Seguir o O MINHO

Futebol

Resumo num minuto: Tiro de Dyego Sousa apura SC Braga na Taça de Portugal

3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

em

O primodivisionário SC Braga sofreu hoje para seguir em frente na Taça de Portugal de futebol, apenas conseguindo vencer no terreno do Felgueiras 1932, do Campeonato de Portugal, com um golo marcado aos 86 minutos.

O avançado brasileiro Dyego Sousa, que começou no banco de suplentes, acabou por resolver o jogo, o último da terceira eliminatória, marcando o único golo com um potente remate de fora da área, em lance iniciado numa reposição de baliza e que envolveu ainda Paulinho.

Autocarro de adeptos do SC Braga “duplamente” apedrejado

O Sporting de Braga acabou por confirmar o favoritismo e merecer o triunfo, apesar da boa réplica dos felgueirenses, muito coesos no processo defensivo, mas sem nunca abdicarem de disputar o jogo e o resultado.

Os bracarenses, com sete alterações no ‘onze’, incluindo a estreia esta época do sul-africano Luther Singh (Abel Ferreira só não mexeu na defesa), começaram por cima e podiam mesmo ter marcado aos cinco minutos, após um canto curto e um toque em habilidade de Fábio Martins a testar os reflexos de Diego Silva.

Foi o lance mais perigoso de um primeiro tempo marcado pelo equilíbrio, com a formação felgueirense, no sexto lugar da Série A do Campeonato de Portugal, a conseguir desinibir-se e a dividir o jogo, conseguindo na maior parte do tempo diluir as diferenças entre as duas equipas.

Algo precipitados, sobretudo no capítulo do passe, os jogadores bracarenses só voltaram a acercar-se da baliza contrária aos 12 minutos, num remate fraco de Fábio Martins, enquanto os locais, com grande espírito de entreajuda e uma boa reação à perda a meio-campo, também conseguiam ter e trocar a bola, mas sem criarem perigo para Marafona.

O guarda-redes bracarense ainda ‘assustou’ aos 18 minutos, ao não conseguir segurar um centro tenso de Leandro da direita, mas redimiu-se e seria determinante a negar o golo a Tojó, aos 54, coincidindo com a entrada forte dos locais na segunda parte.

Abel Ferreira pressentiu o perigo e respondeu de imediato, lançando no jogo os habituais titulares Claudemir e Dyego Sousa, com o objetivo de aumentar a intensidade na recuperação da bola, a meio-campo, e criar, no ataque, mais dificuldades de marcação ao adversário.

A aposta do treinador do Braga teve quase resultados imediatos, graças a um remate, mais um em jeito, de Fábio Martins, aos 60 minutos, que Diego Silva travou com uma enorme defesa, seguindo-se Dyego Sousa, aos 64, com um pontapé que levou a bola a ‘beijar’ a base do poste da baliza do Felgueiras.

Embora mais pressionados mas sem nunca darem mostras de quebra física, os felgueirenses mantinham uma boa qualidade de posse e, a espaços, conseguiam libertar-se da zona de pressão e lançar-se em rápidos contra-ataques, mantendo o resultado numa incógnita.

Um centro de Kiki na esquerda, aos 81 minutos, a pedir um desvio que não surgiu na pequena área, foi o lance mais perigoso que aconteceu junto da baliza do Braga, que se manteve, ainda assim, mais por cima e com mais iniciativa, acabando por decidir o jogo e a eliminatória a quatro minutos do fim do tempo regulamentar, num remate forte e colocado de Dyego Souza, agora o melhor marcador absoluto da equipa, com sete tentos.

Portimonense e Nacional foram os únicos primodivisionários eliminados na terceira ronda.

No sorteio da quarta eliminatória, marcado para 30 de outubro, além de 16 clubes da I Liga, vão estar ainda seis clubes da II Liga (Leixões, Cova da Piedade, Arouca, Paços de Ferreira, Sporting da Covilhã e Penafiel), oito do Campeonato de Portugal (Sporting de Espinho, Praiense, União da Madeira, Águeda, Casa Pia, Lusitano Vildemoinhos, Montalegre e Anadia) e dois dos distritais (Vale Formoso e Silves).

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Dr. Machado de Matos, em Felgueiras.

FC Felgueiras 1932-SC Braga, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

0-1, Dyego Sousa, 86.

Equipas:

– FC Felgueiras 1932: Diego Silva, Leandro Silva, Tojó, Pinto, Kiki, Sérgio Duarte, Ivo Lemos, Tiago Jogo (Edelino Ié, 62), Diego Raposo, Rabiola (Sunday, 71) e Digas (Rúben Neves, 78).

