Seguir o O MINHO

Futebol

FC Famalicão ‘empata’ Benfica e ‘dá um empurrão’ ao FC Porto rumo ao título

31.ª jornada

em

O FC Famalicão empatou hoje 1-1 com o Benfica, em jogo da 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e deixa o FC Porto cada vez mais perto do título.


Os lisboetas até entraram melhor no desafio, adiantando-se no marcador, aos 37 minutos, com um golo de Pizzi, mas, no segundo tempo, perderam o ascendente e foram inconstantes, expondo-se ao crescimento do Famalicão, que foi premiado pela insistência com o golo do empate, assinado por Guga, aos 84.

Com este empate, o Benfica mantém-se no segundo lugar, com 68 pontos, agora a oito do do FC Porto, que apenas precisa de um ponto para se sagrar campeão. Já o Famalicão perdeu o quinto lugar para o Rio Ave, caindo para o sexto, com 49 pontos, mas mantém-se na luta por um lugar nas competições europeias.

Os ‘encarnados’ entraram no jogo sabendo que um deslize, em forma de derrota, entregaria, automaticamente, o título ao rival FC Porto, tentando impedi-lo com uma entrada forte no desafio e assumindo, desde cedo, o controlo das operações, deixando as primeiras ameaças num remate de Cervi, para grande defesa de Defendi, e um tiro ao lado de Nuno Tavares.

O Famalicão sentiu dificuldades para responder ao futebol pressionante e, várias vezes, viril do adversário, tentando aproveitar o embalo ofensivo do Benfica para aplicar os seus contra-ataques, explorando sobretudo as alas.

A iniciativa mais consistente dos minhotos surgiu, aos 18, numa desmarcação de Pedro Gonçalves culminada com um remate de fora da área, que o guardião benfiquista Vlachodimos respondeu com uma das defesas do jogo.

Apesar do atrevimento dos nortenhos, o Benfica não se intimidou com a ameaça e continuou a pisar mais vezes a área contrária, explorando os cruzamentos na tentativa de um desvio de Seferovic, que, aos 28, surgiu em posição soberana, mas não resistiu a um corte ‘in extremis’ de Roderick, na altura do remate.

Nesta toada de insistência, acabou por não surpreender que o primeiro golo do jogo caísse para os ‘encarnados’, com Pizzi a consubstanciar uma ameaça prévia e a inaugurar o marcador, aos 37, numa recarga a um desvio inicial de Seferovic, que Defendi afastou para os pés do internacional português.

O Famalicão ainda tentou responder no imediato, numa escapada de Fábio Martins, mas com fulgor insuficiente para inverter a vantagem de 1-0 com que as ‘águias’ recolheram ao intervalo.

Os minhotos regressaram do descanso com a responsabilidade de inverter a desvantagem e até começaram a fazer por isso, surgindo mais pressionantes e a operar uma boa circulação de bola na tentativa de encontrar brechas num Benfica que, apesar de conceder a iniciativa, não desarmava na procura do segundo golo.

Já depois da hora de jogo, Pizzi esteve perto de conseguir um segundo golo, em mais uma recarga, desta feita a um tiro inicial de Chiquinho, que Defendi segurou, e pouco depois foi vez do recém-entrado Vinicius rematar frouxo quando estava isolado

Ainda assim, o Famalicão recusava render-se, e, aos 72, começou a ameaçar o empate, quando Fábio Martins, assistido por Pedro Gonçalves, atirou à barra da baliza benfiquista, num aviso que teve continuidade num remate de Walterson, por cima, aos 81.

Os sucessivos golpes dos locais iam quebrando a resistência do Benfica, que, aos 84 acabou por ceder, quando Guga, aposta do técnico João Pedro Sousa dois minutos antes, desviou para o 1-1 um cruzamento de Fábio Martins, que ditou o resultado final

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal 22 de Junho, em Famalicão.

Famalicão – Benfica, 1-1

Ao intervalo: 0-1

Marcadores:

0-1, Pizzi, 37 minutos.

1-1, Guga, 84.

Equipas:

– Famalicão: Rafael Defendi, Patrick William (Ivo Pinto, 66), Riccieli, Roderick, Coly (Alex Centelles, 82), Rúben Lameiras (Walterson, 65), Racic, Gustavo Assunção, Fábio Martins, Del Campo (Anderson, 56) e Pedro Gonçalves (Guga, 80).

(Suplentes: Vaná, Ivo Pinto, Guga, Walterson, Ofori, Nehuen Perez, João Neto, Alex Centelles e Anderson).

Treinador: João Pedro Sousa.

– Benfica: Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Jardel, Nuno Tavares, Pizzi (Jota, 88), Julian Weigl, Gabriel (Samaris, 81), Cervi (Rafa, 81), Chiquinho e Seferovic (Carlos Vinícius, 66).

(Suplentes: Zoblin, Zivkovic, Dyego Sousa, Samaris, Rafa, Jota, Tomás Tavares, Carlos Vinícius e Ferro).

