Seguir o O MINHO

Braga

Continuam as descargas poluentes no rio Este em Braga

Poluição

em

Foto: DR

Nos últimos dias, foram reportadas por cidadãos mais duas descargas poluentes no rio Este, em Braga.


Num dos vídeos partilhados nas redes sociais, vê-se de uma conduta a sair líquido avermelhado e a criar espuma que tinge o leito do rio.

Vídeo: José Campos

Segundo o autor, o vídeo foi filmado ao início da tarde de terça-feira junto à Ponte Pedrinha.

Na quarta-feira, outra descarga poluente, que deixou o rio tingido de uma cor esbranquiçada, também foi registada por um cidadão.

Vídeo: João Borges

Foram, portanto, duas descargas poluentes em dois dias consecutivos.

O rio Este é, recorrentemente, alvo de descargas poluentes, sejam provenientes de indústrias, de habitações domésticas ou do próprio sistema de saneamento, como quando alguns canos foram bloqueados com sacos de areia, num ato aparente de sabotagem ou vandalismo.

O poder fiscalizador e de contra-ordenação compete às autoridades policiais, em zonas urbanas à PSP, em zonas rurais à GNR através do SEPNA.

Anúncio

Braga

Mercado de Braga reabre amanhã com ‘nova cara’. Veja como é o novo espaço

Investimento de 6 milhões

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O novo Mercado Municipal de Braga é inaugurado este sábado, pelas 11:00, numa cerimónia que contará com a presença do presidente da Câmara, Ricardo Rio. O MINHO já visitou o Mercado e mostra-lhe como ficou este novo espaço.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A nova ‘Praça’ resulta da requalificação integral do Mercado Municipal, num investimento de 6 milhões de euros, aos quais se juntam 500 mil em equipamentos.

Trata-se de um dos projetos considerados “prioritários para a cidade” pelo executivo.

Continuar a ler

Braga

Braga termina parceria dos relvados sintéticos e poupa 52 milhões

SGEB

em

52 milhões de euros de poupança, cerca de 3,5 por ano ao longo de 14 anos. A Câmara de Braga aprovou, hoje, em reunião extraordinária, com os votos a favor da maioria PSD/CDS e do PS e a abstenção da CDU, o processo de dissolução, seguida de internalização. da SGEB, a sociedade público-privada que gere os relvados sintéticos nas freguesias e outros equipamentos, desportivos e das juntas de freguesia. Ao todo, 44 estruturas.

Ricardo Rio salientou que a proposta só foi possível porque a Caixa Geral de Depósitos aceitou emprestar 40 milhões de euros à Câmara Municipal para fazer face aos compromissos bancários derivados da dissolução da SGEB-Sociedade Gestora de Equipamentos de Braga, uma PPP (Parceria Público-Privada) criada em 2009 pela anterior gestão socialista.

A proposta de dissolução da empresa vai ser apresentada, na próxima reunião da Assembleia Municipal. Seguirá, depois, para o Tribunal de Contas que terá o veredicto final.

Rio salientou que o empréstimo será feito por 20 anos, com uma taxa de juro baixa («spread» de 1,75 por cento), o que permitirá, naquele período, uma poupança de 52 milhões de euros. Atualmente, a Câmara vem pagando 6,5 milhões por ano à SGEB.

O autarca sublinhou, que após a aprovação pelo Tribunal de Contas, dar-se-á início à constituição de um Tribunal Arbitral que decidirá qual o valor da indemnização a pagar aos dois parceiros privados, as construtoras ABB (Alexandre Barbosa Borges) – gerida por Gaspar Borges – e Europa- Arlindo, de Domingos Correia.

Na ocasião, Artur Feio, do PS considerou a decisão “um ato de boa gestão”, sublinhando que os socialistas fariam o mesmo se fossem poder.

Já o comunista Carlos Almeida manifestou a sua concordância com o fim da PPP, dizendo que a CDU sempre foi contra, mas justificou a abstenção com o facto de não se saber exatamente qual a poupança final, já que falta negociar com os privados, a ABB e o grupo Arlindo.

A este propósito, quer Ricardo Rio quer Rui Morais, administrador-delegado da SGEB em nome da Câmara, disseram que o cálculo do valor da indemnização aos privados ronda 1,6 milhões. Mas as duas firmas, que detêm 51 por cento do capital, têm ainda direito a reaver os 10 milhões que meteram na SGEB a título de suprimentos (8 milhões a ABB e 2 a Arlindo) e de que estão a receber um juro anual de 7,8 por cento.

Os dois privados já anunciaram que vão recorrer ao Tribunal Arbitral pedindo o pagamento de lucros cessantes, derivados, essencialmente do facto de Ricardo Rio ter «cortado» em 2013 os investimentos em curso, já que faltava executar obras de 30 milhões dos 65 previstos no contrato. Rio não assumiu mais obras dadas as condições “ruinosas” em que haviam sido negociadas pelo anterior Executivo do socialista Mesquita Machado.

Continuar a ler

Braga

Fotografias mostram a beleza do Gerês coberto de neve

Depressão Dora

em

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

O Gerês está ‘pintado’ de branco esta sexta-feira devido à neve que cai desde o início da manhã. Estas fotografias cedidas a O MINHO por Paulo Lourenço foram tiradas esta manhã na Mata da Albergaria no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

Foto cedida a O MINHO por Paulo Lourenço

As fotografias foram tiradas pouco antes de a estrada entre a vila e o cruzamento do Campo de Gerês ter sido cortada, como anunciou a Câmara de Terras de Bouro.

Os distritos de Braga e Viana do Castelo estão sob aviso laranja até sábado devido à Depressão Dora, que traz vento forte, precipitação, neve e descida da temperatura.

Nevão corta estrada no Gerês

Em comunicado, o IPMA precisa que a depressão Dora, que está associada a uma superfície fria, vai fazer-se sentir e atravessar todo o território durante o dia de sexta-feira.

Continuar a ler

Populares