Seguir o O MINHO

Futebol

“Tínhamos obrigação de fazer um pouco mais”

João Pedro Sousa

em

Foto: DR / Arquivo

Declarações dos treinadores após o jogo Belenenses SAD-Famalicão (0-0), da 24.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, realizado hoje no Estádio Nacional, em Oeiras:

João Pedro Sousa (treinador do Famalicão): “Foi um jogo competitivo, mas não foi bem jogado. Duas equipas que se equilibraram em todos os parâmetros do jogo e nenhuma conseguiu desequilibrar a outra. O jogo foi equilibrado em todos os momentos. A nossa ideia não era essa, não era equilibrar. O nosso objetivo era vencer. Penso que o empate é justo, mas não ficámos contentes com este resultado.

Jogámos com uma equipa que é difícil de desequilibrar, nós sabíamos disso. O campo prejudicou-nos um pouco, mas não é desculpa. Só criando velocidade é que conseguimos desequilibrar o adversário.

O Belenenses é uma equipa muito bem equilibrada, com boa pressão inicial. Quando conseguimos encostar o Belenenses ao seu terço defensivo, têm muita gente dentro da área e, através de cruzamentos, é muito difícil entrar.

O Belenenses foi ajustando e criando ainda mais pressão na segunda fase. A meio da segunda parte, faltou-nos alguma energia e frescura. A semana foi ligeiramente mais curta para nós, mas tínhamos obrigação de fazer um pouco mais para tentar ganhar o jogo”.

Petit (treinador do Belenenses SAD): “Tínhamos trabalhado para sermos mais agressivos na primeira fase de construção do Famalicão. Foi um jogo dividido, com mais remates na zona exterior do Famalicão, mas sem criar perigo. Uma primeira parte dividida.

Corrigimos ao intervalo, trocámos o Show pelo Pina para dar mais intensidade, subimos mais as linhas, pressionámos mais alto e, a nível da circulação de trás, conseguimos circular melhor, conseguimos ter três ou quatro oportunidades. Pelo que fizemos na segunda parte, podíamos ter conquistado os três pontos.

É o terceiro jogo sem sofrer, vimos de quatro jogos sem perder. Queríamos os três pontos, não conseguimos, mas vamos trabalhar para os conseguir no próximo jogo.

Não mudámos muito as nossas ideias e dinâmicas. O Famalicão é uma equipa que joga com os dois extremos bem abertos e os médios interiores entrelinhas. Conseguimos anulá-los mais na segunda parte, mas nunca fugindo às nossas ideias. Trabalhámos em anular a posse de bola do Famalicão, uma equipa jovem, que jogam desinibidos e estão bem na tabela classificativa.

O mais importante é esta regularidade que temos dado à equipa. Estamos aqui há sete semanas, os jogadores aceitaram bem as ideias da equipa técnica, os resultados vão aparecendo e dão confiança. Os jogadores estão contentes com o que estão a fazer e os resultados ajudam muito. Estamos numa posição que não é a que queríamos, mas queremos crescer na tabela”.

Populares