Seguir o O MINHO

Mundial 2022

Invasão de campo com bandeira ‘arco-íris’ no jogo de Portugal

Mundial 2022

em

Foto: Twitter

Um adepto invadiu hoje o relvado do Estádio de Lusail, no decorrer do encontro entre Portugal e o Uruguai, do Mundial de futebol, carregando uma bandeira multicor, em apoio à comunidade LGBTQ+.

Decorria o 61.º minuto do encontro, quando o homem se evadiu aos seguranças e entrou no terreno de jogo, agitando uma bandeira multicor, com as cores do arco-íris, e uma ‘t-shirt’ com a inscrição “Respect for iranian woman [respeito para as mulheres iranianas]” na parte de trás e “Save Ukraine [salvem a Ucrânia] na parte da frente.

Apesar de ainda ter conseguido escapar ao primeiro segurança e alcançar o meio-campo, o homem acabou por ser detido e retirado do recinto.

Desde que foi escolhido para organizar o Mundial2022 de futebol, que se iniciou em 20 de novembro e decorrerá até 18 de dezembro, o Qatar tem sido alvo de várias críticas, nomeadamente no que diz respeito às suas posições em matéria de direitos humanos, das questões LGBTQ+ e de abuso sobre os trabalhadores migrantes.

Perante este contexto, algumas federações uniram-se em setembro na vontade de se expressarem com a iniciativa ‘One Love’, defensora de igualdade, em que eram apologistas do uso simbólico de uma braçadeira com a inscrição e as cores do arco-íris, mas a FIFA avisou não ser possível.

Entretanto, o organismo que gere o futebol mundial antecipou a campanha “Não à discriminação”, que deveria começar nos quartos de final do Mundial2022, a fim de permitir que os 32 ‘capitães’ das seleções utilizem essa braçadeira durante o torneio.

Populares