(Suplentes: Márcio Paiva, Tiago Graça, André Rodrigues, Rúben Neves, Hélder Pedro, Sunday e Edelino Ié).

Treinador: Ricardo Sousa.

– SC Braga: Marafona, Marcelo Goiano, Bruno Viana, Pablo Santos, Sequeira, Fransérgio, João Palhinha (Claudemir, 57), Eduardo (Dyego Sousa, 57), Luther Singh (Ricardo Horta, 84), Paulinho e Fábio Martins.

(Suplentes: Tiago Sá, Diogo Figueiras, Lucas, Claudemir, João Novais, Ricardo Horta e Dyego Souza).

Treinador: Abel Ferreira.

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Leandro Silva (08), Luther Singh (14), Pinto (38), Bruno Viana (52), Fábio Martins (54), Paulinho (58), Pablo Santos (75) e Rúben Neves (90+4).

Foto: Facebook de Joel Pereira

Assistência: cerca de 6.500 espetadores.

Resultados da 3.ª eliminatória

Resultados da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol:

– Quinta-feira, 18 out:

Sertanense (CP) – (+) Benfica (L), 0-3

– Sexta-feira, 19 out:

Vila Real (D) – (+) FC Porto (L), 0-6

– Sábado, 20 out:

Valenciano (D) – (+) Vitória SC (L), 0-7

(+) Cova Piedade (II) – Portimonense (L), 2-1

Amora (CP) – (+) Belenenses (L), 3-3 (3-4 ap)

(+) Sporting de Espinho (CP) – Académico de Viseu (II), 2-2 (3-3 ap, 11-10 gp)

Loures (CP) – (+) Sporting (L), 1-2

– Domingo, 21 out:

(+) Vale Formoso (D) – Coimbrões (CP), 2-2 (4-3 ap)

Armacenenses (CP) – (+) Vitória Setúbal (L), 1-2

Fátima (CP) – (+) Boavista (L), 1-4

Torreense (CP) – (+) Rio Ave (L), 1-5

São Martinho (CP) – (+) Moreirense (L), 0-1

Santa Iria (CP) – (+) Praiense (CP), 0-2

(+) União Madeira (CP) – União de Santiago (CP), 2-0

(+) Leixões (II) – Amarante (CP), 3-1

Farense (II) – (+) Arouca (II), 1-3

(+) Paços de Ferreira (II) – Gafanha (CP), 2-0

(+) Águeda (CP) – Louletano (CP), 1-0

Maria da Fonte (CP) – (+) Santa Clara (L), 1-2

Pedras Salgadas (CP) – (+) Desportivo de Chaves (L), 1-4

Limianos (CP) – (+) Sporting da Covilhã (II), 0-2

(+) Lusitano Vildemoinhos (CP) – Nacional (L), 2-2 (4-3 ap)

(+) Casa Pia (CP) – Angrense (CP), 2-1

(+) Montalegre (CP) – Oriental (CP), 1-1 (2-1 ap)

(+) Silves (D) – Desportivo de Chaves (Satélite) (CP), 0-0 (2-1 ap)

Mirandela (CP) – (+) Feirense (L), 1-1 (1-2 ap)

Vilafranquense (CP) – (+) Anadia (CP), 0-4

Fafe (CP) – (+) Penafiel (II), 0-0(0-0 ap, 2-3 gp)

Estoril Praia (II) – (+) Tondela (L), 1-1 (1-1 ap, 3-4 gp)

Moura (CP) – (+) Marítimo (L), 0-0 (0-0 ap, 3-4 gp)

Sacavenense (CP) – (+) Desportivo das Aves (L), 1-3

Felgueiras 1932 (CP) – (+) SC Braga (L), 0-1

(+) – Apurado para a próxima eliminatória.

Nota: Distritais (D), Campeonato de Portugal (CP), II Liga (II), I Liga (L).

 

Notícia atualizada às 23h05.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

SC Braga B vence líder Paços de Ferreira

em

O SC Braga B venceu este sábado 3-1 o Paços de Ferreira, líder da II Liga de futebol, numa partida da 18.ª jornada em que os pacenses jogaram com menos um durante cerca de 75 minutos.

Os minhotos marcaram cedo, logo aos sete minutos, por Ibrahima, mas um autogolo de Casimiro, aos 39, empatou a partida. No período de descontos da primeira parte, o Braga B sentenciou a partida com dois golos, por Pedro Amador e André Ribeiro (45+1 e 45+3).

Os bracarenses somaram a segunda vitória seguida, depois do triunfo sobre o Benfica B na última ronda (3-2), e podem distanciar-se um pouco dos últimos lugares.

