Seguir o O MINHO

Futebol

“Fizemos o que tínhamos de fazer, mas devemos ser mais letais”

Carlos Carvalhal

em

Foto: Arquivo

Declarações após o jogo entre Paços de Ferreira e SC Braga, da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje em Paços de Ferreira e que terminou empatado 0-0:

– Carlos Carvalhal (Treinador do SC Braga): “Na antevisão dissemos que seria das deslocações mais difíceis do campeonato e isso confirmou-se. Defrontámos uma equipa agressiva, acho que controlámos o jogo, mas nunca estivemos confortáveis. Sempre que tínhamos a bola, saía sempre um mau passe, houve falta de ligação. Precisávamos de mais agressividade positiva e mais eficácia nas oportunidades que tivemos. Tínhamos de meter uma das bolas que tivemos. O empate é ajustado, mas fomos a equipa mais perigosa, no sentido de ter oportunidades mais claras para concretizar.

O Paços tem batido o pé a boas equipas. Fizemos o que tínhamos de fazer, mas devemos ser mais letais”.

– Jorge Simão (Treinador do Paços de Ferreira): “O Sporting de Braga é das melhores equipas do campeonato, mas, ainda assim, acho que criámos o número de situações propícias para ganhar o jogo, principalmente na primeira parte. Na segunda mantivemos uma postura pressionante.

Compreendo que para muitas pessoas a decisão de utilizar o Eustáquio era sujeita a hesitações. Tivemos uma paragem e dias de folgas, que permitiram refrescar, enquanto o Eustáquio ‘voou’ para um fuso horário diferente, esteve em três jogos, dois deles completos, regressou e disponibilizou-se, porque sentia que tinha condições para jogar. Se ele me diz que está em condições, eu acredito e vou com ele. Ficou à vista de todos”.

Populares