Seguir o O MINHO

Ave

Germinal leva a Famalicão mais de 40 propostas para debater a criação artística

De 31 de agosto e 07 de setembro, no Parque da Devesa

em

Foto: Facebook de Parque da Devesa

O encontro Germinal volta a Vila Nova de Famalicão para “desafiar a comunidade e artistas”, e “despertar para o debate em torno da criação”, através da ocupação de espaços públicos com conferências, espetáculos, performances, instalações e criações originais.

Em declarações à Lusa, uma das responsáveis pela segunda edição do evento, que decorre entre os dias 31 de agosto e 07 de setembro, Sara Barbosa, salientou a “forte componente da formação” que a organização do evento, a companhia Cão Danado, em articulação com a autarquia, cunhou na programação.

Da programação fazem parte nomes como Edgar Massul, artista plástico, que vai apresentar diversas instalações desenhadas para o Parque da Devesa, Patricia Barbosa, Pedro Barbosa e Inês Castanheira, que unem em “Confessionário” fotografia, instalação e som.

Sara Barbosa salientou ainda na edição deste ano do projeto “Ponto de Encontro Germinal”, um espaço de “partilha e discussão aberta que servirá como ponto de contacto entre artistas, a cidade e o público da mostra”.

O evento propõe ainda atividades musicais que passarão por propostas de referências nacionais de free jazz, clássica, improvisação e música digital, com Rodrigo Amado num concerto improvisado com o guitarrista Flak, o contrabaixista Hernani Faustino e Jorge Queijo na bateria.

Estão também agendados concertos pelo compositor esloveno Gaspar Piano e a pianista Eliana Veríssimo e ainda ‘happenings musicais’ entre o compositor, a pianista e músicos que se queiram juntar ao desafio.

Pascal Luneau regressa a Famalicão para uma conversa sobre o projeto “Outside”, um programa de formação, orientação e promoção para estudantes e ex-estudante da Academia Contemporânea de Espetáculo de Famalicão. Será ainda projetado o filme “Assentos”, com realização de Luneau, resultado fílmico de uma oficina e um espetáculo realizados na primeira edição do Germinal, entre o realizador e 13 jovens atores de Famalicão, sobre o ato de estar sentado com ou diante de outras pessoas.

Outra proposta é a estreia de “It all comes out at night”, o “culminar” de uma residência artística de Davis Freeman e de mais de dez jovens atores que responderam à provocação através de uma ‘open call’ nacional.

Ao todo, são mais de 40 propostas artísticas que vão ocupar espaços públicos de Famalicão com conferências, espetáculos, performances, instalações e criações originais que, disse a responsável, “pretendem despertar o debate em torno da criação”.

A edição de 2019 do Germinal, “nome escolhido porque é um processo, ainda está a germinar, a dar frutos, a crescer e a renovar-se através da forte componente formativa que a programação incorpora”, explicou Sara Barbosa, engloba mais de 30 artistas nacionais e internacionais,

“O Germinal quer, reserva, pretende ser também um lugar especial para o desocultamento do processo da criação artística e a sua relação com a consciência cívica e ambiental”, acrescentou.

“Fomos buscar pessoas que já trabalharam connosco e que vão pensando durante o ano, com o Cão Danado, com a comunidade, o que vão apresentar no ano seguinte. Este tempo que estamos em residência é um espaço onde surgem e estão-se a trabalhar projetos que serão presentados no ano seguinte e estão a ser apresentados aqueles trabalhados na primeira edição”, disse.

Com arraiais assentados no Parque da Devesa, o Cão Danado “desenhou um programa de ações que visam a participação comunitária num cruzamento entre arte, meio ambiente, tecnologia e património”.

No último dia, o público é convidado a visitar as instalações do antigo complexo industrial A Reguladora, atual sede do Cão Danado, sendo que será lá que Iria Sobrado estreia a criação original “Estado Cru” – “uma proposta teatral numa cena que limita o movimento de Sobrado, onde palavra, expressão corporal e o silêncio estão em jogo”.

O acesso a toda a programação é gratuito.

