Seguir o O MINHO

Braga

Apesar da pandemia, consultas em Vila Verde aumentaram 8% em relação a 2019

Saúde

em

Foto: Divulgação / CM Vila Verde (Arquivo)

As consultas de Medicina Geral e Familiar nos centros de saúde de Vila Verde aumentaram em cerca de 8% relativamente ao mesmo período de 2019, anunciou o ACES Gerês/Cabreira. No total, foram realizadas 28.847 consultas nos diferentes centros de saúde daquele concelho nos meses de junho e julho.


Na totalidade do agrupamento de centros de saúde, que abrange ainda os concelhos de Amares, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho e Terras de Bouro, as consultas aumentaram 5% durante igual período, relativamente a 2019.

Segundo a mesma fonte, foram feitas 60.354 consultas médicas (presenciais e teleconsulta) o que traduz um aumento em termos absolutos de cerca de 2.800 consultas em relação ao período homólogo.

Nuno Oliveira, diretor executivo do ACES Cávado II (Gerês/Cabreira), refere que “no contexto atual, a evolução do número de consultas realizadas representa um importante passo na recuperação de consultas no âmbito da retoma da atividade assistencial das Unidades de Saúde”.

“Estes resultados só foram possíveis de alcançar devido ao esforço enorme de todos os profissionais de saúde deste Agrupamento de Centros de Saúde”, reforça o responsável em nota enviada ao nosso jornal.

Nuno Oliveira destaca os profissionais, médicos, enfermeiros e secretários clínicos por conseguirem conciliar o “seguimento e acompanhamento” dos doentes com covid-19, garantindo o funcionamento da área dedicada ao Covid-19 todos os dias, entre as 08:00 e as 20:00.

“Foram capazes de produzir mais consultas e alcançar um aumento significativo da atividade assistencial”, contextualiza.

“Também os nossos utentes tem-se mostrado colaborantes nesta fase em que, por um lado, o acesso aos cuidados de saúde tem regras de segurança que causam constrangimentos à prestação de cuidados e por outro, as dificuldades em contactar as Unidades de Saúde aumentam devido ao aumento das teleconsultas”, finalizou o responsável.

O agrupamento de centros de saúde (ACES) Cávado II Gerês/Cabreira inclui os centros de Vila Verde, Amares, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Póvoa de Lanhoso.

Anúncio

Braga

Mulher atingida a tiro de caçadeira pelo marido em Braga

Violência doméstica

em

Foto: Ilustrativa / DR

Uma mulher de 47 anos foi baleada pelo marido ao final da manhã desta segunda-feira, no Bairro de Santa Tecla, Braga. A vítima foi atingida numa perna e foi transportada para o Hospital de Braga em estado, apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros.

O alerta foi dado às 12:14.

O tiro de caçadeira terá sido efetuado de muito perto, daí a gravidade dos ferimentos. A vítima estava consciente.

O suspeito é um ex-recluso, com cerca de 50 anos, que teria saído há alguns meses da prisão. Encontra-se em fuga.

No local ficaram os invólucros e a caçadeira.

Os Bombeiros Voluntários de Braga mobilizaram para o local dois operacionais e uma viatura.

A VMER de Braga também esteve no local.

A PSP já esteve no local a fazer diligências, mas por se tratar de um crime com arma de fogo a investigação será agora entregue à Polícia Judiciária.

Continuar a ler

Braga

Vieira do Minho vai testar emigrantes que regressem para o Natal

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Vieira do Minho vai testar os emigrantes que regressem na época de Natal.

Em comunicado, a autarquia refere que, “considerando o atual estado pandémico, provocado pela covid-19, o Município de Vieira do Minho quer proporcionar aos Vieirenses e aos nossos emigrantes um Natal mais seguro”.

Nesse sentido, o Município vai “oferecer a possibilidade de testar gratuitamente, com testes de antigénio /zaragatoa, todos os emigrantes que o solicitem no dia da sua chegada à nossa comunidade”.

Os interessados devem contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil através dos seguintes números 968 922 852, 253 649 250.

Continuar a ler

Braga

GNR identifica suspeito de envenenar gatos em Póvoa de Lanhoso

Pelo menos um animal morreu

em

Foto: Ilustrativa / GNR

Um homem de 50 anos foi identificado por maus-tratos a animais de companhia, em Póvoa de Lanhoso, na passada sexta-feira, anunciou a GNR. É suspeito de ter envenenado gatos. Ao que O MINHO, pelo menos um gato morreu.

Em comunicado, o Comando Territorial de Braga refere que “os militares foram chamados para uma situação de possível envenenamento de gatos pela proprietária de um dos animais”.

Quando chegaram ao local, os operacionais da GNR “encontraram nas proximidades um bebedouro com um líquido com odor a produto químico”.

“Após diligências policiais, foi identificado o suspeito como possível autor dos maus-tratos a animais”, acrescenta o comunicado.

O homem foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

Continuar a ler

Populares