Seguir o O MINHO

Futebol

FC Porto precisa de ‘roubar’ empate ao City para rumar aos ‘oitavos’ da Liga dos Campeões

Liga dos Campeões

em

Foto: FC Porto / Twitter

O FC Porto pode selar na terça-feira um lugar nos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol, pela 12.ª vez na história, precisando para isso, sem depender de terceiros, de empatar na receção ao Manchester City.

Face ao conjunto, já apurado, que lhe roubou os únicos pontos, ao vencer por 3-1 no Etihad, os ‘dragões’ podem até seguir em frente perdendo, caso o Marselha, do portista André-Villas Boas, dê uma ajuda e consiga estrear-se pontuar, na receção ao Olympiacos, de Pedro Martins.

Desde que, em 2003/04, foram introduzidos os ‘oitavos’, o FC Porto chegou aos ‘oitavos’ 11 vezes (2003/04, 2004/05, 2006/07 a 2009/10, 2012/13, 2014/15 e 2016/17 a 2018/19), falhando apenas em quatro ocasiões (2005/06, 2011/12, 2013/14 e 2015/16).

Os campeões lusos só dependem de si próprio, de alcançar uma igualdade face ao conjunto de Pep Guardiola, que num momento de enorme acumulação de jogos e já com os ‘oitavos’ assegurados, pode até vir ao Dragão fazer ‘poupanças’.

Ainda assim, os ‘dragões’ não podem acreditar em facilidades, até porque o City vale muito mais do que o lugar a meio da tabela que ocupa na ‘Premier League’, mesmo depois da goleada caseira ao Burnley por 5-0, no sábado, com ‘hat-trick’ de Riyad Mahrez.

Os ‘citizens’ têm muitos jogadores de grande qualidade e vão, certamente, querer manter o registo 100% vitorioso na prova, num reduto onde ganharam na única visita, por 2-1, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de 2011/12, para depois golearem em casa os portistas por 4-0.

O Dragão, mesmo agora ‘despovoado’, continua a ser uma ‘caixa forte’ para os ‘azuis e brancos’, que, no entanto, já não acabam uma época europeia invictos em casa desde 2014/15.

Depois dessa época, venceram no Porto o Dínamo de Kiev e o Borussia Dortmund (2015/16), a Juventus (2016/17), o Besiktas e o Liverpool (2017/18), de novo o Liverpool (2018/19) e o Krasnodar e o Bayer Leverkusen (2018/19).

Na presente temporada, os comandados de Sérgio Conceição, que venceram sem dificuldades o Olympiacos (2-0) e o Marselha (3-0), vão tentar manter a invencibilidade caseira, sendo que nem sequer é preciso ganhar.

Um triunfo também seria, porém, importante, pois manteria o FC Porto na corrida ao primeiro lugar do agrupamento, que dá vantagem nos ‘oitavos’, a de jogar o segundo encontro em casa e, sobretudo, a de defrontar um segundo colocado de outro grupo.

Para assumirem o comando do agrupamento, os ‘azuis e brancos’, que no sábado venceram por 1-0 o Santa Clara, nos açores, para a I Liga, precisam de ganhar por 2-0 ou por mais de dois golos de diferença, sendo que o 3-1 estabelece uma igualdade total.

No outro jogo do agrupamento, Villas-Boas sabe que tem de vencer para se manter na corrida à ‘descida’ à Liga Europa: o empata ajuda os ‘dragões’, mas não serve ao Marselha, que tem menos três pontos do que o Olympiacos e perdeu por 1-0 na Grécia.

Em relação aos outros embates da quinta jornada marcados para terça-feira, o Atlético de Madrid, no Grupo A, o Borussia Mönchengladbach e o Real Madrid, no B, e o Liverpool, no D, podem garantir a qualificação.

Na quarta-feira, marcado por um possível duelo a ‘feijões’ em Nou Camp entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, são candidatos ao apuramento Borussia Dortmund e Lazio (Grupo F) e Manchester United (Grupo H).

Após quatro rondas, já garantiram um lugar nos ‘oitavos’ o campeão em título Bayern Munique (Grupo A), o Manchester City (C), o Chelsea e o Sevilha (E) e o FC Barcelona e a Juventus (G).

Populares