Seguir o O MINHO

Barcelos

Incêndio destrói casa em Barcelos e deixa sete pessoas desalojadas

Alheira

em

Foto: DR

Uma habitação ficou completamente destruída por um incêndio, na manhã desta sexta-feira, em Alheira, no concelho de Barcelos, desalojando uma família de sete pessoas, incluindo uma menina de sete anos. A mãe teve que ser transportada para o hospital por inalação de fumos.


Foto: DR

Foto: DR

O alerta para o incêndio foi dado às 09:44 e quando os Bombeiros de Barcelos chegaram ao local a casa já estava “toda tomada pelas chamas”.

Desconhecem-se as causas do incêndio.

A casa ficou sem quaisquer condições de habitabilidade.

A dona da casa teve que ser transportada para o Hospital de Barcelos devido a inalação de fumos.

Entretanto, as pessoas foram realojadas em casas de familiares.

Os Bombeiros de Barcelos combateram as chamas com 10 operacionais apoiados por quatro viaturas.

A GNR registou a ocorrência.

Notícia atualizada às 16h24 com atualização do número de desalojados.

Anúncio

Barcelos

Quatro detidos em flagrante por tráfico de droga em Barcelos

Três homens e uma mulher

em

Foto: GNR

Quatro pessoas, três homens entre os 17 e os 28 anos e uma jovem de 20, foram detidos, em flagrante delito, por tráfico de droga, no domingo, em Barcelos, anunciou hoje a GNR.

Em comunicado, o Comando Territorial de Braga, refere que, no âmbito de uma investigação do NIC de Barcelos, os militares deram cumprimento a oito mandados de busca, cinco domiciliárias e três em veículos, que, para além dos quatro detidos, permitiram a constituição de arguido de um homem de 22 anos pelo mesmo crime e por posse de arma proibida.

Da operação resultou a apreensão de 104 doses de haxixe, 12 doses de cocaína, seis doses de folhas de canábis, um taser, uma pistola de salva, uma caçadeira adaptada para munição real, 48 munições de vários calibres, uma soqueira, duas balanças digitais, sete telemóveis e 470 euros em numerário.

Os detidos, dois dos quais com antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes, são presentes esta segunda-feira ao Tribunal Judicial de Famalicão.

A operação contou com o reforço dos Destacamentos de Intervenção (DI) de Viana do Castelo e Braga, da estrutura de Investigação Criminal do Comando Territorial de Braga e do Destacamento Territorial de Barcelos.

Continuar a ler

Barcelos

Barcelos: PSD propõe vales para comércio local com verba de eventos não realizados

1,2 milhões de euros

em

Foto: O MINHO

O PSD de Barcelos avança com uma proposta de entrega, aos agregados familiares, de vales de compras para o comércio local/tradicional. A verba a disponibilizar pela Câmara Municipal – nunca inferior a um 1 milhão e 200 mil euros – transita do montante de cerca de 1,6 milhões de euros que anualmente são gastos em eventos de índole cultural e recreativa e que, este ano, por causa da pandemia provocada pela covid-19 não se realizaram, anunciou hoje a concelhia do partido.

Em comunicado, a concelhia refere que a base da proposta de resposta à crise socioeconómica está a sobrevivência de cerca de 3000 empresas que empregam 15 mil trabalhadores.

“ A segunda vaga da pandemia da Covid-19 chegou em força e coloca desafios nunca enfrentados pela nossa sociedade. As lideranças, particularmente as lideranças políticas, têm a enorme responsabilidade de não falhar no momento em que mais são necessárias.” sublinha o PSD Barcelos, lembrando que “Está em jogo, não só, a resposta sanitária, mas também, a resposta à crise socioeconómica que adveio das medidas restritivas, implementadas para mitigar a propagação da infeção”.

O PSD lembra que as restrições à circulação de pessoas, associadas ao dever de restrição de contactos sociais, às quais grande parte dos barcelenses se têm autoimposto, estão na origem de graves problemas de sustentabilidade do comércio local.

