Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente volta a vencer e sobe ao nono lugar

32.ª jornada

em

O Gil Vicente igualou na terça-feira a melhor série de invencibilidade na temporada, ao impor-se na receção ao Tondela, por 3-2, num duelo da 32.ª jornada da I Liga de futebol, que agudizou o espetro da descida para os ‘beirões’.


No Estádio Cidade de Barcelos, Rúben Ribeiro (28 minutos), Rúben Fernandes (57) e Bozhidar Kraev (64) ofereceram o terceiro triunfo seguido aos ‘galos’, que alcançaram a manutenção com vitórias recentes sobre Rio Ave (1-0) e Vitória de Guimarães (2-1), sendo que Yohan Tavares (73) e Philipe Sampaio (84) reduziram para os viseenses.

Ao repetir um ciclo registado entre novembro e dezembro de 2019, o Gil Vicente consolidou o nono posto, com 42 pontos, enquanto o Tondela, 15.º, foi ‘apanhado’ pelo Portimonense, tendo os mesmos 30 pontos dos algarvios e do Vitória de Setúbal, o primeiro clube abaixo da zona de salvação.

Seguros na tabela e sem horizontes europeus, os pupilos de Vítor Oliveira procuraram ter bola desde cedo e não deixar os destinos do jogo ao acaso, disfarçando o ritmo lento e os movimentos denunciados em zonas de criação ao nono minuto, quando o voo ágil do guarda-redes Babacar Niasse negou um canto direto de Rúben Ribeiro.

Os gilistas esbarravam em linhas compactas erguidas pela formação de Natxo González, que se deixava dominar pela sofreguidão nas incursões ao último terço, como atestou Philipe Sampaio aos 24 minutos, ao rematar torto isolado na área minhota, após corte incompleto de Alex Pinto, na sequência de um cruzamento de Fahd Moufi.

Sem um domínio avassalador, o Gil Vicente deu expressão ao ascendente territorial aos 28 minutos, socorrendo-se de um momento de brilhantismo de Rúben Ribeiro, que fletiu da esquerda para o meio e fugiu à marcação de João Pedro para celebrar o quarto golo nas últimas cinco rondas, fruto de um disparo cruzado fora do alcance de Niasse.

O Tondela defendia com muitos jogadores atrás da linha da bola e mostrou pouca audácia até ao descanso, à exceção de um livre de Richard Rodrigues por cima, aos 43 minutos, submetendo-se ao poderio dos ‘galos’, que resguardaram o controlo do jogo e esboçaram nova ameaça aos 31, num falhanço de Sandro Lima junto à marca de penálti.

Os ’beirões’ quiseram mostrar uma alma renovada no reatamento e o guarda-redes Denis sacudiu as intenções de Jonathan Toro logo aos 46 minutos, mas vergaram-se à eficácia minhota, evidenciada no cabeceamento do capitão Rúben Fernandes aos 57, assistido pelo companheiro de setor Ygor Nogueira, a partir do canto de Rúben Ribeiro.

O extremo tinha obrigado Babacar Niasse a aplicar-se momentos antes e voltou a destacar-se aos 64 minutos, servindo o remate de pronto de Bozhidar Kraev, que ia abrindo caminho a uma das vitórias mais folgadas da temporada gilista, não fosse tamanha descompressão espicaçar uma reta final eletrizante dos tondelenses.

Os avisos de Ronan (68 minutos) e Tomislav Strkalj (72) fizeram adivinhar o golo de Yohan Tavares aos 73, num canto amortecido por Philipe Sampaio, que aproveitou uma defesa incompleta de Denis para faturar aos 84 e devolver emoção até ao apito final, sem que os ’beirões’ extraíssem os dividendos necessários na fuga à despromoção.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos, em Barcelos.

Gil Vicente – Tondela, 3-2.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Rúben Ribeiro, 28 minutos.

2-0, Rúben Fernandes, 57.

3-0, Bozhidar Kraev, 64.

3-1, Yohan Tavares, 73.

3-2, Philipe Sampaio, 84.

Equipas:

– Gil Vicente: Denis, Alex Pinto, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Edwin Banguera, Soares, Claude Gonçalves (João Afonso, 90+1), Samuel Lino (Hugo Vieira, 67), Bozhidar Kraev (Vítor Carvalho, 77), Rúben Ribeiro (Yves Baraye, 77) e Sandro Lima (Lourency, 67).

(Suplentes: Bruno Diniz, Rodrigão, João Afonso, Lourency, Hugo Vieira, Fernando Fonseca, Vítor Carvalho, Yves Baraye e Ahmed Isaiah).

Treinador: Vítor Oliveira.

– Tondela: Babacar Niasse, Fahd Moufi (Ricardo Valente, 67), Philipe Sampaio, Yohan Tavares (Jota, 75), Filipe Ferreira, Richard Rodrigues (Tomislav Strkalj, 67), João Pedro (Telmo Arcanjo, 75), Pepelu, Jhon Murillo, Jonathan Toro (Rúben Fonseca, 84) e Ronan.

