Seguir o O MINHO

Braga

Irmãs de Braga inspiram-se nos filhos e criam próprio emprego durante a pandemia

Puericultura

em

Carmen e Ana Vinagreiro. Foto: DR

Uma ex-bancária e uma ex-administrativa, irmãs, ficaram desempregadas depois de abandonarem um projeto em setembro de 2020 que, note-se, entrou em rotura com o início da pandemia. Inspiradas pela maternidade, conjugaram esforços e criaram o próprio negócio através das redes sociais, negócio esse que entretanto foi registado e ganhou uma loja virtual.

Carmen e Ana, de apelido Vinagreiro, têm 43 e 39 anos. Residentes em Braga, e ambas licenciadas pela Universidade do Minho, perceberam que existiam outras maneiras de lidar com os acessórios para bebés, mais concretamente através da criação de algodão orgânico e de silicone natural. Em outubro de 2020, e depois de vários anos onde cogitaram a possibilidade da gestão de um negócio em comum, “arregaçaram as mangas” e ‘arriscaram’ na área dos acessórios de puericultura.

“Arregaçar as mangas… e dar asas”, conta a O MINHO Carmen, uma das gestoras, contextualizando que Ana tinha sido recentemente mãe pela primeira vez, e que a própria também tem três filhos.

“Procuramos algo na área das crianças e, enquanto mães, pensámos no que é que poderíamos desenvolver de diferente. Olhámos para cada produto, investigamos, pesquisamos e verificamos que haviam acessórios fundamentais que ainda não existiam e que poderiam ser realizados de forma segura e a baixos custos”, explica Carmen Vinagreiro.

E assim nasceu a Mad’s, iniciais dos filhos Maria, Ana, Duarte e Salvador. “Com o nascimento de cada um deles, fomo-nos apercebendo que o sentido prático e conforto dos acessórios nem sempre estavam alinhados”, situam as irmãs.

Todos os acessórios são feitos à mão, em Braga, de matéria 100% naturais – tecidos orgânicos, algodões e outros materiais, projetados internamente para que cumpram os padrões de segurança e ambientais.

“São acessórios que precisam de muita dedicação, paciência e amor. Cada um é diferente, mesmo que todos sigam um padrão, todos têm um propósito: estar presente na hora de dormir, do banho, dos primeiros passos e oferecer refeições tranquilas”, contextualiza Carmen.

Um desses acessórios, por exemplo, é um encosto para almofada de amamentação para bebés dos três aos oito meses, com bolsos para chupeta e biberão e duas presilhas onde é possível pendurar os brinquedos “para não se perderem”. “Está a ser um sucesso porque é diferenciador e não existia no mercado”, revela Carmen.

Foto: Divulgação

Outro dos objetos inovadores é uma barra de proteção de cama de grades feita em silicone natural, protegendo a madeira da cama das ‘gengivadas’ dos bebés – algo que, consideram, acontece com frequência.

Foto: Divulgação

Carmen é licenciada em Relações Internacionais, e Ana em Administração Pública, ambas pela UMInho. Em janeiro deste ano, lançaram o portal com a loja virtual, depois de verificada a boa aceitação levada a cabo pelos clientes nas redes sociais. Como eram cada vez mais procuradas, decidiram seguir em frente com o negócio. Dos males que vêm por bem, a pandemia tirou-lhes o emprego, mas permitiu-lhes concretizar o sonho de muitos anos e subsistir por meios próprios.

Pode saber mais sobre a Mad’s aqui.

Populares