Seguir o O MINHO

Futebol

Resumo num minuto: Tiro de Dyego Sousa apura SC Braga na Taça de Portugal

3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

em

O primodivisionário SC Braga sofreu hoje para seguir em frente na Taça de Portugal de futebol, apenas conseguindo vencer no terreno do Felgueiras 1932, do Campeonato de Portugal, com um golo marcado aos 86 minutos.

O avançado brasileiro Dyego Sousa, que começou no banco de suplentes, acabou por resolver o jogo, o último da terceira eliminatória, marcando o único golo com um potente remate de fora da área, em lance iniciado numa reposição de baliza e que envolveu ainda Paulinho.

Autocarro de adeptos do SC Braga “duplamente” apedrejado

O Sporting de Braga acabou por confirmar o favoritismo e merecer o triunfo, apesar da boa réplica dos felgueirenses, muito coesos no processo defensivo, mas sem nunca abdicarem de disputar o jogo e o resultado.

Os bracarenses, com sete alterações no ‘onze’, incluindo a estreia esta época do sul-africano Luther Singh (Abel Ferreira só não mexeu na defesa), começaram por cima e podiam mesmo ter marcado aos cinco minutos, após um canto curto e um toque em habilidade de Fábio Martins a testar os reflexos de Diego Silva.

Foi o lance mais perigoso de um primeiro tempo marcado pelo equilíbrio, com a formação felgueirense, no sexto lugar da Série A do Campeonato de Portugal, a conseguir desinibir-se e a dividir o jogo, conseguindo na maior parte do tempo diluir as diferenças entre as duas equipas.

Algo precipitados, sobretudo no capítulo do passe, os jogadores bracarenses só voltaram a acercar-se da baliza contrária aos 12 minutos, num remate fraco de Fábio Martins, enquanto os locais, com grande espírito de entreajuda e uma boa reação à perda a meio-campo, também conseguiam ter e trocar a bola, mas sem criarem perigo para Marafona.

O guarda-redes bracarense ainda ‘assustou’ aos 18 minutos, ao não conseguir segurar um centro tenso de Leandro da direita, mas redimiu-se e seria determinante a negar o golo a Tojó, aos 54, coincidindo com a entrada forte dos locais na segunda parte.

Abel Ferreira pressentiu o perigo e respondeu de imediato, lançando no jogo os habituais titulares Claudemir e Dyego Sousa, com o objetivo de aumentar a intensidade na recuperação da bola, a meio-campo, e criar, no ataque, mais dificuldades de marcação ao adversário.

A aposta do treinador do Braga teve quase resultados imediatos, graças a um remate, mais um em jeito, de Fábio Martins, aos 60 minutos, que Diego Silva travou com uma enorme defesa, seguindo-se Dyego Sousa, aos 64, com um pontapé que levou a bola a ‘beijar’ a base do poste da baliza do Felgueiras.

Embora mais pressionados mas sem nunca darem mostras de quebra física, os felgueirenses mantinham uma boa qualidade de posse e, a espaços, conseguiam libertar-se da zona de pressão e lançar-se em rápidos contra-ataques, mantendo o resultado numa incógnita.

Um centro de Kiki na esquerda, aos 81 minutos, a pedir um desvio que não surgiu na pequena área, foi o lance mais perigoso que aconteceu junto da baliza do Braga, que se manteve, ainda assim, mais por cima e com mais iniciativa, acabando por decidir o jogo e a eliminatória a quatro minutos do fim do tempo regulamentar, num remate forte e colocado de Dyego Souza, agora o melhor marcador absoluto da equipa, com sete tentos.

Portimonense e Nacional foram os únicos primodivisionários eliminados na terceira ronda.

No sorteio da quarta eliminatória, marcado para 30 de outubro, além de 16 clubes da I Liga, vão estar ainda seis clubes da II Liga (Leixões, Cova da Piedade, Arouca, Paços de Ferreira, Sporting da Covilhã e Penafiel), oito do Campeonato de Portugal (Sporting de Espinho, Praiense, União da Madeira, Águeda, Casa Pia, Lusitano Vildemoinhos, Montalegre e Anadia) e dois dos distritais (Vale Formoso e Silves).

