Seguir o O MINHO

Ave

Guimarães: Horta Pedagógica finalista do Green Project Awards

em

Guimarães é uma das cidades finalistas da edição deste ano do Green Project Awards, tendo candidatado a Horta Pedagógica à categoria “Consumo Sustentável”, à qual concorrem mais seis projetos a nível nacional, cujos vencedores serão conhecidos na cerimónia de entrega de prémios que terá lugar em Lisboa, no dia 15 de setembro.

 O Green Project Awards é um projeto internacional, com edições em Portugal, no Brasil e em Cabo Verde. Após a receção de mais de 1000 candidaturas e a distinção de mais de 80 projetos e iniciativas, este concurso, que já vai na sua 8ª edição, mantém o seu propósito inicial de reconhecer as boas práticas em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

 Premiar e reconhecer boas práticas como complemento ao movimento de sensibilização para as temáticas da sustentabilidade, alertando e consciencializando a sociedade civil para a importância do equilíbrio ambiental, económico e social, são alguns dos objetivos do Green Project Awards Portugal 2015, que procura uma repercussão positiva no comportamento dos cidadãos e decisores em geral, fazendo da inovação e eficácia um caminho para a sustentabilidade.

 A Horta Pedagógica de Guimarães, uma das primeiras do país, está inserida numa área agrícola por excelência, na Veiga de Creixomil, a uma altitude média de 152 metros, inserida na sub-bacia hidrográfica do rio Selho, sendo atravessada pela Ribeira de Couros. 525 utentes ocupam um total de 6,5 hectares de terreno no coração da cidade, num espaço privilegiado de lazer e convívio com a natureza, juntando aos 3,5 hectares para projetos inovadores da base agrícola. Os solos da Horta Pedagógica estão classificados na Reserva Agrícola Nacional, Reserva Ecológica Nacional e Domínio Hídrico.

Novas formas de ocupação do solo

Com um diversificado programa de atividades pedagógicas, culturais e sociais, visando sensibilizar a adoção de boas práticas agrícolas associadas à agricultura biológica, com a atribuição de talhões às escolas, a Horta Pedagógica apresenta um conjunto de iniciativas de educação ambiental, nomeadamente um espaço dedicado à compostagem, eventos relacionados com as boas práticas de cultivo, celebração de datas comemorativas do calendário rural e ambiental, entre outras iniciativas com temáticas de proximidade.

Ao mesmo tempo, a Horta Social e Pedagógica de Guimarães desenvolveu uma base de inovação e experimentação relacionada com as práticas agrícolas, novas formas de ocupação do solo, nomeadamente a implementação recente de um laboratório de experimentação horto-florícola/frutícola, e projetos inovadores incorporando novas experiências e novas fileiras, considerando-se o início de uma incubadora de empresas de base agrícola.

 Esta Horta Pedagógica, cuja 3ª e última fase foi inaugurada a 20 de dezembro de 2014, é um espaço de domínio público onde se possibilita a melhoria da qualidade de vida das populações e o aumento da experiência prática e sensorial na ligação com a natureza, que se traduz na possibilidade de contacto entre a população e as espécies agrícolas utilizadas na alimentação, através do envolvimento das pessoas nas mais diversas atividades. A agricultura periurbana e urbana assume um papel fulcral de interesse cultural, social, recreativo e económico, na medida em que, além do abastecimento da família, se foca na ocupação sadia dos tempos livres.

Anúncio

Guimarães

Vimaranenses em quarentena devido ao Covid-19 já deixaram o hospital

em

Imagem ilustrativa / DR

Os 20 cidadãos portugueses e brasileiros, entre os quais três treinadores de Guimarães, em isolamento voluntário no hospital Pulido Valente, em Lisboa, depois de repatriados da cidade chinesa onde foi detetado o novo coronavírus, já saíram das instalações hospitalares, constatou a Lusa esta tarde no local.

