Seguir o O MINHO

Braga

Braga vai ter trotinetes eléctricas para alugar e mais bicicletários

Mobilidade

em

Foto: Divulgação

A câmara de Braga vai criar 90 lugares de parqueamento para trotinetes e bicicletas para tornar a cidade “mais humanizada, menos poluente e mais inclusiva”, priorizando os meios de mobilidade suaves, anunciou hoje a autarquia.


Em comunicado enviado à Lusa, a Câmara Municipal de Braga explica anuncia que a partir deste mês de agosto vai ser possível alugar trotinetes elétricas e que daqueles 90 lugares cerca de 25 destes “já são visíveis” em toda a cidade.

“Assiste-se ao surgimento e reaproveitamento de outras formas de transporte menos tradicionais, inovadoras e limpas, que dão respostas seguras, práticas e confortáveis à necessidade de deslocação dentro da cidade”, refere no texto o vereador com a o Pelouro da Gestão do Espaço Público, João Rodrigues.

Segundo explica a autarquia, “a decisão foi alvo de um estudo aprofundado “tendo em conta a realidade de outras cidades que já adotaram esta medida.

“Podíamos ter permitido a instalação deste serviço há mais tempo, como aconteceu noutros municípios, mas temos uma forma de trabalhar diferente: preferimos precaver-nos, aprendendo com alguns dos problemas constatados noutras cidades e, no caso de Braga, foi o município a ditar as regras”, explica João Rodrigues.

João Rodrigues refere ainda que está a ser desenvolvido “um plano estruturado” para melhorar a mobilidade em Braga que abrange todas a áreas.

“Estamos todos, no Executivo, a repensar a cidade de forma estratégica e estruturada. (…) Parámos, articulámos com técnicos e especialistas e criámos um plano estruturado, pragmático e viável para as características que a Cidade apresenta, favorecendo o uso de modos suaves de circulação. Por isso, não nos limitámos a colocar trotinetes na rua”, aponta o vereador.

Os lugares “a converter” têm, através de sinalização vertical, a proibição de serem utilizados por automóveis, sendo a totalidade da sua área é pintada em cor bordeaux, para que se associem facilmente à cor que será utilizada genericamente em pistas clicáveis e, sobre os mesmos, são pintados pictogramas indicativos da função a que se destinam.

Nestes lugares serão também instalados bicicletários para facilitar o estacionamento das bicicletas.

“Os primeiros veículos deverão entrar em circulação já em meados de agosto através de um operador com serviço de partilha destes veículos (…). Optámos por enquadrar estes lugares em locais estratégicos, como as proximidades de escolas, na zona mais central, junto a locais de concentração de atividades económicas e nos pontos de entrada do anel central da cidade”, assinala.

O vereador refere ainda que o conceito da ‘Red Zone’, zona de circulação vedada, explicando que conforme a realidade da cidade, foram criadas zonas em que a circulação deve ser limitada e vedada, existindo a obrigação de redução da velocidade máxima da trotinete nas proximidades desses locais e o bloqueio das rodas no interior das áreas assinaladas como de circulação proibida”.

Esta definição será ajustável ao longo do período de permanência do serviço, podendo ser alterada de acordo com o conhecimento mais aprofundado das mais-valias ou inconvenientes que os veículos possam introduzir no sistema de mobilidade da Cidade.

“As vantagens do uso das trotinetes elétricas são óbvias e apresentam um grande potencial positivo nas cidades. Com uma forma de transporte eficiente, um custo energético baixo, ocupando pouco espaço e através dos sistemas automatizados, é possível adequar a sua circulação à melhor convivência com o peão e não necessitam de grande investimento em adaptação ou em novas infraestruturas”, conclui João Rodrigues.

Anúncio

Braga

CDS de Braga apoia António Cunha para a CCDR-N. Bloco está contra e pede regionalização

Política

em

João Medeiros (CDS) e Alexandra Vieira (BE). Foto: Municipio de Braga

O CDS/PP de Braga produziu, ontem, na Assembleia Municipal, uma declaração política de apoio à candidatura do antigo reitor da Universidade do Minho, António Cunha, à presidência da CCDR-N, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte.

O deputado municipal João Medeiros enalteceu as qualidades pessoais, de honradez, e de gestão do universitário bracarense, lembrando o bom papel que desempenhou enquanto Reitor e, posteriormente, na Escola de Engenharia, quer na docência quer em projetos de ligação ao mundo empresarial.

Antes da declaração, o Bloco de Esquerda, havia apresentado uma Moção Contra o processo de eleição indireta dos presidentes das CCDR e pela instituição efetiva de regiões administrativas. Moção chumbada com os votos da maioria PSD/CDS/PPM e do PS.

Os bloquistas dizem que “a eleição de um presidente da CCDR para os próximos cinco anos quando estamos a um ano de novas eleições autárquicas, enfraquece a legitimidade do processo e está a transformar-se numa espécie de oligopólio eleitoral, com PS e PSD a distribuirem entre si cargos de presidente nas várias CCDR’s, num processo que de democrático tem muito pouco. Fica, isso sim, evidente a intenção de manter o bloqueio à Regionalização consagrada na Constituição desde 1976”.

O BE pedia, por isso, que os deputados municipais manifestassem a sua discordância quanto ao processo e insistissem junto dos órgãos da República para que se avance, o mais rápido possível, com a instituição de Regiões Administrativas.

Eleição no dia 13

Na sessão, a presidente da Assembleia Hortense Santos disse que a votação para eleição de António Cunha – o único candidato – decorre no edifício da Câmara, entre as 16 e as 20 horas. Votam o presidente do Município, os vereadores – com e sem pelouro – os deputados municipais, e os presidentes de Juntas ou de Uniões de Freguesia.

Recorde-se que, e conforme O MINHO noticiou, Ricardo Rio já manifestou publicamente o seu apoio a António Cunha, enquanto que o líder do PS local, Artur Feio, disse que o assunto será debatido em reunião da secção.

A CDU, disse o vereador Carlos Almeida, votará contra, por discordar do método adotado e também querer a Regionalização, seguindo a orientação nacional do PCP.

Continuar a ler

Braga

Casal ferido após colisão entre mota e carro em Braga

Maximinos

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Um casal sofreu ferimentos na sequência de uma colisão entre a mota em que seguiam e uma viatura ligeira, ao início da noite deste sábado, em Braga.

Ao que apuro O MINHO, o acidente ocorreu na rotunda onde começa a Rua Cidade do Porto, em Maximinos, cerca das 21:00 horas.

As duas vítimas, que seguiam na mota, foram imobilizadas e transportadas para o Hospital de Braga, para fazerem exames de despiste de possíveis fraturas e lesões na coluna.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Serão marido e mulher e foram transportados pelos Bombeiros Sapadores de Braga, que mobilizaram quatro operacionais e duas ambulâncias.

Foram para o Hospital de Braga com apoio da equipa médica da VMER local.

A PSP está a fazer as peritagens.

Continuar a ler

Braga

Concelho de Braga com 235 casos ativos de covid-19. Há 338 pessoas em isolamento

Dados locais

em

Foto: DR

O concelho de Braga regista 235 casos de infeção ativa pelo novo coronavírus.

Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, foram atualizados às 17:30 de sexta-feira.

O concelho regista 1.433 casos de recuperações do SARS CoV-2 desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são já 1.742 casos de pessoas infetadas com a doença.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde é de 338.

Continuar a ler

Populares