Já o Paços de Ferreira interrompeu uma série de cinco jogos sem perder na II Liga, mas vai continuar isolazdo no primeiro lugar, porque o Famalicão, segundo classificado, empatou em casa com o Farense (0-0).

Aos 17 minutos, surgiu um dos lances capitais: uma entrada imprudente de Tanque sobre Rafael Assis originou a expulsão do avançado brasileiro e, minutos depois, à saída de maca do compatriota médio do Braga B.

Os minhotos já venciam na altura, mas, mesmo com menos um jogador, o Paços de Ferreira nunca desistiu de procurar o empate, o que logrou com o autogolo de Casimiro.

Em cima do intervalo, contudo, o Braga B ‘matou’ a partida: primeiro foi Pedro Amador a empurrar para a baliza deserta, após insistência de Casimiro, e, logo a seguir, André Ribeiro deu sequência a um bom trabalho de Ibrahima e, à segunda, fez o golo.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio 1º de Maio, em Braga.

SC Braga B – Paços de Ferreira, 3-1.

Ao intervalo: 3-1.

Marcadores:

1-0, Ibrahima, 07 minutos.

1-1, Casimiro, 39 (própria baliza).

2-1, Pedro Amador, 45+1.

3-1, André Ribeiro, 45+3.

Equipas:

– SC Braga B: Tiago Pereira, Casimiro, Inácio, David Carmo, Simão, Rafael Assis (Pedro Amador, 24), Ibrahima (Henry, 78), Afonso Caetano, Crespo, André Ribeiro (Midana, 85) e Denisson.

(Suplentes: Filipe Ferreira, Danilo, Pedro Amador, Midana, Tiago Dias, Elias Emanuel e Henry).

Treinador: Wender Said.

– Paços de Ferreira: Ricardo Ribeiro, Bruno Santos, Marco Baixinho, Júnior Pius, Paulo Henrique, Diaby (Uilton, 64), Luiz Carlos, Christian, Fatai (Paul Ayongo, 71), Wagner (Rafael Barbosa, 64) e Tanque.

(Suplentes: Carlos, Marcos Valente, André Leão, Rafael Barbosa, Elves, Uilton e Paul Ayongo).

Treinador: Vítor Oliveira.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Inácio (20), André Ribeiro (53), Crespo (66), Tiago Pereira (82). Cartão vermelho direto para Tanque (17).

Assistência: cerca de 350 espetadores.

O conteúdo SC Braga B vence líder Paços de Ferreira aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Futebol

Vitória SC B perde com Cova da Piedade em Almada

em

O Vitória SC B perdeu este sábado com o Cova da Piedade, por 1-0, num encontro da 18.ª jornada, colocando um ponto final em quatro desaires consecutivos.

Com o novo técnico Miguel Leal, o terceiro treinador da temporada, depois das saídas de Eurico Gomes e de Hugo Falcão, a assistir à partida na tribuna de imprensa, a formação de Almada conseguiu chegar ao tento vitorioso apenas na segunda parte, através do central brasileiro Aleff, aos 71 minutos.

O primeiro tempo no Municipal José Martins Vieira foi de dificuldades extremas para os jogadores, uma vez que a forte chuva que se fez sentir tornou o relvado bastante pesado e dificultou as ações em campo.

As condições climatéricas mantiveram-se nos segundos 45 minutos, no entanto, a superioridade acabou por ser do Cova, tendo chegado ao golo por intermédio do reforço de ‘inverno’ Aleff, depois de saltar mais alto do que os centrais do Vitória, na cobrança de um canto de Hugo Firmino.

Do lado dos visitantes, Aziz teve a melhor chance nos pés, mas na ‘cara’ de Anacoura permitiu a mancha ao guardião.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal José Martins Vieira, em Almada.

Cova da Piedade – Vitória SC B, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

1-0, Allef, 71 minutos.

Equipas:

– Cova da Piedade: Anacoura, Pedro Coronas, Rafael Amorim, Allef, Evaldo, Yan Victor, Sori Mané, Hugo Firmino, Miguel Rosa (Rodrigo Martins, 90), Sami (Dieguinho, 68) e Danilo Dias (Ronaldo Tavares, 46).

(Suplentes: Márcio Rosa, Gonçalo Maria, Ronaldo Tavares, Helinho, Rodrigo Martins, Deng Liu e Dieguinho).

Treinador: Miguel Leal.

– Vitória SC B: Daniel Figueira, João Correia (Maga, 69), Tapsoba, Roman Correia (Dénis Martins, 55), David Sualehe, Phete, Rosier, Al Musrati, Mimito, Aziz e Hélder Ferreira (Bence Biró, 73).

(Suplentes: Tiago Martins, Dénis Martins, Tiago Castro, Elias, Maga, Bence Biró e Gabriel Justino).

