Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória perde na Luz e não deixa FC Porto ser campeão no sofá

32.ª jornada

em

O Vitória SC perdeu por 3-0, esta terça-feira, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a 32.ª jornada da Liga portuguesa.


Os golos de Chiquinho (37 minutos) e Seferovic (87) acabaram por resolver as contas de um jogo insípido e mais condizente com o tempo de pré-época que se costuma viver por esta altura do que com a fase das decisões no campeonato. O triunfo dos ‘encarnados’ foi algo ingrato para os ‘vimaranenses’, que dominaram a primeira parte e desperdiçaram diversas ocasiões de golo.

Com apenas uma troca no ‘onze’, no qual Vinicius surgiu no lugar de Seferovic, a equipa comandada por Nélson Veríssimo até esteve perto de marcar logo no início do desafio, com Chiquinho, aos sete minutos, a atirar muito por cima da baliza quando estava sem marcação no coração da grande área minhota.

Todavia, a primeira impressão ‘encarnada’ veio a revelar-se errada, com o clube da Luz a apagar-se progressivamente, enquanto o Vitória crescia e exibia a qualidade da sua dinâmica ofensiva. Aos 19, Edwards fugiu da direita para o centro e rematou com força e classe à trave da baliza de Vlachodimos, começando aqui uma história de ineficácia forasteira e de superação para o guardião grego do Benfica.

Seguir-se-iam mais tentativas do conjunto de Ivo Vieira aos 21, 23 e 28, sempre com o mesmo desfecho: o nulo persistia no marcador e o crime da ineficácia viria a resultar em castigo, que chegou pelo pé direito de Chiquinho. Num remate de primeira, após um cruzamento de Tavares e um ligeiro desvio de Vinicius, o avançado português atirou forte para o 1-0.

O golo surgiu já com Florentino no lugar de Weigl, depois de o alemão ter saído com o cartão amarelo e com protestos ‘vimaranenses’ que reclamavam a sua expulsão. Contudo, o tento provou ter sido um golpe duro nas aspirações minhotas, que ainda ambicionavam uma vaga nas competições europeias da próxima época, agora cada vez mais distante.

Ao intervalo, o resultado era lisonjeiro para os ‘encarnados’, mas a segunda parte trouxe um Benfica mais seguro e capaz de controlar o jogo. Longe de se traduzir numa exibição de qualidade, era, porém, suficiente para minimizar os erros defensivos do primeiro tempo e para gerir a réplica do Vitória, que perdeu claramente fulgor no segundo tempo.

As entradas de Rafa e Seferovic reforçaram a tendência do jogo, ainda que o Vitória tenha feito um ‘forcing’ nos derradeiros 15 minutos em busca do golo do empate. Desta feita, a capacidade de criar desequilíbrios era menor, a velocidade escasseava e quando o clube minhoto conseguiu mesmo colocar a bola na baliza ‘encarnada’, o lance de João Pedro, aos 85, foi invalidado por fora de jogo.

A resposta veio logo a seguir na baliza oposta, com Seferovic a desviar na pequena área um cruzamento de Rafa, minutos depois de o avançado suíço quase ter brilhado com um vistoso chapéu a Douglas.

O 2-0 acabou definitivamente com as dúvidas da partida e adiou, assim, a decisão para o FC Porto, que tem o título de campeão aos seus pés na receção ao Sporting, esta quarta-feira, no Estádio do Dragão, bastando-lhe conquistar um ponto.

Com este resultado, o Benfica garante, desde já, um lugar na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões de 2020/21, ao passar a somar 71 pontos, mais 12 do que o Sporting, terceiro, enquanto o Vitória é sétimo, com 46.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica – Vitória SC, 2-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Chiquinho, 37 minutos.

2-0, Seferovic, 87.

Equipas:

– Benfica: Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Jardel, Nuno Tavares, Weigl (Florentino, 33), Pizzi (Rafa, 65), Gabriel, Cervi (Jota, 88), Chiquinho (Zivkovic, 88) e Vinícius (Seferovic, 65).

(Suplentes: Ivan Zlobin, Seferovic, Zivkovic, Dyego Sousa, Rafa, Florentino, Jota, Tomás Tavares e Ferro).

Treinador: Nelson Veríssimo.

