Seguir o O MINHO

Braga

Braga: Bosch cria curso técnico e atribui bolsa de três mil euros por ano

Em conjunto com o IPCA, em Barcelos

em

Foto: DR / Arquivo

A Bosch de Braga e o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos, acabam de lançar um Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) em Industrialização e Fabrico Inteligente, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a empresa explica que o curso é direcionado a estudantes que demonstram interesse em se especializar numa área técnica e que tenham escolaridade mínima 12.º ano na área tecnológica (ciências).

Na edição de arranque deste curso, os alunos serão colaboradores da Bosch e alunos candidatos externos. Aos estudantes externos a Bosch oferece uma bolsa de estágio no valor de três mil euros por ano letivo.

As candidaturas já estão abertas e decorrem até ao dia 19 de agosto.

O início do curso terá início o próximo mês de outubro.

“Sob o mote ‘ENJOY. DEVELOP. LEARN’, este é um curso de ‘upskilling’ e ‘reskilling’ de desenvolvimento profissional para quem quer aprender novas competências nas áreas de Tecnologia Industrial, cujo programa se distingue por integrar uma forte componente prática – cada semana combina dois dias de aulas no IPCA com três dias de estágio a realizar nas instalações da Bosch em Braga. Os processos de aprendizagem irão decorrer em colaboração com equipas técnicas locais, sendo que as atividades de estágio estão pensadas de modo a serem compatíveis com as necessidades tecnológicas da empresa”, refere o comunicado.

Este Curso TeSP em Industrialização e Fabrico Inteligente organizado pela Bosch e pela Escola Técnica Superior Profissional do IPCA tem a duração de dois anos e dá a garantia de um diploma nível 5, assim como creditações em cadeiras de Licenciatura.

Com um plano curricular que inclui cadeiras como matemática, ciências informáticas, eletricidade, energia, eletrónica, automação, robótica, entre outras, esta formação especializada pretende dotar os estudantes de competências e conhecimentos em áreas e atividades como: engenharia de equipamentos, manutenção preventiva, calibração das máquina, manutenção corretiva (suporte na parte mecânica, instalação de software, eletrónica, automação), monitorização em tempo real de parâmetros de processo e máquina, desenvolvimento de soluções para a melhoria de eficiência energética, entre outros.

Os interessados podem candidatar-se aqui.

EM FOCO

Populares