(Suplentes: Diogo Silva, Jota, Jaquité, Pedro Augusto, Tiago Almeida, Tomislav Strkalj, Rúben Fonseca, Ricardo Valente e Telmo Arcanjo).

Treinador: Natxo González.

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Edwin Banguera (41), João Pedro (51), Ygor Nogueira (71), Pepelu (81), Jhon Murilo (87) e Ricardo Valente (90+1).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

(notícia atualizada às 01h14)

Anúncio

Futebol

Liga dos Campeões: António Costa espera grande momento desportivo em Lisboa

Futebol

em

António Costa. Foto: Twitter

O primeiro-ministro António Costa saudou as equipas presentes na inédita ‘final a oito’ da Liga dos Campeões de futebol, entre hoje e 23 de agosto, esperando que se concretize num grande momento desportivo em Lisboa.

“Gostaria de dirigir uma mensagem de boas-vindas às oito equipas que vão disputar em Portugal a ‘final a oito’ da Liga dos Campeões, no fim desta época 2019/20, tão especial e tão diferente de anos anteriores. Temos em Lisboa as oito melhores equipas de futebol da Europa e quero que este torneio seja um grande momento desportivo”, afirmou António Costa.

A fase final da principal competição continental de clubes arranca hoje, às 20:00, em Lisboa, com o embate entre os italianos da Atalanta e os franceses do Paris Saint-Germain, no Estádio da Luz, para os quartos de final.

Seguem-se, até sábado, os restantes embates desta fase, disputada a um só jogo e sem público, e as meias-finais, nas próximas terça e quarta-feira, nos estádios José Alvalade e da Luz, que vai acolher a final, em 23 de agosto.

Este foi o formato encontrado para fazer face à pandemia de covid-19, que levou à suspensão de quase todos os campeonatos, tendo a UEFA escolhido a capital portuguesa para receber esta inédita fase final, que tinha o embate decisivo marcado para Istambul.

“É uma grande honra podermos receber este evento, que, por um lado demonstra a extraordinária capacidade organizativa de Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), demonstrada desde o Euro2004 (…), mas é também uma forma de reconhecimento da UEFA como o local mais seguro para receber a competição”, prosseguiu Costa.

Na mensagem de boas-vindas, a primeiro-ministro reconheceu a frustração pela ausência de público nos estádios, deixando, mesmo assim, um convite à visita ao país.

“Quem quer que venha, seja para a competição, ou para férias, ou por outra razão, é muito bem-vindo a Portugal e poderá estar em segurança em Portugal”, rematou Costa.

Continuar a ler

Futebol

Vitória SC recorre do castigo de um jogo à porta fechada

Distúrbios em partida com o Benfica

em

Foto: DR / Arquivo

O Vitória SC vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada imposto pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na terça-feira, confirmou hoje à Lusa fonte oficial dos minhotos.

A punição respeita aos distúrbios ocorridos no jogo entre Vitória e Benfica, relativo à 15.ª jornada da I Liga portuguesa e disputado em 04 de janeiro, em Guimarães, com um triunfo ‘encarnado’, por 1-0.

Os primeiros desacatos no Estádio D. Afonso Henriques surgiram após o golo do argentino Cervi, aos 23 minutos, com arremessos de tochas e de cadeiras entre um setor da bancada Nascente, reservado a adeptos vitorianos, e um outro da Norte, reservado a aficionados benfiquistas, que obrigaram a Polícia de Segurança Pública (PSP) a intervir e interromperam a partida por três minutos.

O desafio voltou a ser interrompido ao minuto 45, nos instantes finais da primeira parte, quando algumas cadeiras foram arremessadas de um setor vitoriano, e nos intervalos entre os minutos 61 e 63 e também 81 e 83, quando algumas tochas caíram no relvado a partir do setor ‘encarnado’.

Num comunicado emitido na terça-feira, o CD da FPF puniu ainda os vimaranenses com uma multa de 29.631 euros e as ‘águias’ com uma multa de 34.068 euros.

O Benfica foi ainda condenado a pagar ao Vitória os “danos causados num painel LED de publicidade”, refere o comunicado.

Continuar a ler

Futebol

Covid-19: Barcelona anuncia infetado em grupo onde está Trincão

Ex-SC Braga

em

Francisco Trincão. Foto: SC Braga

Um dos nove futebolistas do FC Barcelona que estão a iniciar a pré-temporada testou positivo à covid-19, informou hoje o clube, acrescentando que estes jogadores não contactaram com a equipa que vai disputar a Liga dos Campeões.

O português Trincão (ex-SC Braga) é um dos jogadores que integra este grupo no emblema catalão, juntamente com Pedri, Rafinha, Aleñá, Oriol Busquets, Miranda, Matheus Fernandes, Todibo e Wague.

De acordo com o clube, o jogador em causa está assintomático e a cumprir isolamento domiciliário, não tendo tido contacto com a comitiva que vai viajar na quinta-feira para Lisboa, onde vai disputar a ‘final a oito’ da ‘Champions’.

O FC Barcelona defronta os alemães do Bayern Munique, na sexta-feira, a partir das 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, o jogo dos quartos de final.

Continuar a ler

Populares