Seguir o O MINHO

Região

Sismo de magnitude 4,6 sentido no Minho

Na escala de Richter.

em

Foto: DR/Arquivo

Um sismo de magnitude 4,6 na escala de Richter foi registado hoje de manhã a 130 quilómetros a Noroeste de Peniche, no distrito de Leiria, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), e foi sentido em vários pontos dos distritos de Braga e Viana do Castelo, no Minho.

De acordo com o IPMA, o sismo foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente às 07:12 e o epicentro localizou-se a 130 quilómetros a Noroeste de Peniche.

Foto: DR

De acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil, este abalo foi sentido no Norte do país, tendo a Autoridade já recebido alguns pedidos de informação.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

Galo de Barcelos vence prémio Cinco Estrelas Regiões

Escolha foi feita através de um inquérito nacional com nomeações diretas pela população

em

Foto: CM Barcelos

O Galo de Barcelos está entre os nove vencedores do distrito de Braga da 2.ª edição do Prémio Cinco Estrelas Regiões, destacando-se na categoria “Artesanato”.

Segundo nota municipal, “o Prémio Cinco Estrelas Regiões é um sistema de avaliação que distingue marcas, produtos e serviços de grande relevo regional, assim como os principais recursos patrimoniais que caracterizam e valorizam o país”.

Baseado no conceito e sistema de avaliação Cinco Estrelas, este prémio pretende “não só reconhecer empresas portuguesas que se diferenciam a nível regional”, como também “identificar o que de melhor existe em Portugal ao nível de recursos naturais, gastronomia e vinhos, arte e cultura, monumentos e património, aldeias, vilas de cidades e outros ícones de referência e interesse nacional”, refere a mesma nota.

As marcas, produtos e serviços regionais são apurados recorrendo “à metodologia dos Prémios Cinco Estrelas” que “mede o grau de satisfação global dos consumidores alvo, tendo em conta os principais critérios que influenciam a sua decisão de compra ou adesão”.

Através de um inquérito nacional, “com nomeações diretas pela população”, são também identificados os ícones regionais de referência nacional mais relevantes para os portugueses, ao nível de elementos culturais, recursos naturais, monumentos e património, aldeias/vilas e cidades, gastronomia e produtos naturais e típicos do nosso país.

Continuar a ler

Braga

Taxistas vão usar “roupa inteligente” made in Braga

Kit facultativo para taxistas faz parte do projeto Izzi Move, ‘app’ desenhada pela Antral para se modernizar e dar resposta a plataformas como a Uber

em

Foto: Facebook de Izzi Move

A Associação Nacional de Transporte Rodoviário em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) apresentou esta terça-feira, em Lisboa, uma aplicação (app) de mobilidade, em que os taxistas vão utilizar uma “roupa inteligente” produzida em Braga, pela empresa Latino, com sede no Parque Industrial de Adaúfe.

A app Izzi Move foi lançada para os taxistas concorrerem diretamente com plataformas como MyTaxi, Uber, Bolt ou Kapten, e vai ter âmbito nacional.

Além de utilidades como filtro de viaturas, locais de referência, diferentes meios de pagamento, estimativa de custo e tempo real, a aplicação sugere aos taxistas uma roupa facultativa, em que faz parte um fato, blusão, parka, camisa, colete, gravata e sapatos.

Foto: Divulgação

O kit, produzido pela Latino, de Braga, pode fornecer informações sobre a localização da pessoa e, por exemplo, o ritmo cardíaco, a temperatura exterior do corpo e até a transpiração.

Imagem: Google Maps

Fundada em 1986, a Latino Group é uma empresa têxtil portuguesa, originalmente especializada na produção de uniformes e equipamentos tácticos para as forças militarizadas, segundo se apresenta no seu site na Internet. Com a aquisição de conhecimentos técnicos avançados sobre a produção têxtil, a empresa, lê-se em latinogroup.net, depressa avançou para outras áreas como o vestuário técnico-profissional.

Continuar a ler

Região

Vila Galé pensa abrir novo hotel no Minho para tirar partido do crescimento do vinho verde

Grupo inaugurou nova unidade no Douro

em

Foto: Divulgação

Na sequência da inauguração do Vila Galé Vineyards, na centenária Quinta do Val Moreira, no coração do Douro (na imagem), o grupo hoteleiro estuda a possibilidade de ampliar os seus negócios no Minho.

Segundo o Jornal de Negócios, o grupo pretende tirar partido do potencial crescente do vinho verde, e pode replicar o modelo do hotel inaugurado no Douro, que terá produção do vinho típico daquela região.

O grupo criou a empresa X Vinus, em parceria com António Parente, dono da SP Televisão, a unidade de agroturismo com um investimento inicial de 8 milhões de euros para a primeira fase do Vila Galé Douro Vineyards, com sete quartos e adega. O projeto espera pelo licenciamento da segunda fase para a construção de mais 42 quartos e mais 5 milhões de euros de investimento.

Com mais de 30 unidades em Portugal e no Brasil, o grupo Vila Galé abriu o seu primeiro hotel no Minho no ano passado, em Braga, nas instalações do antigo hospital.

Continuar a ler

Populares