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Dr. Machado de Matos, em Felgueiras.

FC Felgueiras 1932-SC Braga, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

0-1, Dyego Sousa, 86.

Equipas:

– FC Felgueiras 1932: Diego Silva, Leandro Silva, Tojó, Pinto, Kiki, Sérgio Duarte, Ivo Lemos, Tiago Jogo (Edelino Ié, 62), Diego Raposo, Rabiola (Sunday, 71) e Digas (Rúben Neves, 78).

(Suplentes: Márcio Paiva, Tiago Graça, André Rodrigues, Rúben Neves, Hélder Pedro, Sunday e Edelino Ié).

Treinador: Ricardo Sousa.

– SC Braga: Marafona, Marcelo Goiano, Bruno Viana, Pablo Santos, Sequeira, Fransérgio, João Palhinha (Claudemir, 57), Eduardo (Dyego Sousa, 57), Luther Singh (Ricardo Horta, 84), Paulinho e Fábio Martins.

(Suplentes: Tiago Sá, Diogo Figueiras, Lucas, Claudemir, João Novais, Ricardo Horta e Dyego Souza).

Treinador: Abel Ferreira.

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Leandro Silva (08), Luther Singh (14), Pinto (38), Bruno Viana (52), Fábio Martins (54), Paulinho (58), Pablo Santos (75) e Rúben Neves (90+4).

Foto: Facebook de Joel Pereira

Assistência: cerca de 6.500 espetadores.

Resultados da 3.ª eliminatória

Resultados da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol:

– Quinta-feira, 18 out:

Sertanense (CP) – (+) Benfica (L), 0-3

– Sexta-feira, 19 out:

Vila Real (D) – (+) FC Porto (L), 0-6

– Sábado, 20 out:

Valenciano (D) – (+) Vitória SC (L), 0-7

(+) Cova Piedade (II) – Portimonense (L), 2-1

Amora (CP) – (+) Belenenses (L), 3-3 (3-4 ap)

(+) Sporting de Espinho (CP) – Académico de Viseu (II), 2-2 (3-3 ap, 11-10 gp)

Loures (CP) – (+) Sporting (L), 1-2

– Domingo, 21 out:

(+) Vale Formoso (D) – Coimbrões (CP), 2-2 (4-3 ap)

Armacenenses (CP) – (+) Vitória Setúbal (L), 1-2

Fátima (CP) – (+) Boavista (L), 1-4

Torreense (CP) – (+) Rio Ave (L), 1-5

São Martinho (CP) – (+) Moreirense (L), 0-1

Santa Iria (CP) – (+) Praiense (CP), 0-2

(+) União Madeira (CP) – União de Santiago (CP), 2-0

(+) Leixões (II) – Amarante (CP), 3-1

Farense (II) – (+) Arouca (II), 1-3

(+) Paços de Ferreira (II) – Gafanha (CP), 2-0

(+) Águeda (CP) – Louletano (CP), 1-0

Maria da Fonte (CP) – (+) Santa Clara (L), 1-2

Pedras Salgadas (CP) – (+) Desportivo de Chaves (L), 1-4

Limianos (CP) – (+) Sporting da Covilhã (II), 0-2

(+) Lusitano Vildemoinhos (CP) – Nacional (L), 2-2 (4-3 ap)

(+) Casa Pia (CP) – Angrense (CP), 2-1

(+) Montalegre (CP) – Oriental (CP), 1-1 (2-1 ap)

(+) Silves (D) – Desportivo de Chaves (Satélite) (CP), 0-0 (2-1 ap)

Mirandela (CP) – (+) Feirense (L), 1-1 (1-2 ap)

Vilafranquense (CP) – (+) Anadia (CP), 0-4

Fafe (CP) – (+) Penafiel (II), 0-0(0-0 ap, 2-3 gp)

Estoril Praia (II) – (+) Tondela (L), 1-1 (1-1 ap, 3-4 gp)

Moura (CP) – (+) Marítimo (L), 0-0 (0-0 ap, 3-4 gp)

Sacavenense (CP) – (+) Desportivo das Aves (L), 1-3

Felgueiras 1932 (CP) – (+) SC Braga (L), 0-1

(+) – Apurado para a próxima eliminatória.

