Seguir o O MINHO

Vila Verde

Vereador engana-se em crítica à oposição em Vila Verde

Patrício Araújo acusou José Morais de ter votado algo que, na realidade, não votou

em

Foto: Gentilmente cedida por Semanário V

O Vereador do Ambiente da Câmara de Vila Verde (PSD) insurgiu-se, esta terça-feira, contra as críticas da oposição em relação ao abate de árvores na Vila de Prado, naquele concelho, que, supostamente, também teria votado favoravelmente.

Na sequência da tomada do Vereador do Partido Socialista, Patrício Araújo afirmou não entender as críticas de José Morais, já que, dizia, o mesmo “votou favoravelmente o projeto para aquela zona”.

Abate de árvores gera polémica em Vila Verde: “Triste cenário”

Contudo, segundo o próprio veio a esclarecer mais tarde a O MINHO, ao contrário do que tinha dito “este projeto não tinha sido nem apreciado nem votado na reunião de câmara. O que os Vereadores do PS pediram foi, apenas, para consultar o processo”.

Portanto, “não houve nenhuma votação sobre esta matéria”, esclareceu, acrescentando que, contudo, “o projeto de requalificação da Vila de Prado já previa esta intervenção no Largo Antunes Lima e esse era do conhecimento dos senhores vereadores do PS”.

José Morais tinha, através de comunicado, denunciado o “triste cenário” do abate de “várias árvores de grande porte no Largo Antunes Lima”.

“Nenhum projeto de cimento e pedra pode justificar este abate”, acrescentou o Vereador da oposição sugerindo que “uma decisão deste tipo deveria ter sido colocada à consideração da população e discutida em reunião de Assembleia de Freguesia e em reunião de Câmara, o que não aconteceu”.

O vereador do Ambiente ressalva, ainda, que “não percebe o porquê de tanto alarmismo”, e confirma que não foi contactado “por nenhuma entidade oficial ligada à proteção do ambiente por causa do corte de árvores”.

Populares