Seguir o O MINHO

Futebol

“Sabemos para onde queremos ir”

Abel Ferreira comentou vitória em Setúbal

em

Foto: Divulgação / SC Braga

Declarações após o jogo em que o SC Braga venceu o Vitória de Setúbal, 1-0, em partida da 26.ª jornada da I Liga de futebol, disputada no Estádio do Bonfim, em Setúbal:

Abel Ferreira (treinador do SC Braga): “Correu-nos bem. Por exemplo com o Belenenses perdemos em casa e criámos mais oportunidade que hoje. Futebol resume-se à eficácia. Só duas equipas fizeram dois golos neste estádio.

A última derrota que tinham tido tinha sido connosco o ano passado. O adversário ia dar a vida por este jogo. Colocámo-nos nessa posição. Foi um jogo difícil. Para haver uma boa dança é preciso haver um bom par. O Vitória não atravessa uma boa fase, daí a ansiedade.

O Vitória criou-nos perigos em cruzamentos para as costas e no jogo direto. Foi uma vitória difícil da equipa mais eficaz. Defendemos bem e vamos para o terceiro jogo a somar pontos. Vamos ver até ao final quantos adversário vão passar aqui.

[Chamada à seleção portuguesa de Dyego Sousa] É uma das formas que o selecionador teve de reconhecer o trabalho que estamos a fazer. Estamos a saber lidar com a pressão positiva de jogar para ganhar. O Dyego usufrui de forma individual, mas é um prémio justo para a nossa equipa. Lutamos jogo a jogo até ao final.

[Oito jogos até à final] O nosso processo está bem assimilado e definindo. Alterámos a forma de jogar hoje. O nosso foco é o lance seguinte de um jogo. Não controlamos o trabalho dos outros, mas o nosso processo. Para o resultado aparecer temos de nos focar nisso.

A sociedade está demasiado facilitada para o que queremos. O caminho tem pedras, buracos e escorregas que nos ajudam a descer mais rápido. Desde o primeiro dia temos sido coerentes. Não altero o discurso em função da tristeza ou entusiasmo. Sabemos para onde queremos ir.

[Lesão de Raul Silva] Não tenho mais informação. Saiu com um problema no joelho, é muito cedo”

Sandro Mendes (treinador do Vitória de Setúbal): “Na minha opinião foi o melhor jogo do Vitória desde a minha chegada. Não jogámos contra uma equipa qualquer. Trata-se de um adversário que se assumiu como candidato ao título e nós em nada fomos inferiores. Conseguimos jogar por dentro e por fora e quisemos ganhar. Por querem-no muito, os jogadores precipitaram-me às vezes por isso.

Faltou-nos fazer o golo para ganhar. Quem joga assim está mais perto de ganhar. Obrigámos o Sporting de Braga a queimar tempo e isso é algo que não há muitas que o consigam fazer. A primeira parte foi equilibrada e, na segunda, fizemos um golo, mas estava fora de jogo. Não conseguimos concretizar as várias oportunidades que tivemos.

[Arbitragem?] Desde que cheguei nunca falei de arbitragem. Não me cabe a mim comentar.

Não existem vitórias morais, mas, a jogar assim, estamos muito mais perto de ganhar do que perder.

[Como motivar equipa que não vence há 15 jornadas?] A motivação é intrínseca. Os jogadores têm família, querem melhores contratos e é a isso que nos tempos de agarrar. É aí que temos de ir buscar a motivação. Dependemos de nós.”

Anúncio

Futebol

FC Porto vence na Luz e impõe primeira derrota ao Benfica

Golos de Zé Luís e Marega

em

Foto: Twitter FC Porto

O FC Porto venceu este sábado o Benfica, por 2-0, e impôs a primeira derrota da época ao campeão nacional, em jogo da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Zé Luís, melhor marcador do campeonato, com quatro golos, fez o primeiro, aos 22 minutos, e Marega fixou o resultado, aos 86, confirmando a primeira derrota do treinador Bruno Lage no campeonato, depois de 20 vitórias e um empate desde que assumiu o comando da equipa na 16.ª jornada da época passada.

