Seguir o O MINHO

Cávado

Fernando Pereira é o cabeça de lista da coligação à Assembleia Municipal de Barcelos

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Divulgação

A coligação Barcelos Mais Futuro, que engloba PSD, CDS e o movimento indepedentente Barcelos, Terra de Futuro, procedeu à apresentação dos candidatos à Assembleia Municipal, esta sexta-feira, no Hotel Bagoeira.

Fernando Pereira, apresentado como cabeça de lista à Assembleia Municipal, apontou a abertura à sociedade como um dos pontos-chave para a aceitação do convite para ser candidato.

“Eu entendo que os partidos políticos têm de se abrir à sociedade, têm de entrar novas pessoas, têm de estar abertos a novas ideias. E o modelo concebido por esta coligação tem essa tipologia. Esta abertura foi uma das razões fundamentais para eu aceitar este convite”, disse.

Mário Constantino, candidato à Câmara, reforçou a vontade de liderar um projeto de mudança. “Nós sabemos exatamente para onde vamos, sabemos o que queremos, sabemos exatamente o que os barcelenses precisam e o que Barcelos precisa. Nós queremos dar aos barcelenses futuro”, afirmou.

Quem é Fernando Pereira?

Fernando Pereira, de 60 anos de idade, é licenciado em Direito e Pós-Graduado em Direito da Medicina; Direito das Autarquias Locais; Gestão dos Serviços de Saúde; Direito e Finanças do Desporto; e Direito da Comunicação Social. No seu currículo académico, destaque ainda para três notas importantes: tem o Curso Avançado de Gestão Pública (CAGEP); o Curso Avançado em Assuntos Regulamentares de Medicamentos e Produtos de Saúde; e ainda o Curso de Auditor de Defesa Nacional pelo Instituto de Defesa Nacional. Profissionalmente, Fernando Pereira é advogado, mas no seu percurso devemos destacar as suas funções como Docente Universitário e como Subinspector-Geral da ASAE.

A nível de envolvimento político, Fernando Pereira apresenta um trajeto de relevância: foi Deputado (de 1991 a 2009), Secretário da Mesa da Assembleia da República, Membro da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, Membro da Assembleia da União da Europa Ocidental e Membro das Comissões Parlamentares (Ambiente e Poder Local, Economia e Finanças, Negócios Estrangeiros, Obras Públicas, Saúde, Segurança Rodoviária, Transportes, Comunicações e Inquérito à Tragédia de Camarate).

Assumiu também funções enquanto Vereador na Câmara Municipal de Barcelos, foi Deputado da Assembleia Municipal de Barcelos, Chefe de Gabinete do Conselho Económico e Social e ainda Membro Suplente do Conselho Superior do Ministério Público (Eleito pela Assembleia da República em 2009).

Populares