Seguir o O MINHO

Guimarães

Guimarães ganha novo espaço verde (na vila de São Torcato)

Lazer

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

O concelho de Guimarães passa a contar com um novo parque, inaugurado no sábado na vila de São Torcato. Está equipado com parque infantil, circuito pedonal, máquinas de manutenção, arborização, palco para atividades culturais, mesas e bancos de jardim e ainda churrasqueiras.


Durante a cerimónia de inauguração, o presidente da Câmara, Domingos Bragança, destacou o “processo de democracia participativa” no território através do programa do Orçamento Participativo.

Foi através desse programa que nasceu a ideia do Parque de Lazer da Corredoura, em São Torcato, no âmbito de uma proposta apresentada pelo cidadão Filipe Santos, a quem o autarca agradeceu publicamente “a sua entrega a este projeto”.

Foto: Divulgação / CM Guimarães

“O Orçamento Participativo foi uma ideia feliz da Câmara porque envolve os cidadãos na participação ativa com a apresentação e eleição dos seus contributos e propostas. Este parque de lazer está bem estruturado, mas reconhecemos que nunca é uma obra acabada porque há sempre algo a acrescentar”, salientou Domingos Bragança.

O presidente da Junta, Alberto Martins, confessou ser um “utilizador frequente” do novo parque e realçou que “esta é mais uma valência para a vila de São Torcato”.

O proponente do projeto, Filipe Santos, fez questão de “agradecer a todas as pessoas que votaram nesta ideia”, mostrando-se orgulhoso pela conclusão.

A Junta de Freguesia de São Torcato apresentou ainda o projeto “Juntar São Torcato”, que resulta de uma candidatura ao Fundo Ambiental para a promoção da economia circular, através da recolha e cedência de bens adaptativos, geriátricos e de puericultura para servir a população. Estas iniciativas fazem parte do programa das comemorações dos 25 anos da elevação de São Torcato a vila.

Anúncio

Guimarães

Menina de 18 meses queimada com gravidade em Guimarães

Acidente

em

Foto: DR

Uma menina de 18 meses sofreu queimaduras graves depois de um acidente doméstico, na vila de Caldas das Taipas, concelho de Guimarães.

Ao que apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros, a vítima sofreu queimaduras de segundo grau quando estava dentro de casa, na Rua da Rabata, cerca das 16:00 horas deste sábado.

A menina foi assistida pelos Bombeiros das Taipas e pela equipa médica da VMER.

Foi transportada em estado grave para a ala pediátrica do Hospital de Braga.

Fonte envolvida no socorro não conseguiu adiantar o que causou a queimadura.

A GNR está no local.

Continuar a ler

Guimarães

Enfermeira de Guimarães denuncia problemas na saúde primária: “Veem o pus por telefone”

Saúde

em

Foto: DR

Ana Isabel Alves, enfermeira de Guimarães, escreveu uma carta ao primeiro-ministro a alertar para as fragilidades dos cuidados primários de saúde durante os tempos de pandemia de covid-19.

A enfermeira denuncia condicionamentos impostos pelas medidas de contenção que nunca foram ajustados para um correcto funcionamento no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Explica que os utentes têm muitas dificuldades para conseguir uma consulta, levando a que estes se desloquem diretamente ao hospital da área de residência, podendo, por isso, ‘entupir’ o atendimento. Sublinha ainda que que os tempos de espera estão a aumentar, prejudicando os casos urgentes.

“Não é aceitável que tenhamos que nos deslocar ao privado quando temos um SNS para o qual contribuímos”, lamenta a enfermeira.

Outra das medidas que Ana Isabel Alves critica é a consulta feita por telefone. A enfermeira diz que existem relatos “de pedirem por telefone a uma mãe para ver se via pus na garganta do filho. Não é admissível”, afirma, vincando que “os centros de saúde não podem funcionar maioritariamente pelo telefone”.

A enfermeira apela a António Costa que faça uma reflexão sobre este apelo que é, diz, “em nome dos portugueses”.

Continuar a ler

Guimarães

Mais plantas de canábis apreendidos em Guimarães

Droga

em

Foto: divulgação / GNR

A GNR apreendeu hoje canábis numa plantação no anexo de uma residência em Guimarães e constituiu arguido um homem de 61 anos, anunciou aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendidos seis ramos de canábis amadurecidos e secos prontos para consumo, bem como 116 doses de folhas de canábis acondicionada em frascos e caixas.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Populares