Nota: Distritais (D), Campeonato de Portugal (CP), II Liga (II), I Liga (L).

 

Notícia atualizada às 23h05.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Presidente do Benfica elogia SC Braga mas espera ganhar

“Respeitamos o Sporting de Braga, que tem feito um percurso fantástico nos últimos anos, de afirmação. O Benfica só tem de ir para lá com as suas armas e lutar pela vitória”, diz Luís Filipe Vieira

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente do Benfica disse hoje que “não há espaço para perder a corrida” do título e que o encontro com o SC Braga, da 31.ª jornada da I Liga de futebol, é encarado “como uma final”.

“O próximo jogo vai ser sempre o mais difícil. À medida que termina a época, não há espaço para perder a corrida. Vamos enfrentar este jogo como uma final”, assegurou Luís Filipe Vieira.

O líder das ‘águias’ elogiou o próximo adversário do Benfica, mas espera que o clube da Luz saia de Braga, no domingo, com a vitória.

“Respeitamos o Sporting de Braga, que tem feito um percurso fantástico nos últimos anos, de afirmação. O Benfica só tem de ir para lá com as suas armas e lutar pela vitória”, disse.

A arbitragem foi também tópico de conversa, mas Luís Filipe Vieira recusou-se a falar do tema e espera que as três equipas estejam “à altura do desafio”.

“Se qualquer jogador do Benfica ou do Sporting de Braga tem um jogo difícil pela frente, logicamente que o árbitro também o terá. Vamos pensar que as três equipas vão estar à altura do desafio e que, no final, a melhor equipa seja a do Benfica”, expressou.

O Benfica, líder do campeonato, com 75 pontos, os mesmos do FC Porto, mas com vantagem na diferença de golos e no confronto direto, desloca-se no domingo a casa do SC Braga, quarto classificado, com 64 pontos, em jogo da 31.ª jornada da I Liga.

Continuar a ler

Futebol

Liga admite “possibilidade” de jogos às 12:45 em 2019/20

I Liga

em

Liga NOS. Foto: Divulgação / LPFP

A diretora executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Sónia Carneiro, admitiu hoje a possibilidade de, na próxima época, alguns jogos da I Liga se realizarem às 12:45.

“Hoje de manhã, numa reunião dos clubes, voltou a discutir-se a possibilidade de voltarem a existir jogos, não ao meio-dia, mas sim às 12:45”, revelou a diretora da LPFP.

Sónia Carneiro considerou que “tal pode ser interessante”, acreditando que os novos horários poderão ser implementados “se houver vontade dos clubes e do operador para que tal acontença”.

“Há duas épocas realizaram-se dois jogos de manhã, um Boavista-FC Porto e um Belenenses-Sporting, que foram um sucesso, mas no ano passado os clubes fecharam essa possibilidade. Acredito que na próxima época tal possa voltar a acontecer”, disse a dirigente, durante uma intervenção no IV Simpósio de Treino Desportivo do IPMAIA, na cidade da Maia.

Continuar a ler

Futebol

Liga francesa terá pela primeira vez uma mulher a arbitrar um jogo

Arbitragem

em

Foto: DR

A árbitra Stéphanie Frappart tornou-se hoje na primeira mulher designada para dirigir um jogo da Liga francesa de futebol, caso do encontro entre Amiens e Estrasburgo, no domingo, da 34.ª jornada.

“No âmbito da sua preparação para o Mundial feminino de 2019, a árbitra francesa foi designada pela direção da arbitragem da FFF [Federação Francesa de Futebol] para dirigir na próxima ronda da ‘Ligue 1’”, refere a federação.

A decisão da FFF, surge depois de a FIFA apelar a que as federações com árbitros no Mundial feminino possam oferecer a estes as melhores condições de preparação técnica, atlética e na assistência vídeo.

No jogo de domingo do campeonato, Stéphanie Frappart, de 35 anos, e que desde 2014 apita jogos da II Liga francesa, contará com o apoio do árbitro internacional francês Clément Turpin no videoárbitro.

O Mundial de futebol feminino decorrerá este ano em França, de 07 de junho a 07 de julho.

Continuar a ler

Populares