Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Câmara lamenta morte de bilionário que instalou várias empresas do setor eólico em Viana

Aloys Wobben morreu ontem aos 69 anos

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Viana do Castelo vai propor hoje, em reunião de executivo, um voto de pesar pelo falecimento, ontem, de Aloys Wobben, presidente e fundador da multinacional do sector eólico Enercon, com várias empresas instaladas em Viana do Castelo e também cidadão de honra do concelho.

Em comunicado, a autarquia refere que o empresário e engenheiro, pioneiro no sector eólico, foi um dos responsáveis pelo forte impulso dado em Portugal nesta área, instalando em Viana do Castelo cinco empresas em duas zonas empresariais. Da Enercon saem, desde 2006, geradores para produção de energia em todo o mundo, transformando Viana do Castelo num dos principais exportadores.

Foi por essa razão que, em 2014, a Câmara de Viana do Castelo lhe atribuiu o título de Cidadão de Honra de Viana do Castelo, no âmbito das comemorações do 166.º aniversário de elevação de Viana do Castelo a cidade.

Nascido na Alemanha, Aloys Wobben, 69 anos, fundou a Enercon em 1984. A empresa tem, segundo a revista Forbes, uma receita de quatro biliões de dólares anuais. É um dos maiores produtores do mundo de turbinas, sendo mesmo o segundo maior na Europa.

Com uma fortuna avaliada em 7,1 biliões de dólares, Wobben constava em 384.º lugar da lista de bilionários da Forbes deste ano.

“Pela importância para a economia e pela história de relação de Aloys Wobben a Viana do Castelo, a Câmara Municipal de Viana do Castelo aprova um voto de pesar em reunião de Câmara, a endereçar à família e aos responsáveis da empresa”, refere o documento.

Populares