Seguir o O MINHO

Guimarães

Único WC para deficientes no centro de Guimarães avariado há mais de uma semana

Câmara diz que a situação “já foi detetada” e “será reparada”

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

A única casa de banho adaptada para o uso por pessoas com deficiência, na zona central da cidade de Guimarães, na rua de Camões, está avariada há mais de uma semana.

A Câmara Municipal de Guimarães, contactada pelo O MINHO, faz saber que, “a avaria foi detetada e já está a ser reparada para resolução definitiva.” Segundo a informação do Município, “prevê-se que rapidamente esteja a funcionar”.

No perímetro compreendido pelo Centro Histórico de Guimarães não há nenhuma casa de banho pública adaptada para pessoas com deficiência, o que faz desta casa de banho a mais próxima da zona central e, portanto, muito importante. Além destas, as casas de banho adaptadas mais próximas, seriam nos espaços da Feira Municipal e, um pouco mais adiante, no Mercado Municipal.

Ao todo a Câmara Municipal tem a seu cargo dez casas de banho públicas, na zona urbana: rua de Camões; Mercado Municipal; alameda de São Dâmaso; jardim do Carmo/Paços dos Duques; Central de Camionagem; Feira Municipal; parque da Cidade; parque da Cidade Desportiva; hortas Municipais (Creixomil); praça São Tiago; parque do Inatel (junto ao Estádio). Destas, estão adaptadas ao uso por pessoas com deficiência, sete: rua de Camões; Mercado Municipal; Feira Municipal; parque da Cidade; Central de Camionagem; parque da Cidade Desportiva; hortas Municipais.

Existirão, é certo, no centro de Guimarães, algumas instituições com casas de banho adaptadas para deficientes, como por exemplo a Biblioteca Raul Brandão. Mas, do ponto de vista de alguém que não tem um conhecimento profundo da cidade, ou que não se sente confortável em pedir por favor, e se encontra na Praça de São Tiago, a alternativa será percorrer os 750 metros até ao recinto da Feira Municipal.

Sara Coutinho, uma vimaranense que se desloca em cadeira de rodas, em entrevista recente a O MINHO, lembra que não se trata apenas de uma questão de distância, é preciso vencer os declives. Se usar a casa de banho da rua de Camões já pode ser problemático, por se tratar de uma rua muito inclinada, descer até ao recinto da Feira Municipal e voltar para o centro da cidade é uma tarefa impossível para uma pessoa em cadeira de rodas.

Populares