“Fizemos o que tínhamos de fazer, mas devemos ser mais letais”

Carlos Carvalhal

Declarações após o jogo entre Paços de Ferreira e SC Braga, da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje em Paços de Ferreira e que terminou empatado 0-0:

– Carlos Carvalhal (Treinador do SC Braga): “Na antevisão dissemos que seria das deslocações mais difíceis do campeonato e isso confirmou-se. Defrontámos uma equipa agressiva, acho que controlámos o jogo, mas nunca estivemos confortáveis. Sempre que tínhamos a bola, saía sempre um mau passe, houve falta de ligação. Precisávamos de mais agressividade positiva e mais eficácia nas oportunidades que tivemos. Tínhamos de meter uma das bolas que tivemos. O empate é ajustado, mas fomos a equipa mais perigosa, no sentido de ter oportunidades mais claras para concretizar.

O Paços tem batido o pé a boas equipas. Fizemos o que tínhamos de fazer, mas devemos ser mais letais”.

– Jorge Simão (Treinador do Paços de Ferreira): “O Sporting de Braga é das melhores equipas do campeonato, mas, ainda assim, acho que criámos o número de situações propícias para ganhar o jogo, principalmente na primeira parte. Na segunda mantivemos uma postura pressionante.

Compreendo que para muitas pessoas a decisão de utilizar o Eustáquio era sujeita a hesitações. Tivemos uma paragem e dias de folgas, que permitiram refrescar, enquanto o Eustáquio ‘voou’ para um fuso horário diferente, esteve em três jogos, dois deles completos, regressou e disponibilizou-se, porque sentia que tinha condições para jogar. Se ele me diz que está em condições, eu acredito e vou com ele. Ficou à vista de todos”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Sebastião Peixoto, de Braga, vence Grande Prémio Bienal de Ilustração de Guimarães

Próximo Artigo

PJ exclui hipótese de crime na morte de sexagenário em Celorico de Basto

Artigos Relacionados
x