Seguir o O MINHO

Futebol

Famalicão, com 26 remates e 72% de posse, é derrotado em casa ao minuto 97

13.ª jornada da Liga

em

O Futebol Clube (FC) de Famalicão perdeu (2-3), esta tarde, em casa, frente ao Tondela, em jogo a contar para a 13.ª jornada da Liga portuguesa de futebol. Apesar de terem mais 70% de posse de bola e mais de 25 remates à baliza adversária, os famalicenses ainda conseguiram recuperar, mas um golo aos 90+7, por John Murillo, arrumou os azuis.

O extremo venezuelano apareceu isolado e contornou Defendi para resolver o jogo numa fase em que a sua equipa tentava, acima de tudo, segurar o empate, depois de um jogo em que os beirões até estiveram a vencer por 2-0, com golos de Pepelu (seis minutos) e Xavier (19), antes de a equipa da casa responder, por Roderick (39) e Fábio Martins, de penálti (54).

Quando as equipas ainda se estudavam neste duelo inédito do futebol nacional, o Tondela aproveitou o primeiro canto do desafio para chegar à vantagem: após cobrança de João Pedro na esquerda, Pepelu ganhou posição entre os defesas contrários ao primeiro poste e cabeceou para o seu primeiro golo no campeonato.

Obrigada a recuperar de uma desvantagem desde cedo, a equipa famalicense quis desequilibrar o adversário com a circulação rápida da bola e ‘tabelas’ nas alas, mas continuou a errar na hora de recuar para defender, fragilidade que os jogadores treinados por Natxo González aproveitaram para dilatar o resultado.

O extremo Xavier progrediu pela esquerda e tirou partido de um desentendimento entre Riccieli e Nehuén Pérez para se isolar e marcar o seu primeiro golo no campeonato, num remate cruzado, à segunda tentativa.

Os anfitriões continuaram no ataque até ao intervalo e, depois de quase terem reduzido aos 21 minutos, num cabeceamento de Fábio Martins travado por Cláudio Ramos, colheram a recompensa aos 39, quando Roderick se estreou a marcar na prova, após um cabeceamento certeiro ao segundo poste, na sequência de um cruzamento de Pedro Gonçalves, na direita.

Após o intervalo, o Famalicão viu o ataque reforçado, com a entrada do ala Rúben Lameiras, e o Tondela a defesa, com a inclusão do central Philipe Sampaio, mas foi a equipa beirã que teve a primeira ocasião flagrante: assistido por João Pedro, o ala Jhon Murillo atirou ao lado, com a baliza deserta e muito tempo para decidir.

Os tondelenses ‘pagaram’ esse desperdício com o tento do empate, marcado numa grande penalidade que sancionou falta de Philipe Sampaio sobre Pedro Gonçalves, ao minuto 53, e foi convertido no minuto seguinte por Fábio Martins (sétimo golo na I Liga).

Após a igualdade, as oportunidades continuaram a aparecer, com a formação beirã a ameaçar o golo num livre de João Pedro, aos 57 minutos, e num remate de Xavier, travado por Defendi, aos 68.

O Famalicão manteve, porém, o ascendente ofensivo até ao apito final e desperdiçou a reviravolta num remate de Anderson por cima, aos 62 minutos, e num cabeceamento aos 69, cuja recarga deu um golo anulado, que esteve em análise pelo videoárbitro (VAR) durante sete minutos.

Jhon Murillo acabou por ‘estragar’ os planos minhotos e permitiu ao Tondela encerrar uma série de três jogos sem vitórias e subir provisoriamente ao sexto lugar, com 18 pontos, enquanto o Famalicão, com 24, vai concluir a jornada no terceiro posto, mas pode sofrer a aproximação de outras equipas.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão.

Famalicão – Tondela, 2-3.

Ao intervalo: 1-2.

Marcadores:

0-1, Pepelu, 06 minutos.

0-2, Xavier, 19.

1-2, Roderick, 39.

2-2, Fábio Martins, 54 (grande penalidade).

2-3, Jhon Murillo, 90+7.

Equipas:

– Famalicão: Defendi, Riccieli (Rúben Lameiras, 46), Nehuén Pérez, Roderick, Alex Centelles, Gustavo Assunção (Guga, 76), Racic, Pedro Gonçalves, Diogo Gonçalves, Fábio Martins e Anderson (Toni Martínez, 81).

(Suplentes: Vaná, Cafú Phete, Guga, Ofori, Schiappacasse, Rúben Lameiras e Toni Martínez).

Treinador: João Pedro Sousa.

– Tondela: Cláudio Ramos, Moufi, Bruno Wilson, Yohan Tavares, Filipe Ferreira, Jaquité, João Pedro (Denilson Júnior, 61), Pepelu, Jhon Murillo, Xavier (Jonathan Toro, 77) e Tomislav Straklj (Philipe Sampaio, 46).

(Suplentes: Babacar Niasse, Ricardo Alves, Philipe Sampaio, Pedro Augusto, Richard Rodrigues, Jonathan Toro e Denilson Júnior).

Treinador: Natxo González.

Árbitro: João Bento (AF Santarém).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Pepelu (45), Gustavo Assunção (45+1), Filipe Ferreira (50), Philipe Sampaio (53), João Pedro (58), Bruno Wilson (81), Guga (88), Jaquité (90+5) e Jhon Murillo (90+7)

Assistência: cerca de 4.000 espetadores.

(notícia atualizada às 22h46)

Anúncio

Futebol

“Desde a primeira hora que vi que Rúben Amorim seria um grande treinador”

Taça da Liga

em

Foto: DR / Arquivo

Declarações à Sport TV após a vitória do SC Braga sobre o FC Porto, por 1-0, no jogo da final da Taça da Liga de futebol, disputado em Braga:

Declarações de António Salvador, presidente do SC Braga: “Estes sócios e adeptos, e esta cidade, mereciam. Eu disse ontem [sexta-feira] que estes jogadores fantásticos tudo têm feito para ganhar.

O futebol é isto. Há menos de um mês, este clube estava deprimido. Mudámos, e desde aí surgiram vitórias. Desde a primeira hora que vi que Rúben Amorim seria um grande treinador.

Vencemos uma grande equipa. Foi um grande jogo, com uma equipa que mostrou no campo e nas bancadas um grande ‘fair-play’, eu e o Pinto da Costa falámos e desejámos que isto acontecesse”.

 

Continuar a ler

Futebol

Treinador do FC Porto coloca lugar à disposição

Taça da Liga

em

Foto: Twitter (Arquivo)

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, colocou este sábado o lugar à disposição da administração do clube, após a derrota na final da Taça da Liga de futebol com o SC Braga (1-0).

Na ‘flash interview’ da Sport TV, o técnico luso, campeão pelos ‘dragões’ em 2017/18, disse ter colocado o lugar “à disposição do presidente” e afirmou que os ‘azuis e brancos’ estão “sem união dentro do clube”.

O SC Braga venceu esta sábado o FC Porto, por 1-0, no jogo da final da Taça da Liga de futebol, disputado em Braga, com um golo de Ricardo Horta aos 90+5 minutos.

Declarações de Sérgio Conceição: “O que falhou hoje? Eu não vi o golo, houve alguns ressaltos e a bola ficou no jogador do SC Braga na última jogada. Mais uma vez, tivemos infelicidade num jogo que podia ter caído para qualquer um dos lados. Uma vez mais, e pelo lado positivo, o SC Braga mostrou caraterísticas que durante a época não é costume ver. Parabéns para eles e nós temos de olhar para dentro e com isto estou a dizer que é preciso haver responsabilidade coletiva. A começar por mim e não falo só do grupo de trabalho, mas de toda a gente dentro do clube. É difícil trabalhar em determinadas condições. No primeiro ano, muito difícil, não houve reforços nem havia dinheiro. No segundo ano, com a falta de verdade desportiva que houve… E este ano, sem união, fica difícil. O meu lugar está à disposição do presidente”.

