Seguir o O MINHO

Futebol

Dois golos em quatro minutos fizeram o ‘galo’ sonhar, mas Davidson ‘gelou’ Barcelos no final

14.ª jornada da Liga

em

Gil Vicente e Vitória SC empataram hoje 2-2, num encontro em que os barcelenses venciam por 2-0 ao intervalo e os vimaranenses recuperaram na segunda parte, na 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.


Superiores em todos os aspetos durante a primeira parte, os ‘galos’ marcaram por Claude Gonçalves (28 minutos) e por Kraev (32), depois de terem falhado um penálti por Sandro Lima (nove), mas os vimaranenses melhoraram no segundo tempo e, mesmo algo desinspirados, empataram por Marcus Edwards (68) e Davidson (86).

O Gil Vicente apresentou-se com uma ‘novidade’ face ao ‘onze’ que alinhou na derrota com o Rio Ave (1-0), para a 13.ª jornada – Lourency rendeu o lesionado Arthur Henrique – e foi a melhor equipa ao longo de toda a primeira parte, com uma defesa compacta e um ataque que soube reunir velocidade e precisão no passe.

O vimaranense Marcus Edwards até criou a primeira situação de perigo num remate ao lado, aos sete minutos, mas a equipa treinada por Vítor Oliveira dispôs, de seguida, de um penálti cometido por Mikel sobre Sandro Lima, que o avançado brasileiro dos ‘galos’ falhou, ao permitir a defesa a Douglas (nove minutos).

Após Henrique Gomes ter obrigado Douglas a evitar o golo com uma palmada num cruzamento comprido, aos 11, a equipa vimaranense, que apareceu em Barcelos com Dénis Poha no lugar de Pepê face ao duelo da ronda anterior, com o Portimonense (triunfo por 2-0), começou a subir no terreno e esteve perto de marcar num remate de Léo Bonatini, aos 17, travado por Denis.

Rúben Ribeiro, reforço do Gil Vicente, assistiu ao jogo na bancada. Foto: O MINHO

O Gil Vicente, porém, continuou dinâmico no ataque, sobretudo graças às ações de Kraev pela ala direita, e chegou à vantagem num desses lances: na sequência de um cruzamento do internacional búlgaro aliviado por Tapsoba, Claude Gonçalves surgiu à entrada da área a rematar cruzado e certeiro, sem hipótese de defesa para Douglas.

Perante uma defesa vitoriana insegura e passiva, a formação de Barcelos precisou apenas de mais cinco minutos para voltar a marcar num lance muito bem ‘desenhado’: após um passe de Sandro Lima, Lourency tocou para Kraev e este contornou Douglas antes de atirar para o fundo da baliza.

Incapazes de reagir na primeira parte, apesar das entradas de Pepê e de Bruno Duarte para os lugares de Mikel Agu e de Ola John, os pupilos de Ivo Vieira instalaram-se no meio-campo contrário durante a segunda parte, mas só quebraram a defesa gilista aos 68 minutos, ainda por cima com um golo de Marcus Edwards, a concluir uma tabela com Léo Bonatini.

A partir daí, a pressão vimaranense sobre a retaguarda gilista intensificou-se e quase deu empate aos 80 minutos, quando Léo Bonatini acertou no poste, após remate de Bruno Duarte.

O empate acabou por surgir aos 86 minutos, quando Davidson concluiu, num disparo colocado à meia-volta, após lance de Sacko e Edwards, e poderia ter conseguido a reviravolta num remate de Pepê, aos 90+4, que Denis travou, para manter a invencibilidade caseira dos barcelenses, atualmente no 12.º lugar, com 17 pontos. Os vitorianos mantêm o quinto posto, com 21.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos.

Gil Vicente – Vitória SC, 2-2.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Claude Gonçalves, 28 minutos.

2-0, Kraev, 32.

2-1, Marcus Edwards, 68.

2-2, Davidson, 86.

Equipas:

– Gil Vicente: Denis, Fernando Fonseca, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Soares, Claude Gonçalves (Romário Baldé, 65), Kraev (João Afonso, 90), Baraye, Lourency (Erick, 72) e Sandro Lima.

(Suplentes: Wellington, Edwin Banguera, João Afonso, Ahmed, Romário Baldé, Erick e Naidji).

Treinador: Vítor Oliveira.

– Vitória SC: Douglas, Sacko, Tapsoba, Pedro Henrique, Rafa Soares, Mikel Agu (Pepê, 41), Dénis Poha, João Carlos Teixeira (Davidson, 62), Marcus Edwards, Ola John (Bruno Duarte, 42) e Léo Bonatini.

(Suplentes: Miguel Silva, Frederico Venâncio, Al Musrati, Pepê, Rochinha, Davidson e Bruno Duarte).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Carlos Xistra (AF Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Léo Bonatini (39), Soares (55), Kraev (74), Sandro Lima (90+1) e Fernando Fonseca (90+1).

