Seguir o O MINHO

Futebol

“Saímos daqui frustrados”

Derrota (2-0) no Bessa

em

Declarações após o jogo da nona jornada da I Liga de futebol entre Boavista e Sporting de Braga, disputado na quinta-feira no Estádio do Bessa, no Porto, e que terminou com a vitória dos ‘axadrezados’ por 2-0:

– Ricardo Sá Pinto (Treinador do Braga): “Fomos muito penalizados. A equipa merecia muito mais pelo que trabalhou, se esforçou e jogou. Podíamos ter tido melhor definição no último terço, o que não aconteceu por infelicidade, insatisfação e revolta.

A equipa sentia que estava a ser melhor, foi melhor o jogo todo, e que não estava a marcar, mas estava a criar. Saímos daqui frustrados e a felicidade não esteve do nosso lado.

Temos feito coisas muito boas, temos mais um jogo daqui a três dias [com o Famalicão], muito importante para nós, e temos de nos focar nele.

Estamos dentro do nosso objetivo e ainda faltam muitas jornadas. Isto é uma maratona e queremos chegar o mais rapidamente ao objetivo que fixamos para este ano. Temos trabalhado, mas temo sido muito penalizados e infelizes, como no resultado de hoje [quinta-feira].

Disse que a primeira volta ia ser complicada pela sequência de jogos que estamos a ter, para Liga Europa, Taça de Portugal Taça da Liga e I Liga, mas estamos orgulhosos e queremos ter esta dificuldade.

Não temos problemas nenhuns com isso, é bom sinal, é sinal de que estamos em quatro competições. Outros gostavam de estar e não estão”

– Neca (treinador adjunto do Boavista): “Entrámos bem no jogo e em consequência acabámos por chegar ao 1-0 numa jogada muito bem desenvolvida, em que terminamos de uma forma bonita também.

O golo deu-os uma vantagem grande e tentámos aproveitar para jogar no contragolpe, sem perder aquilo que é inquestionável na nossa equipa, que é uma forte organização coletiva, porque sabíamos que só assim era possível ganhar este jogo.

O jogo foi bem jogado na primeira parte e tivemos duas ou três possibilidades que não saíram como desejávamos para terminar os lances. O Sporting de Braga não criou grandes dificuldades à nossa defesa.

Na segunda parte, voltámos a entrar como na primeira, muito bem, com possibilidades de finalizar. Aí, o Braga, por mérito próprio, foi mais forte e teve mais bola, mas muitas vezes demos essa possibilidade ao Braga para termos mais espaço para o contra-ataque.

Fomos criando boas possibilidades de finalizar e acabámos como iniciámos, com mais um bonito golo que deu uma expressão mais consentânea com as boas possibilidades que tivemos”.

Populares