:00

Boavista – Belenenses SAD, 15:00

Vitória SC – FC Porto, 17:30

Famalicão – Desportivo das Aves, 20:00

Continuar a ler

Futebol

Braga segura terceiro lugar após empate do Sporting

21.ª jornada da I Liga

em

Foto via Sport TV

O Sporting perdeu hoje o terceiro lugar da I Liga portuguesa de futebol, ao empatar em casa do Rio Ave (1-1), em jogo da 21.ª jornada.

Os vila-condenses adiantaram-se no marcador logo aos dois minutos, por Lucas Piazón, mas os ‘leões’, já em inferioridade numérica, por expulsão de Coates (71), empataram por Jovane Cabral, aos 84, na marcação de uma grande penalidade.

Com este empate, o Sporting caiu para o quarto lugar, com 36 pontos, e foi ultrapassado pelo SC Braga, que tem 37, enquanto o Rio Ave segue no quinto posto, com 33.

Continuar a ler

Futebol

“Dedico a vitória ao grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores e colunistas”

António Salvador

em

Foto: Twitter

O presidente do SCBraga, António Salvador, deixou hoje uma resposta dura às críticas ao profissionalismo da equipa nos jogos com o Benfica nos últimos anos, após o triunfo (1-0) nesta 21.ª jornada da I Liga de futebol.

“Dou os parabéns aos jogadores, ao seu treinador, aos nossos sócios e adeptos, que, infelizmente, ao longo dos últimos anos, sempre que não temos ganho ao Benfica, temos sofrido com críticas”, começou por afirmar o líder bracarense, acrescentando: “Os nossos sócios dedicam esta grande vitória a esse grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores das televisões e colunistas dos jornais”.

Em declarações prestadas na zona mista do Estádio da Luz, o presidente do clube minhoto teceu ainda elogios às três equipas que estiveram em campo, incluindo nas palavras a referência ao árbitro Hugo Miguel e respetivos auxiliares.

“Foi um grande jogo de futebol, com três grandes equipas em campo: duas grandes equipas de futebol e uma grande equipa de arbitragem – é preciso que se diga também quando eles fazem um bom trabalho. É verdade que ganhámos contra uma grande equipa, mas também é verdade que o Benfica perdeu contra uma grande equipa”, sentenciou.

Continuar a ler

Populares