Assistência: 4.654 espetadores.

Anúncio

Futebol

Treinador do Gil Vicente recuperado da covid-19

I Liga

em

Foto: Gil Vicente FC

O treinador Rui Almeida, um dos 18 elementos do Gil Vicente que acusaram positivo nos testes à covid-19, já recuperou da infeção, confirmou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol, numa nota na rede social Facebook.

O emblema de Barcelos frisou que o técnico, de 50 anos, contratado neste verão para substituir Vítor Oliveira, está “totalmente recuperado da covid-19”, tal como o treinador de guarda-redes, Miguel Matos.

Com a recuperação desses dois elementos, que cumpriram “quarentena obrigatória”, a equipa técnica está agora completa, refere ainda a nota do emblema minhoto.

O plantel gilista espera agora a ‘luz verde’ das autoridades de saúde para voltar a treinar em conjunto, no relvado, após ter sido colocado em quarentena obrigatória, devido aos casos de infeção detetados entre 11 e 13 de setembro, em 10 jogadores, cinco elementos da equipa técnica e restante estrutura do futebol e três pessoas alheias ao futebol profissional.

O Gil Vicente já adiantou, na terça-feira, que a receção ao Portimonense, relativa à segunda jornada do campeonato e agendada para as 16:00 de domingo, “não está em risco”.

O embate com a turma de Portimão pode marcar a estreia dos ‘galos’ na edição 2020/21 da I Liga, depois de o encontro da primeira ronda, com o Sporting, em Lisboa, previsto para as 18:30 do passado sábado, ter sido adiado para a semana entre 12 e 16 de outubro.

O jogo entre Sporting e Gil Vicente, duas equipas com casos confirmados de covid-19, foi o primeiro do principal campeonato português a ser adiado, depois das autoridades de saúde terem decidido “não estarem reunidas as condições necessárias” para a sua realização.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.925 pessoas dos 69.663 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Nelson Semedo assina pelo Wolverhampton

Mercado de transferências

em

Foto: Divulgação / Wolverhampton Wanderers

O futebolista português Nelson Semedo assinou hoje um contrato de três temporadas com o Wolverhampton, que pagou 30 milhões de euros ao FC Barcelona, anunciaram hoje os dois clubes.

De acordo com os ‘blaugrana’, o conjunto inglês vai pagar 30 milhões de euros, aos quais podem acrescer mais 10 por variáveis, pelo lateral direito, de 26 anos.

O contrato com o ‘wolves’ será até junho de 2023, com a opção de o prolongar por mais duas temporadas.

Com formação no Sintrense, de onde se mudou para o Benfica em 2012/13, época em que esteve emprestado ao Fátima, Semedo estreou-se na equipa principal das ‘águias’ em 2015/16, transferindo-se para o FC Barcelona em 2017/18.

No Wolverhampton, treinado por Nuno Espírito Santo, Nelson Semedo vai encontrar os compatriotas Rui Patrício, Rúben Vinagre, Rúben Neves, João Moutinho, Vítor Ferreira, Pedro Neto, Daniel Podence e Fábio Silva.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente adianta que jogo com Portimonense “não está em risco”

Covid-19

em

Foto: DR

O Gil Vicente considera que, mesmo sem treinar no relvado devido à covid-19, o jogo de domingo com o Portimonense, para a I Liga portuguesa de futebol, “não está em risco”, adiantou hoje à Lusa fonte do clube.

O plantel está a preparar a receção aos algarvios, relativa à segunda jornada e agendada para as 16:00 de domingo, com treinos individuais a partir das casas dos futebolistas, depois das autoridades de saúde terem impedido os treinos conjuntos na semana passada, face aos 18 casos positivos identificados no clube minhoto, entre 11 e 13 de setembro.

O novo coronavírus infetou 10 jogadores, cinco elementos da equipa técnica e da restante estrutura do futebol, incluindo o treinador principal, Rui Almeida, e três pessoas sem ligação ao futebol profissional, informou a mesma fonte.

Segundo fonte do clube, ainda nenhuma das pessoas infetadas recuperou, mas os restantes elementos do futebol gilista apresentaram resultados negativos nas duas rondas de testes ocorridas na semana transata e vão ser novamente testados 48 horas antes do jogo com o Portimonense, de acordo com o regulamento da Liga de Clubes.

O embate com a turma de Portimão pode marcar a estreia dos ‘galos’ na edição 2020/21 da I Liga, depois do encontro da primeira ronda, com o Sporting, em Lisboa, previsto para as 18:30 do passado sábado, ter sido adiado para a semana entre 12 e 16 de outubro.

O jogo entre Sporting e Gil Vicente, duas equipas com casos confirmados de covid-19, foi o primeiro do principal campeonato português a ser adiado, depois das autoridades de saúde terem decidido “não estarem reunidas as condições necessárias” para a sua realização.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.925 pessoas dos 69.663 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares