Festival Política está de regresso a Braga

Foto: Festival Política / Arquivo

O Festival Política está de regresso a Braga, entre 02 e 04 de maio, com a “Intervenção” como tema central da programação. Decorre no Centro de Juventude, com 23 atividades na programação.

De acordo com a organização, um dos pontos altos da edição de Braga será a estreia nacional do documentário “Onde Está o Zeca?”, um filme de Tiago Pereira com Abel Andrade e um conjunto de amigos. Trata-se de uma coprodução entre A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria e o FestivalPolítica. 

“Onde Está o Zeca?” é um filme dedicado à figura do cantautor Zeca Afonso, mas também à lenda e ao mito que se tornou depois da sua morte, num país que o celebra como símbolo da revolução da liberdade. O documentário conta com a intervenção de dezenas de artistas, como Gil Dionísio, Cantares de Alcáçovas, B Fachada, A Garota Não, Luca Argel, Capicua, Fado Bicha, Pierre Aderne, Joana Negrão, Coro dos Anjos, Pedro Silva Martins ou Francisco Fanhais.

Para Tiago Pereira, realizador do documentário, “Onde Está o Zeca?” apresenta-se como uma forma de assinalar o aniversário dos 50 anos do 25 de Abril, num reconhecimento de tudo aquilo que ainda falta fazer: “Acima de tudo, este filme não é sobre a palavra de um ‘messias’, mas antes uma reflexão sobre a necessidade de se humanizar: a liberdade nunca pode ser um espaço que desumaniza, porque se assim for perdemos tudo”. 

“Onde Está o Zeca?” quer questionar a herança deixada por Zeca Afonso. “Quando se pergunta onde é que ele está, de certa forma fica no ar a reflexão que o filme precisa. Qual é o mito que cada um de nós construiu sobre esta figura?”, aponta Tiago Pereira.

A programação completa do Festival Política, que combina cinema, performances, música, humor, exposições e conversas de entrada gratuita, será divulgada no dia 23 de abril em conferência de imprensa, a acontecer no Centro de Juventude de Braga.

O Festival Política de Braga é um conceito da Associação Isonomia, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Braga, InvestBraga, Centro de Juventude de Braga, Instituto Português do Desporto e Juventude, Comissão Nacional de Eleições e Parlamento Europeu – Gabinete em Portugal.

Em 2024, após Lisboa (abril) e Braga (maio), o Festival Política terá ainda edições em Loulé (outubro) e em Coimbra (novembro). Ao longo deste mês de abril, Grândola acolhe no Cineteatro Grandolense um ciclo de cinema Festival Política.  

Festival Política apresenta-se como o “maior evento dedicado aos direitos humanos e cidadania, de entrada gratuita, que decorre em Portugal”. No ano passado, o Festival Política totalizou 14 dias de atividades em Lisboa, Braga, Coimbra e Loulé. A programação foi composta por 82 iniciativas, que contaram com mais de cinco mil participantes.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Portugal continua marcado por um centralismo “quase esquizofrénico”, diz António Cunha em Braga

Próximo Artigo

Têxtil em Barcelos fecha e atira 30 trabalhadores para o desemprego

Artigos Relacionados
x