“As reduções de faturação são dramáticas e duram há já vários meses. Este final de ano, particularmente o período do Natal, parece ser ainda mais dramático. Este período, que é geralmente um dos melhores do ano para o comércio local, parece estar perdido para grande parte destes estabelecimentos. ”, lembra o PSD, apontando o prolongamento do estado de emergência como fator determinante para “encontrar uma forma de apoiar o nosso comércio local, sob pena de o condenarmos ao desaparecimento”.

Assim, a proposta do PSD tem como ponto de partida os 1,6 milhões de euros que o Município de Barcelos gasta, anualmente, em eventos de índole cultural e recreativa. Em 2020, mercê do impacto da pandemia da Covid-19, estes eventos não foram realizados (Festas das Cruzes, Feira do Livro, Mostra de Artesanato, Feira Medieval, Moda Barcelos, entre vários outros). Esta circunstância, prejudicou ainda mais os barcelenses que dependem destes sectores, além do comércio local que, com esses eventos, beneficia da atração de visitantes e turistas.

“No sentido de manter o espírito subjacente à utilização dessas verbas (i.e. garantir que a sua utilização é colocada ao serviço da dinamização da atividade económica local), o PSD propõe que, parte dessas verbas, em montante não inferior a 1 milhão e 200 mil euros, seja entregue aos agregados familiares barcelenses, sob a forma de vales de compras para o comércio local ”, propõe o PSD, lembrando que “tempos extraordinários, exigem medidas extraordinárias”.

A proposta apresentada à Câmara de Barcelos faz-se acompanhar da disponibilidade para colaborar com a sua implementação e, tendo consciência que se trata de uma medida disruptiva, até pelo montante que propõe utilizar, o PSD sublinha “que os custos da inação serão bem superiores”.

O PSD explica que o montante em causa (1,2 milhões de euros) seria distribuído sob a forma de vales de compras, a todos os residentes no concelho de Barcelos (vale de 10 euros por residente), podendo ser utilizados em compras em empresas de comércio local, com atividade e sede fiscal em Barcelos (incluindo-se aqui quer empresas de venda a retalho, como empresas da área da restauração). Os vales poderão ser usados para o pagamento de bens e serviços nesses estabelecimentos, até ao limite de 50 % do valor total dessa compra (tendo assim um efeito multiplicador no volume de negócios em causa).

“Desta forma, apoiam-se diretamente as famílias barcelenses, ao mesmo tempo que se cria um forte incentivo para que façam as suas compras de Natal no comércio local. Ao viabilizar essas centenas de empresas, viabilizamos também o futuro do desenvolvimento económico do nosso concelho”, concluem os sociais-democratas.

Continuar a ler

Barcelos

Padre José Araújo celebra 40 anos à frente de paróquia em Barcelos

Efeméride

em

Foto: Facebook

O padre José Araújo celebrou hoje a marca de 40 anos a presidir à paróquia de Galegos Santa Maria, em Barcelos, com a efeméride a ser marcada durante uma eucaristia na manhã deste domingo.

Conhecido por entre os paroquianos como “senhor abade”, o padre José é ainda pároco da freguesia vizinha de Galegos São Martinho e já foi arcipreste de Barcelos.

De acordo com o anuário católico da Arquidiocese de Braga, José Gomes da Silva Araújo nasceu a 15 de maio de 1938 e foi ordenado padre a 14 de julho de 1963.

Numa pequena nota publicada nas redes sociais, o grupo de jovens de Galegos Santa Maria destaca o acontecimento, com um agradecimento pela “motivação, dedicação e o amparo que nos proporcionou e continua a proporcionar para que o crescimento deste grupo dê frutos abundantes na fé de Cristo”.

“Agradecemos Senhor pelo dom de sacerdócio deste nosso senhor Abade, que tão bem trabalhou e incutiu nesta comunidade a fé cristã ao longo destes 40 anos”, refere a mesma nota.

“Senhor, nós te pedimos que dês saúde e força ao nosso pastor para que seja capaz de acompanhar as suas ovelhas por muitos e longos anos. Obrigada, senhor Abade“, finaliza a publicação.

Continuar a ler

Populares