Braga é a 3.ª cidade com mais qualidade de vida e Viana a 4.ª, diz estudo da DECO

Entre as 12 capitais de distrito com mais população

Braga é a terceira cidade – entre as 12 capitais de distrito com mais população – com mais qualidade de vida, logo seguida na quarta posição por Viana do Castelo, segundo um estudo da DECO – Defesa do Consumir, no qual foram inquiridas 3.500 pessoas.

As cidade de Viseu e Leiria ocupam as duas primeira posições do estudo, que teve em conta dez vertentes, como o custo de vida, segurança e criminalidade, limpeza e gestão de resíduos ou mercado de habitação.

Numa escala de 1 a 10 de satisfação dos habitantes, Viseu tem 7,4, Leiria 7,1, Braga também 7,1 e Viana do Castelo, 7,0. Porto, Lisboa e Évora ocupam as posições mais baixas: 6,5, 6,2 e 6,0, respetivamente.

Braga lidera nas vertentes da educação (7,5), serviços de saúde (7,0) e emprego e mercado de trabalho (6,4). Fica em segundo lugar na cultura, desporto e lazer (7,1) e mercado de habitação (5,6). É terceira em custo de vida (6,6), quarta em limpeza e gestão de resíduos (6,8) e sexta em mobilidade (6,4).

O estudo da DECO sublinha que mais de um terço dos inquiridos de Braga consideram que a segurança diminuiu com a pandemia.

Na vertente de segurança e criminalidade, a líder é Viana do Castelo (7,8), que fica em terceiro nas categorias de Educação (7,4), meio ambiente e poluição (7,1) e mobilidade (6,7).

Como foi feito o estudo

Para avaliar o grau de satisfação dos portugueses com vários aspetos da cidade onde vivem, a DECO enviou, em outubro e novembro de 2020, um questionário online aos subscritores das revistas e a uma amostra proporcional da população adulta residente nas cidades selecionadas.

O inquérito foi realizado aos habitantes das 12 capitais de distrito com mais população: Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Porto, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu.

No total, os resultados são baseados em 3487 respostas válidas, que espelham as opiniões e as experiências dos inquiridos.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Índice de transmissibilidade sobe para 0,93

Próximo Artigo

Norte sem mortes por covid há dois dias consecutivos

Artigos Relacionados
x