Seguir o O MINHO

Alto Minho

Doentes covid do Hospital de Viana podem ser transferidos para Vigo

Covid-19

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO (Arquivo)

Doentes covid-19 internados no Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, podem vir a ser transferidos para o Hospital de Vigo, na Galiza (Espanha), admitiu hoje o presidente da Associação Portuguesa de Médicos de Cuidados Intensivos.

A ocupação elevada em vários hospitais portugueses tem sido motivo de preocupação para as autoridades de saúde nacionais e a ministra da Saúde, Marta Temido, já admitiu ontem a hipótese de transferência de doentes portugueses para o estrangeiro, em entrevista à RTP.

Governo admite transferir doentes para outros países

Esta terça-feira, em entrevista ao jornal espanhol La Voz de Galicia, João Gouveia, responsável daquela associação de médicos, disse que o cenário mais provável no Alto Minho é o da transferência de alguns utentes para Vigo, assim como outros hospitais fronteiriços da raia espanhola podem vir a receber doentes.

“O pedido de ajuda [a outros países] já começou, embora não de forma oficial, e tem toda a lógica que se faça isso porque é um processo que, a nível europeu, pode levar vários dias e a situação portuguesa não permite perder mais tempo”, sustentou.

“O mais lógico é que a transferência dos doentes seja feita entre hospitais junto às fronteiras, como foi feito em outros países europeus que ativaram esse mecanismo de ajuda”, acrescentou o médico intensivista.

“Seguramente que os de Viana do Castelo vão para Vigo, os de Bragança vão para Zamora e os do Alentejo podem ir para Badajoz ou Sevilha”, disse João Gouveia.

O médico admitiu ainda estar preocupado com o caso concreto do Alto Minho por ter uma UCI “com menor capacidade de reposta e onde os novos positivos não param de crescer”.

Alto Minho com 3.952 casos ativos

De acordo com o último boletim da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, enviado a O MINHO, no distrito de Viana do Castelo existem atualmente 3.952 casos ativos de covid-19, com maior prevalência nos concelhos de Viana (1.022) e Ponte de Lima (754).

Desde o início da pandemia há a registar 12.668 casos de infeção, 8.489 recuperados e 227 óbitos.

Novo recorde de mortos (291) e mais 10.765 infetados

Portugal regista hoje mais 291 mortos e 10.765 novos casos de infeção por covid-19, em relação a segunda-feira, segundo o boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

É um novo recorde de mortes diárias batendo o máximo que tinha sido atingido no domingo (275).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 653.878 casos de infeção confirmados e 11.012 mortes.

Há ainda mais 13.728 recuperados.

2.893 dos novos casos são na região Norte.

O boletim indica ainda o número acumulado de 475.485 casos recuperados.

Populares