Seguir o O MINHO

Futebol

‘Fábrica’ de craques onde Paulinho se formou vai receber cerca de meio milhão de euros

Transferência para o Sporting dá ‘jackpot’ ao Santa Maria

em

Foto: Sporting CP

O Santa Maria, clube em que Paulinho fez toda a sua formação, dos infantis aos seniores, vai receber, em virtude da transferência do jogador do SC Braga para o Sporting, cerca de meio milhão de euros. O clube da freguesia de Galegos Santa Maria, no concelho de Barcelos, onde nasceu o ponta de lança de 28 anos, espera com essa verba, resultante do mecanismo de solidariedade e que será assumida pelo Sporting, estabilizar financeiramente e investir na melhoria de condições de trabalho, entre elas a construção de dois campos sintéticos, que permitirão continuar a valorizar o seu projeto de formação.

“[Esta verba] é muito importante, porque vai permitir que o clube estabilize financeiramente e fazer alguns investimentos na melhoria das condições de trabalho”, refere a O MINHO o presidente do Santa Maria, Bruno Torres, adiantando que já vai começar a tratar de todo o processo.

O clube tem mais de 100 mil euros de dívidas, portanto os cerca de 500 mil que o Santa Maria estima que irá receber vão, portanto, dar uma forte ajuda na estabilização financeira do clube, que disputa atualmente o Pró-Nacional da AF Braga, depois de, em 2015, ter descido do Campeonato Nacional de Seniores.

Bruno Torres é o presidente do Santa Maria. Foto: DR

“É muito importante para estabilizar financeiramente e, depois, conseguirmos fazer alguns investimentos, nomeadamente em infraestruturas, no Estádio [da Devesa], e criar dois campos sintéticos. Um deles já está em andamento, mas assim podemos fazer mais um campo para melhorar as condições da formação. É esse o objetivo”, frisa Bruno Torres, apontado para uma perspetiva de futuro.

“Temos que criar as condições máximas para a prática do desporto e para que o clube esteja estável para os próximos 20 anos. Criando essas condições, vamos ter um clube sereno e saudável para os próximos 20 anos. Vai ser um passo muito grande para a estabilização do Santa Maria”, sublinha.

‘Fábrica’ de craques

Com a transferência por 16 milhões para o Sporting, Paulinho é, de longe, o jogador que mais retorno financeiro deu ao Santa Maria, mas está muito longe de ser a única vedeta a sair desta ‘fábrica’ de craques. Nélson Oliveira, Hugo Vieira ou Carlos Fonseca, entre outros, fazem parte uma lista que enche de orgulho não só o clube, mas toda a freguesia também conhecida pela cerâmica e pelos galos de Barcelos feitos pelos seus artesãos.

Paulinho a jogar pelo Santa Maria. Foto: Novo Fangueiro

Contudo, Paulinho foi o que esteve mais tempo na formação do Santa Maria, escalando todos os escalões até aos seniores. Depois, fez uma época (2012/2013) no Trofense, na seguinte ingressou no Gil Vicente e por Barcelos permaneceu até ser contratado pelo SC Braga em 2017, clube onde se afirmou e através do qual conseguiu ser chamado à Seleção Nacional.

Paulinho com a braçadeira de capitão do Gil Vicente. Foto: DR

“Saem daqui muitos jogadores, e de diferentes ‘fornadas’, o que é sinal de que há qualidade e valor”

Logicamente, o sucesso destes jogadores leva a que os pais tenham maior interesse em colocar os seus filhos a dar os primeiros chutos na bola no Santa Maria, que é o segundo maior clube do concelho de Barcelos, atrás do Gil Vicente.

Mas, com mais de 200 atletas na formação e só com um campo em pelado, “neste momento, não dá para crescer”, nota Bruno Torres, salientando, novamente, a importância da quantia que o Sporting terá que fazer chegar ao clube.

Paulinho no Trofense. Foto: DR

“Com dois campos sintéticos teremos mais oferta e, com certeza, seremos mais procurados por pais e atletas”, afirma o presidente do clube fundado a 25 de dezembro de 1943.

“Com boas condições, bons treinadores, com este know how a nível de formação e com estes exemplos [de jogadores que se afirmam nacional e internacionalmente], naturalmente que as pessoas vão procurar-nos. Vão perceber que muitos clubes olham de forma especial para o Santa Maria, porque saem daqui muitos jogadores, e de diferentes ‘fornadas’, o que é sinal de que aqui há qualidade e valor”, declara Bruno Torres, completando que “o mais importante é ver os meninos a atingirem os seus objetivos, chegarem às seleções nacionais e a grandes clubes nacionais e internacionais”.

“As pessoas gostam muito do Paulinho, porque sempre foi uma pessoa humilde”

Além de dirigir o clube, Bruno Torres também é o presidente da Junta de Galegos Santa Maria, eleito pelo PSD, e nota que a freguesia recebeu “com muito orgulho” a confirmação da transferência do filho da terra para os ‘leões’, um dos ‘três grandes’ do futebol nacional.

Estádio da Devesa, casa do Santa Maria. Foto: DR

“As pessoas aqui gostam muito do Paulinho, porque ele sempre foi uma pessoa humilde. Percorria as nossas ruas, jogava todos os dias no ringue, sempre foi uma pessoa simpática e as pessoas valorizam isso. Sendo humilde e reconhecendo as origens, as pessoas ficam ainda mais agradadas [com o seu sucesso]”, avalia.

Desejado há muito em Alvalade, onde irá reencontrar-se com o seu antigo treinador, Rúben Amorim, Paulinho assinou com o Sporting, no último dia da janela de transferências de inverno, um contrato válido até 30 de junho de 2025, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

O avançado internacional transferiu-se após quatro temporadas no SC Braga por 16 milhões de euros (acrescidos de IVA). Em contrapartida, para os ‘gverreiros do Minho’ seguiram o defesa Cristián Borja, com os ‘arsenalistas’ a pagarem três milhões de euros pelo passe, e o avançado Sporar, que vai por empréstimo até ao final da época, ficando com uma opção de compra de 7,5 milhões de euros.

Pelo SC Braga, onde se tornou referência, celebrou 63 golos em 153 jogos. Agora, o futuro será de leão ao peito. “Um sonho de há muito tempo”, confessou. E com a transferência que protagonizou – a mais cara na história do Sporting – ajuda o Santa Maria a permitir que muitos outros jovens futebolistas possam também concretizar os seus sonhos.

Populares