“A ministra da Saúde agradeceu-nos por termos ficado esse tempo todo aqui, fizemos tudo o que nos pediram, e não é fácil estar preso sem estar doente, é complicado, mas tivemos calma, e só temos de agradecer a parte deles também”, disse a brasileira Milene, em declarações aos jornalistas à saída do hospital.

“A família já pode comemorar que saímos do hospital”, acrescentou, antes de agradecer às autoridades portuguesas: “O coração hoje é totalmente português, Portugal vai ficar eternamente nos nossos corações, temos uma enorme gratidão pela humanidade e por tudo o que fizeram por nós”, disse a futebolista que joga no clube de futebol de Wuhan, a cidade da China onde foi detetado o novo coronavírus (Covid-19).

Os 18 portugueses e as duas brasileiras que estavam voluntariamente em quarentena no Hospital Pulido Valente, em Lisboa, começaram a sair pelas 15:30, de carro, e na maioria não falaram aos jornalistas, já depois de a ministra da Saúde, Marta Temido, ter saído do local, alguns minutos antes.

Desde o dia 02 de fevereiro que estas 20 pessoas estavam instaladas no Hospital Pulido Valente (Centro Hospitalar de Lisboa Norte), numa quarentena voluntária que teve essencialmente caráter preventivo.

Na sexta-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS) já tinha informado que estas pessoas terminariam hoje os 14 dias de isolamento, uma vez que as segundas análises laboratoriais que lhe foram feitas foram “todas negativas”.

O surto do novo coronavírus que surgiu na China teve como epicentro a cidade de Wuhan.

O coronavírus Covid-19 provocou 1.527 mortos e infetou cerca de 65 mil pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, onde a epidemia foi detetada no final do ano.

Além de 1.523 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão e um em França.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Em Portugal, surgiram até agora sete situações suspeitas, mas nenhum caso se confirmou.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), há 44 casos confirmados na União Europeia e no Reino Unido.

Continuar a ler

Guimarães

Aluno atingido por telemóvel em escola de Guimarães acaba no hospital

Diretor da escola afirma que tudo não passou de uma “brincadeira”

em

Foto: DR

Um jovem de 17 anos sofreu ferimentos ligeiros após ser atingido por outro estudante com um telemóvel na cara, esta sexta-feira, na Escola Secundária das Taipas, concelho de Guimarães, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Os ferimentos levaram a que fosse solicitada a intervenção dos Bombeiros das Taipas, que procederam à estabilização do jovem e efetuaram transporte para o Hospital de Guimarães.

Em declarações ao Guimarães Digital, do Grupo Santiago o diretor  da escola comentou o incidente afirmando que se tratou de uma “brincadeira” e que “não aconteceu nada de especial”.

“Im deles projetou um dispositivo que tinha e atingiu o outro aluno que sofreu um pequeno ferimento. A situação não teve contornos de agressão, os alunos entenderam-se de imediato”, assegurou.

Não tinha sido, até final da tarde, apresentada qualquer queixa nas autoridades.

Continuar a ler

Ave

Juiz manda prender jovens que assaltavam lojas, carros e casas em Fafe

Crime

em

Foto: DR

Dois jovens, de 18 e 21 anos, foram detidos e colocados em prisão preventiva por suspeitas de furto em lojas, garagens, veículos e residências, ao longo dos últimos meses, no concelho de Fafe, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o comando territorial da GNR de Braga dá conta da operação levada a cabo por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Fafe, na passada quarta-feira, que culminou com a detenção dos suspeitos.

“No âmbito de uma investigação por dez furtos ocorridos no interior de estabelecimentos comerciais, garagens, veículos e residências, na cidade de Fafe, durante os últimos meses, e na sequência de diligências de investigação, foram cumpridos dois mandados de busca domiciliária”, explica a guarda.

Os detidos, com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foram presentes ao Tribunal Instrução Criminal de Guimarães, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva aos dois detidos.

Continuar a ler

Populares