Anúncio

Ave

Famalicão apoia 350 famílias com “redução excecional” de tarifas municipais

Água, saneamento e resíduos sólidos

em

Foto: Arquivo

A câmara de Vila Nova de Famalicão vai apoiar perto de 350 famílias com uma “redução excecional” das tarifas municipais de água, saneamento e resíduos sólidos, deixando de receber anualmente cerca de 65 mil euros, anunciou, esta quarta-feira, a autarquia.

Em comunicado, a Câmara de Famalicão adianta que a medida de “caráter excecional abrange famílias que vivem em situação de carência económica e é atribuída por um período único de um ano, podendo estas situações ser revistas e, ou, revogadas no caso de alteração dos pressupostos”

Segundo a autarquia, todos os meses, o executivo municipal aprova, em reunião de câmara, “inúmeros pedidos de redução excecional da tarifa ambiental” requeridos pelos próprios munícipes junto da Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos, que depois comprova a carência económica das famílias junto da Divisão de Solidariedade Social.

“É mais uma medida de grande alcance social, que apoia as famílias quando elas mais precisam da nossa ajuda”, refere no texto o presidente da câmara, Paulo Cunha.

Segundo o autarca, “são apoios fundamentais em certos momentos difíceis, que ajudam muitas vezes uma família a reerguer-se e a recuperar o equilíbrio financeiro”.

A autarquia salienta ainda que a tabela municipal prevê já uma tarifa social, com valores mais reduzidos para famílias em situação económica desfavorável, assim como uma tarifa familiar para agregados com quatro ou mais pessoas.

Continuar a ler

Guimarães

Homem de Guimarães testou negativo para o coronavírus

Covid-19

em

Foto: Portal do Serviço Nacional de Saúde

O homem de Guimarães que apresentava sintomas suspeitos de ter contraído Covid-19 (coronavírus) testou negativo, anunciou a Direção Geral de Saúde no seu site oficial, pelas 22:05 desta terça-feira.

Em despacho assinado por Graça Freitas, diretora-geral da Sáude, é dado conta de que “o 16.º caso suspeito de infeção por novo Coronavírus (COVID-19), um doente que foi encaminhado hoje para o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), teve resultado negativo após realização de análises laboratoriais pelo CHUSJ, com duas amostras biológicas negativas”.

O homem tinha viajado de Milão para Portugal e foi considerado suspeito de estar infetado com o coronavírus Covid-19 e encaminhado para o Centro Hospitalar Universitário de São João.

Este foi o 16.º caso suspeito de Covid-19 em Portugal e tornou-se suspeito de estar infetado “após avaliação clínica e epidemiológica”.

De acordo com a mesma fonte, o doente ficou internado durante todo o dia para colheitas de amostras biológicas para análise pelo hospital de São João, no Porto.

O caso anterior (15.º) também se referia a uma pessoa que viajou de Milão, neste caso uma mulher, que também foi encaminhada para o Centro Hospitalar Universitário de São João, e que também deu negativo.

Os restantes 14 casos suspeitos no país resultaram negativos após análises.

Existe já um 17.º caso suspeito, também de um homem que regressou de Milão, estando internado no INSA, em Lisboa.

Até agora, o único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que está hospitalizado no Japão.

Em termos globais, o balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de 2.707 mortos e cerca de 80.300 pessoas infetadas, de acordo com dados reportados até hoje, por cerca de 30 países.

Além de 2.665 mortos na China, onde o surto começou no final do ano, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Continuar a ler

Guimarães

Caso suspeito de coronavírus em Guimarães

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem, que terá regressado de uma feira de calçado em Milão, Itália, é suspeito de ter sintomas que apontam para o vírus Covid-19 (coronavírus). O utente já foi sinalizado, ontem à noite, pela Direção-Geral de Saúde.

A informação é avançada pela SIC Notícias, que dá conta da ida direta desse homem para o Hospital de São João, no Porto, uma das duas unidades do país onde é feito o rastreio a este vírus.

Este é o 16.º caso suspeito em Portugal, sendo que 14 anteriores deram negativo e outro encontra-se em análise.

Na passada segunda-feira, o coronavírus já tinha feito 2.619 vítimas mortais e 79.360 pessoas infetadas em todo o Mundo.

Na última madrugada a Coreia do Sul e Itália anunciaram mais três mortes e 161 novas infeções.

Continuar a ler

Populares