Seguir o O MINHO

Região

Alerta amarelo devido agitação marítima

IPMA

em

Foto: DR/Arquivo

Sete distritos do litoral do país, incluindo Viana do Castelo e Braga, no Minho, estão a partir de segunda-feira sob aviso amarelo devido a agitação marítima, com ondas que podem atingir os 3,5 metros, revelou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O aviso meteorológico estará em vigor nos dois distritos, e ainda em Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro e Porto, entre as 21:00 de segunda-feira e as 18:00 de terça-feira.

Segundo o IPMA, do Porto a Viana do Castelo são esperadas ondas entre os dois e os 3,5 metros, e nos restantes distritos, na costa marítima, a previsão é de ondas entre 1,5 e 2,5 metros.

Em todos os distritos abrangidos por aquele aviso são esperados ainda aguaceiros fortes.

Anúncio

Viana do Castelo

Mephisto coloca 500 trabalhadores em ‘lay-off’ em fábrica de Viana do Castelo

Covid-19

em

Foto: DR

A Mephisto, empresa francesa de calçado instalada há 34 anos em Viana do Castelo, vai colocar os cerca de 500 trabalhadores em regime de ‘lay-off’, por falta de matéria-prima devido à pandemia da covid-19, disse hoje fonte autárquica.

A mesma fonte da autarquia de Viana do Castelo adiantou que “os trabalhadores vão para ‘lay-off’ a partir de quarta-feira e durante um mês, estimando-se o retomar da laboração em maio”.

A fonte disse que a “empresa está a sentir dificuldade no fornecimento da matéria-prima, oriunda de França, Itália e Índia, países também muito afetados pelo surto do novo coronavírus”.

A agência Lusa contactou a administração da empresa, instalada desde 1986 na segunda fase da zona industrial de Neiva, em Viana do Castelo, mas sem sucesso.

O ‘lay-off’ simplificado (que permite a redução temporária do período normal de trabalho ou a suspensão de contrato de trabalho) entrou em vigor na sexta-feira e é uma das medidas excecionais aprovadas pelo Governo para manutenção dos postos de trabalho no âmbito da crise causada pela pandemia de covid-19.

As empresas que aderirem podem suspender o contrato de trabalho ou reduzir o horário dos trabalhadores que, por sua vez, têm direito a receber dois terços da remuneração normal ilíquida, sendo 70% suportada pela Segurança Social e 30% pela empresa.

Em 2016, em nota então enviada à imprensa, a Câmara de Viana do Castelo informou ter celebrado um contrato de investimento com a Mephisto Portugal na fábrica instalada no concelho.

O investimento então anunciado, no montante de seis milhões de euros, previa a criação de uma nova unidade de produção industrial com mais de 3.000 metros quadrados de área de implantação e cerca de 50 novos postos de trabalho.

Na altura, a nota referia que a empresa francesa já empregava 450 trabalhadores.

Criada em 1965, “a empresa tem como principais mercados a Áustria, a Suíça, a Alemanha e o Benelux, para onde exporta roupa em pele, calçado de mulher e de homem e artigos de marroquinaria diversos”.

Possui “mais de trezentas lojas espalhadas por mais de cinquenta países e está classificado entre o “top ten” nacional do setor da indústria do calçado”.

Em maio de 2017, Martin Michaeli, o empresário alemão proprietário da Mephisto, recebeu da Câmara de Viana do Castelo a distinção de Cidadão de Honra, título com que tinha sido agraciado no dia da cidade que se assinala a 20 de janeiro.

Continuar a ler

Braga

Projeto Quietinho Em Casa ajuda comerciantes locais de Braga

Covid-19

em

Foto: Divulgação

No âmbito da pandemia Covid-19, o projeto Quietinho em Casa, que reúne, numa única plataforma, serviços online com entrega ao domicílio, quer ajudar os pequenos comerciantes a manterem os seus negócios operacionais, foi hoje anunciado.

O distrito de Braga é o escolhido para o piloto e, a partir de agora, os utilizadores poderão encontrar na plataforma uma secção destinada à divulgação dos pequenos negócios da região.

Numa altura em que o novo Coronavírus compromete a economia, nomeadamente o pequeno comércio, o projeto Quietinho Em Casa decidiu incluir na sua plataforma novos separadores, destinados a todos os distritos do país, por forma a divulgar os pequenos negócios de cada um.

Ainda numa fase piloto, a plataforma começa por ajudar os pequenos comerciantes de Braga, sendo já possível aceder no site às várias opções disponíveis na região. Na grande maioria destes negócios, a compra não é feita online, mas sim através de um contacto eletrónico, para o qual o utilizador deve enviar um e-mail a comunicar a encomenda que pretende para que os comerciantes possam posteriormente assegurar as entregas.

Segundo Bárbara Campelo, responsável pela comunicação do projeto Quietinho Em Casa, “o objetivo sempre foi atenuar ao máximo, dentro das nossas capacidades, os efeitos da pandemia, e, perante o sucesso da plataforma em tão pouco tempo, não quisemos esquecer o comércio local que se encontra em risco. Foi no sentido de ajudar e contribuir para a sobrevivência dos pequenos comerciantes que optámos por atualizar a nossa plataforma e destacar, por distrito, todos os pequenos negócios que precisam de ajuda. Para já, ainda só temos disponíveis negócios na região de Braga, mas o objetivo é que rapidamente tenhamos incluído todos os distritos do país”.

Para assegurar a credibilidade e confiança nos negócios que divulga, o projeto garante agora uma maior validação aquando da escolha para os incluir na plataforma. O processo de escolha e seleção será ainda mais criteriosa para evitar situações de fraude e burla, que podem ocorrer num momento em que estes serviços estão a tornar-se cada vez mais parte do dia-a-dia de todas as pessoas.

Para os pequenos comerciantes que pretendam divulgar os seus negócios e que não estejam ainda listados na plataforma, basta completar um formulário disponível no site (https://www.quietinhoemcasa.pt/) ou enviar um e-mail para [email protected]

Continuar a ler

Região

Já neva nas serras de Fafe (e aqui ao lado em Montalegre)

Estado do tempo

em

Foto: Meteo Trás-os-Montes

Fafe e Montalegre acordaram hoje com queda de neve, que está está a deixar as duas cidades pintadas de branco. O cenário repete-se noutras localidades de Trás-Os-Montes, como Vila Real e Vila Pouca de Aguiar.

Os distritos de Castelo Branco e Guarda estão, inclusivamente, sob aviso amarelo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, devido à queda de neve.

Na Serra da Estrela, a queda de neve já levou ao corte das estradas de acesso ao maciço central,

Massa de ar (muito) gelado traz chuva, vento e neve nos próximos dias

Os distritos de Évora, Setúbal, Beja e Portalegre estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e os de Castelo Branco e Guarda por causa da queda de neve, segundo o IPMA.

Continuar a ler

Populares