Treinador: Alexandre Costa.

Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Sorri Mané (57).

Assistência: cerca de 150 espetadores.

O conteúdo Vitória SC B perde com Cova da Piedade em Almada aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Futebol

Moreirense causou problemas ao Sporting mas perdeu em Alvalade

em

Os golos de Nani e Bruno Fernandes deram hoje ao Sporting uma vitória sofrida diante do Moreirense (2-1), em jogo da 18.ª jornada da I Liga de futebol e depois de dois jogos sem vencer,

Depois dos triunfos de FC Porto (4-1, ao Chaves), Benfica (1-0, ao Vitória SC) e SC Braga (3-0, ao Nacional), apenas o triunfo interessava aos ‘leões’ para manter os oito pontos de distância em relação o primeiro lugar da I Liga, ocupado pelos ‘azuis e brancos’, campeões em título.

Com apenas duas alterações em relação à equipa que bateu o Feirense (2-0) e se qualificou para as meias-finais da Taça de Portugal – Renan na baliza em vez de Salin e Diaby no lugar de Raphinha – o Sporting não podia ter começado melhor, já que, logo aos 03 minutos, Nani bateu o guarda-redes Jhonatan, na sequência de um canto cobrado do Marcos Acuña, na esquerda.

Apesar deste ascendente, os comandados de Ivo Vieira bem tentaram chegar ao golo, essencialmente de contra-ataque, mas a consistência defensiva apresentada pelo Sporting anulou bem a iniciativas forasteiras.

Melhor a jogar em ataque continuado, embora com pouca velocidade, a formação de Alvalade ampliou a contagem, aos 26 minutos, com um remate fulminante de Bruno Fernandes de pé esquerdo, quase no bico da pequena área, depois de uma defesa incompleta de Jhonatan a desviar um forte pontapé de Ristovski. Segundos antes, Diaby, de cabeça, tinha obrigado Jhonatan a defender para a trave.

Quando o parecia que o Sporting podia partir para uma goleada, a formação de Moreira de Cónegos não só jogou melhor futebol como obrigou o Sporting a ter cuidados redobrados no setor defensivo, já que, aos 34 minutos, Heriberto, jogador emprestado pelo Benfica e com passagem pelos escalões de formação dos ‘leões’, fez o 2-1, após assistência de Chiquinho.

Com esta magra vantagem esperava-se que o Sporting se apresentasse com mais força no segundo tempo, mas a permanência em campo de Wendel (substituído por Petrovic, aos 86 minutos) e Diaby (anulado por Rúben Lima) retiravam criatividade à equipa de Marcel Keizer, algo que só mudou após a entrada de Raphinha, aos 69 minutos, para o lugar de Nani.

Foi precisamente este jogador que teve a oportunidade de ampliar a contagem. Aos 80 minutos, introduziu a bola na baliza de Jhonatan, mas o golo acabou por ser invalidado pelo árbitro portuense Rui Costa após a intervenção do videoárbitro.

O Sporting acusou o toque e colocou velocidade no jogo, algo que não tinha havido até então, mas foi incapaz de alterar o resultado, uma vez que o Moreirense não desarmou e procurou sempre chegar ao golo do empate.

Invariavelmente, o central Mathieu, considerado o melhor jogador em campo, e o guarda-redes Renan Ribeiro conseguiram anular as tentativas dos minhotos, nomeadamente uma de Heriberto, aos 82 minutos, e outra de Rúben Lima, aos 90+2.

Ficha de Jogo

Jogo realizado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting – Moreirense, 2-1.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Nani, 03 minutos.

2-0, Bruno Fernandes, 26.

2-1, Heri, 34.

Equipas:

– Sporting: Renan Ribeiro, Ristovski, Coates, Mathieu, Acuña, Gudelj, Wendel (Petrovic, 86), Bruno Fernandes, Diaby, Nani (Raphinha, 69) e Bas Dost.

(Suplentes: Salin, Jefferson, André Pinto, Petrovic, Francisco Geraldes, Raphinha e Luiz Phellype).

Treinador: Marcel Keizer.

– Moreirense: Jhonatan, D’Alberto, Iago dos Santos, Halliche, Rúben Lima, Chiquinho, Loum, Fábio Pacheco (Teixeira, 83), Pedro Nuno (Bilel, 68), Heri e Arsénio (Nenê, 68).

(Suplentes: Trigueira, Alan, Teixeira, Bilel, Nenê, Pato e Bruno).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Chiquinho (54), Gudelj (56), Iago dos Santos (84), Ristovski (90+2).

Assistência: 30.121 espetadores.

O conteúdo Moreirense causou problemas ao Sporting mas perdeu em Alvalade aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Populares