Treinador: Nélson Veríssimo.

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Cervi (07), Julian Weigl (24), Roderick (39), Pedro Gonçalves (45+1) e Gabriel (57).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido a pandemia de covid-19.

(notícia atualizada às 01h08)

Anúncio

Futebol

Liga dos Campeões: António Costa espera grande momento desportivo em Lisboa

Futebol

em

António Costa. Foto: Twitter

O primeiro-ministro António Costa saudou as equipas presentes na inédita ‘final a oito’ da Liga dos Campeões de futebol, entre hoje e 23 de agosto, esperando que se concretize num grande momento desportivo em Lisboa.

“Gostaria de dirigir uma mensagem de boas-vindas às oito equipas que vão disputar em Portugal a ‘final a oito’ da Liga dos Campeões, no fim desta época 2019/20, tão especial e tão diferente de anos anteriores. Temos em Lisboa as oito melhores equipas de futebol da Europa e quero que este torneio seja um grande momento desportivo”, afirmou António Costa.

A fase final da principal competição continental de clubes arranca hoje, às 20:00, em Lisboa, com o embate entre os italianos da Atalanta e os franceses do Paris Saint-Germain, no Estádio da Luz, para os quartos de final.

Seguem-se, até sábado, os restantes embates desta fase, disputada a um só jogo e sem público, e as meias-finais, nas próximas terça e quarta-feira, nos estádios José Alvalade e da Luz, que vai acolher a final, em 23 de agosto.

Este foi o formato encontrado para fazer face à pandemia de covid-19, que levou à suspensão de quase todos os campeonatos, tendo a UEFA escolhido a capital portuguesa para receber esta inédita fase final, que tinha o embate decisivo marcado para Istambul.

“É uma grande honra podermos receber este evento, que, por um lado demonstra a extraordinária capacidade organizativa de Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), demonstrada desde o Euro2004 (…), mas é também uma forma de reconhecimento da UEFA como o local mais seguro para receber a competição”, prosseguiu Costa.

Na mensagem de boas-vindas, a primeiro-ministro reconheceu a frustração pela ausência de público nos estádios, deixando, mesmo assim, um convite à visita ao país.

“Quem quer que venha, seja para a competição, ou para férias, ou por outra razão, é muito bem-vindo a Portugal e poderá estar em segurança em Portugal”, rematou Costa.

Continuar a ler

Futebol

Vitória SC recorre do castigo de um jogo à porta fechada

Distúrbios em partida com o Benfica

em

Foto: DR / Arquivo

O Vitória SC vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada imposto pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na terça-feira, confirmou hoje à Lusa fonte oficial dos minhotos.

A punição respeita aos distúrbios ocorridos no jogo entre Vitória e Benfica, relativo à 15.ª jornada da I Liga portuguesa e disputado em 04 de janeiro, em Guimarães, com um triunfo ‘encarnado’, por 1-0.

Os primeiros desacatos no Estádio D. Afonso Henriques surgiram após o golo do argentino Cervi, aos 23 minutos, com arremessos de tochas e de cadeiras entre um setor da bancada Nascente, reservado a adeptos vitorianos, e um outro da Norte, reservado a aficionados benfiquistas, que obrigaram a Polícia de Segurança Pública (PSP) a intervir e interromperam a partida por três minutos.

O desafio voltou a ser interrompido ao minuto 45, nos instantes finais da primeira parte, quando algumas cadeiras foram arremessadas de um setor vitoriano, e nos intervalos entre os minutos 61 e 63 e também 81 e 83, quando algumas tochas caíram no relvado a partir do setor ‘encarnado’.

Num comunicado emitido na terça-feira, o CD da FPF puniu ainda os vimaranenses com uma multa de 29.631 euros e as ‘águias’ com uma multa de 34.068 euros.

O Benfica foi ainda condenado a pagar ao Vitória os “danos causados num painel LED de publicidade”, refere o comunicado.

Continuar a ler

Futebol

Covid-19: Barcelona anuncia infetado em grupo onde está Trincão

Ex-SC Braga

em

Francisco Trincão. Foto: SC Braga

Um dos nove futebolistas do FC Barcelona que estão a iniciar a pré-temporada testou positivo à covid-19, informou hoje o clube, acrescentando que estes jogadores não contactaram com a equipa que vai disputar a Liga dos Campeões.

O português Trincão (ex-SC Braga) é um dos jogadores que integra este grupo no emblema catalão, juntamente com Pedri, Rafinha, Aleñá, Oriol Busquets, Miranda, Matheus Fernandes, Todibo e Wague.

De acordo com o clube, o jogador em causa está assintomático e a cumprir isolamento domiciliário, não tendo tido contacto com a comitiva que vai viajar na quinta-feira para Lisboa, onde vai disputar a ‘final a oito’ da ‘Champions’.

O FC Barcelona defronta os alemães do Bayern Munique, na sexta-feira, a partir das 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, o jogo dos quartos de final.

Continuar a ler

Populares