Continuar a ler

Futebol

“Estamos todos de parabéns”. Jogadores do Braga destacam trabalho de equipa

Taça da Liga

em

Foto: Liga Portugal / Divulgação

Declarações à Sport TV após a vitória do SC Braga sobre o FC Porto, por 1-0, no jogo da final da Taça da Liga de futebol, disputado em Braga:

Rúben Amorim (treinador do SC Braga):

“Os jogadores estiveram excelentes. Voltámos a ter a ‘estrelinha’ no fim, mas fizemos por merecer. Entrámos muito bem, mas o FC Porto equilibrou. Na segunda parte, o jogo tornou-se difícil, mas os jogadores estão de parabéns e merecem. Não existe segredo, é ter bons jogadores”.

Ricardo Horta (jogador do Braga e autor do golo da vitória):

“Foi um grande trabalho de toda a equipa. Merecemos todos este troféu e vamos desfrutar muito desta Taça.

É o meu primeiro título da carreira e esta gente merece esta taça. Estamos todos de parabéns.

Entrámos muito bem no jogo. O FC Porto depois acabou por cima a primeira parte. Foi um jogo bastante disputado, mas a vitória assenta-nos muito bem.

Foi uma época de altos e baixos, mas a qualidade da equipa é sempre a mesma. Temos um grande plantel e os resultados estão a vir ao de cima. Ainda vêm muitas mais coisas boas para nós”.

Fransérgio (jogador do Braga):

“Está de parabéns o grupo e os adeptos. Toda a gente está de parabéns.

Tem de ser até ao final. Este grupo merece”.

Raul Silva (jogador do Braga):

“O Braga mereceu, por este coletivo, frente a uma das melhores equipas do nosso campeonato. Somos muito trabalhadores. Dedico a vitória aos nossos adeptos”.

João Palhinha (jogador do Braga):

“Estamos todos de parabéns. Esta equipa já merecia conquistar um título há muito tempo. Todos muito satisfeitos, felizes e orgulhosos pelo trajeto até aqui. Esperamos conquistar muito mais até ao final da época”.

Ricardo Esgaio (jogador do Braga):

“Foi um esforço de toda a equipa, mas a vitória veio para nós, o troféu é nosso. Quero dar os parabéns a toda a equipa”.

Francisco Trincão (jogador do Braga):

“Acho que foi apenas acreditar. Sabíamos o que tínhamos de fazer, fizemos e estamos muito felizes. Dedico o triunfo à minha família”.

Vítor Tormena (jogador do Braga):

“Foi uma felicidade, não quero nem pensar nisso (na lesão sofrida durante o jogo). O que importa é que o título ficou em casa. A equipa do FC Porto é muito qualificada, mas nós vimos de uma sequência muito boa, a jogar em casa. Jogámos com esse fator e fomos campeões.

Tivemos muita união. Abraçámos a ideia do treinador, que favorece muito o grupo. Todos unidos, vamos longe”.

Sequeira (jogador do Braga): “Foi um jogo difícil, mas soubemos sofrer. Fomos recompensados no fim.

É difícil estar a dizer alguém em concreto, toda a gente tem mérito, dos jogadores ao ‘staff’ e aos adeptos, que nos apoiaram de forma fantástica.

Até final da época, podemos prometer continuar a jogar com esta ideia de jogo, uma ideia muito forte, e fazer o nosso melhor”.

Galeno (jogador do Braga): “O importante é o troféu que conquistámos. Agora é continuar a festa. Sinto muita coisa, pelo que estou a viver aqui. É o melhor momento da minha vida. Temos de dar continuidade ao que vamos fazendo.

Toda a gente sabe do trabalho do presidente, é um homem de caráter”.

Continuar a ler

Populares