Seguir o O MINHO

Braga

500 testes negativos deixam Braga a dançar ao som de Abrunhosa

Desconfinamento

em

Foto: Divulgação / CM Braga

Mais de um ano depois, voltou-se a dançar num concerto ao vivo. A primeira experiência de um concerto em pé, depois do início da pandemia, realizou-se esta sexta-feira à noite, na cidade de Braga, com um concerto de Pedro Abrunhosa. De cerca de 500 testes realizados (400 a público e 100 a artistas e staff), todos deram negativo, confirmou O MINHO junto do presidente da Câmara, Ricardo Rio.

Este foi um dos eventos-piloto realizados antes do desconfinamento e reabertura de atividade, este domingo. O próximo teste ocorre em Coimbra e terá 1.000 pessoas na assistência.

Com os espetáculos esgotados e equipas, artistas e público testados, foram cerca de 1.000 os testes de despiste feitos pela Cruz Vermelha Portuguesa em dois dias no Altice Forum Braga, no âmbito dos espetáculos piloto promovidos pela Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE), em parceria com o Município de Braga, InvestBraga e Cruz Vermelha Portuguesa.

Sem nenhum caso de covid-19 registado, Ricardo Rio, que é também presidente da InvestBraga, destaca que estes concertos “foram um bom ensaio para o futuro do setor, em particular no que diz respeito à área dos congressos, das feiras, dos espetáculos e dos eventos, abrindo um conjunto de possibilidades para a atividade”.

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Já Álvaro Covões, dirigente da APEFE, sublinhou, em declarações à imprensa, “a importância da sociedade civil no desenvolvimento destes eventos, tendo contado com o contributo de empresas, artistas e autarquias locais”. O dirigente da APEFE sublinhou ainda que “do trabalho desenvolvido nestes dois concertos sairá um relatório para que a Direção Geral de Saúde (DGS) possa viabilizar a existência de espetáculos de esta e de outras dimensões, tão importantes para os profissionais que trabalham na área da cultura”.

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Foto: Divulgação / CM Braga

Os dois eventos culturais foram aprovados “na sequência do trabalho desenvolvido nos últimos meses entre os ministérios da Cultura e da Saúde com as entidades representativas do setor cultural, em articulação com a DGS”.

Notícia atualizada às 17h50 com mais informação.

Populares