– Vitória SC: Douglas, Sacko, Venâncio, Suliman (Pedro Henrique, 57), Florent, André André, Mikel Agu (Pêpê, 73), Poha, Edwards (João Pedro, 83), Ola John (Ouattara, 73) e Bruno Duarte.

(Suplentes: Jhonatan, Pedro Henrique, Victor Garcia, Rochinha, Ouattara, João Pedro, André Almeida, Pêpê e Abouchabaka).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Weigl (22) e André Almeida (79).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia da covid-19.

(notícia atualizada às 01h13) 

Anúncio

Futebol

Ex-Famalicão Rafael Defendi reforça baliza do Farense

Futebol

em

Foto: DR

O guarda-redes brasileiro Rafael Defendi, ex-jogador do Famalicão, tornou-se hoje o quarto reforço do Farense para a época de regresso à I Liga portuguesa de futebol, anunciou a SAD algarvia.

“A Sporting Clube Farense – Algarve Futebol SAD comunica que chegou a acordo com o atleta Rafael Defendi para a celebração de um contrato de trabalho com a duração de duas épocas desportivas”, revelou o clube de Faro, em comunicado divulgado nas redes sociais.

Rafael Defendi, de 36 anos, reencontrará na capital algarvia o treinador Sérgio Vieira, que o orientou na época passada em Famalicão.

O guardião teve uma primeira passagem pelo futebol português no Desportivo das Aves, em 2007/08, regressando depois ao seu país natal. Voltou em 2014 para o Paços de Ferreira, que representou até 2018, mudando-se para o conjunto famalicense.

Na época agora concluída, Defendi somou 19 partidas em todas as competições pelo Famalicão.

Defendi junta-se ao guardião Ricardo Velho, ao médio Amine Oudrhiri e ao avançado Pedro Henrique no rol de reforços já anunciados pelos algarvios, que regressam ao escalão principal após 18 anos de ausência.

Sob o comando de Sérgio Vieira, o Farense dá início aos treinos para a nova temporada esta quinta-feira, no campo Sousa Uva, no concelho vizinho de São Brás de Alportel.

Continuar a ler

Futebol

OMS diz que é “irrealista” ter eventos desportivos com grandes multidões

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje de “irrealista” a possibilidade de realização de eventos desportivos com grandes multidões em países mais atingidos pela pandemia de covid-19.

O diretor de emergências do organismo, Michael Ryan, considerou que, a acontecer, poderia ser “desastroso”: “É muito pouco realista pensar que em países com transmissão local veremos grandes encontros, como este ano”.

De acordo com Michael Ryan, “não é possível prever o regresso de 40.000, 50.000 ou 60.000 pessoas” a um recinto de jogos, sublinhando que “o risco não é apenas de estar no estádio, mas também nas deslocações em transportes públicos”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 701 mil mortos e infetou mais de 18,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.740 pessoas das 51.848 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Benfica regressa com exames médicos no sábado e já treina na segunda-feira

Futebol

em

Foto: Twitter / Benfica

A equipa de futebol do Benfica regressa ao trabalho para a época 2020/21 no sábado, uma semana depois de terminar a anterior época, com a derrota na final da Taça de Portugal, confirmou hoje o clube da Luz.

Na ‘newsletter’ diária, é confirmado que o plantel ‘encarnado’ realizará exames médicos no sábado, testes físicos no domingo e que os treinos arrancam na segunda-feira, já às ordens do treinador Jorge Jesus, oficializado por dois anos há dois dias.

A necessidade de iniciar trabalho mais cedo surge em resultado do segundo lugar na I Liga, com o Benfica a ter de disputar a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, no que será o primeiro jogo da época, em 15 ou 16 de setembro.

Desta vez, e face às restrições de calendário impostas pela covid-19, a terceira pré-eliminatória será a um único jogo e o sorteio acontecerá em 31 de agosto, um dia antes do sorteio do ‘play-off’.

Caso ultrapasse a terceira ronda preliminar, o Benfica chegará então ao ‘play-off’, já a duas mãos (15 ou 16 de setembro e 22 ou 23 de setembro), numa época em que já está definido que o início da I Liga será no fim de semana de 20 de setembro.

Os russos do Krasnodar, ‘carrascos’ na mesma fase do FC Porto em 2019/20, e os franceses do Rennes são dois dos possíveis adversários do Benfica na terceira pré-eliminatória.

Jorge Jesus regressa a um cargo que ocupou entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente, três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

Continuar a ler

Populares