Os ‘dragões’, que arrancaram o campeonato com uma derrota no terreno do Gil Vicente (2-1) e golearam depois do Vitória de Setúbal (4-0), foram os primeiros a marcar ao Benfica, que goleou o Sporting na Supertaça (5-0) e bateu Paços de Ferreira (5-0) e Belenenses SAD (2-0) na Liga.

Continuar a ler

Futebol

Alex Pinto e Juan Villa regressam aos convocados do Gil Vicente

Jogo com o Braga

em

Foto: Gil Vicente FC

Os regressos do defesa Alex Pinto e do médio Juan Villa constituem as novidades nos convocados do Gil Vicente para a receção ao Sporting Clube (SC) de Braga, no domingo, da terceira jornada da I Liga de futebol.

Alex Pinto, habitual dono da lateral-direita do emblema barcelense, falhou a deslocação ao terreno do Moreirense na última jornada (derrota por 3-0) devido a uma amigdalite, enquanto o centrocampista colombiano ainda procura os primeiros minutos oficiais na temporada.

Os dois futebolistas substituem o defesa Kellyton e o avançado Erick, que não constam do boletim clínico dos minhotos, ao contrário dos médios Bogdan Mladenovic e Claude Gonçalves.

O Gil Vicente, 11.º colocado, com três pontos, recebe o Braga, na nona posição, com o mesmo número de pontos em seis possíveis, no domingo, a partir das 20:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

Lista dos 18 convocados:

– Guarda-redes: Wellington e Denis.

– Defesas: Alex Pinto, Rodrigo, Arthur, Vente, Rúben Fernandes e Nogueira.

– Médios: Soares, João Afonso, Juan Villa, Leonardo, Kraev e Ahmed Isaiah.

– Avançados: Lourency, Naidji, Samuel Lino e Sandro Lima.

Continuar a ler

Futebol

Sá Pinto espera em Barcelos dificuldades semelhantes às do FC Porto

Antevisão

em

Foto: DR / Arquivo

Ricardo Sá Pinto anteviu este sábado que o Sporting Clube (SC) de Braga vai ter em Barcelos dificuldades semelhantes às que o FC Porto sentiu, mas garantiu uma equipa para vencer, domingo, na terceira jornada da I Liga de futebol.

O Gil Vicente derrotou os ‘dragões’, em casa, na primeira jornada (2-1) e, também por isso, o treinador dos bracarenses está avisado.

“Prevejo um jogo difícil ao nível do que o FC Porto teve e que eles ganharam com muita alma e ambição”, afirmou.

Depois desse triunfo caseiro, o Gil Vicente perdeu com o Moreirense por 3-0, na ronda seguinte, mas Sá Pinto diz esperar um adversário com a postura do primeiro jogo.

“Vai ser difícil ganhar, mas esse é o nosso objetivo, espero que não haja casos. A nossa ambição é igual à dos nossos adeptos que, segundo sei esgotaram os bilhetes que lhes estavam reservados”, disse.

O treinador elogiou o Gil Vicente, “uma equipa histórica, que voltou à I Liga depois de muita luta e que faz dos seus jogos em casa a sua força porque galvaniza-se e é muito apoiada pelos seus adeptos”.

Os bracarenses jogaram quinta-feira com o Spartak de Moscovo, na primeira mão do ‘play-off’ de acesso à Liga Europa (vitória por 1-0) e vão fazer no domingo, diante do Gil Vicente, o sexto jogo em 17 dias.

“Sem dúvida que a sobrecarga de jogos não permite estar ao nível que queríamos, mas temos um plantel vasto e tenho várias opções para cada lugar. Dentro das características do jogo e da nossa equipa, vamos escolher uma equipa que achamos que está preparada”, disse o técnico.

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, fez questão de incluir, no sábado, o Braga no lote de candidatos ao título, mas Sá Pinto rejeitou essa ideia.

“Agradeço ao Sérgio os elogios que fez à nossa equipa, fico muito honrado, mas quem estabelece os objetivos neste clube é o presidente e o treinador e eles já foram ditos várias vezes e não foram alterados. Enquanto eu cá estiver, serão sempre os mesmos até ao final”, afirmou.

O avançado Rui Fonte é o mais recente reforço dos bracarenses, naquele que é um regresso ao clube.

“É um jogador que conhece a nossa Liga e o nosso clube, já cá ganhou uma Taça de Portugal, tem experiência e mentalidade guerreira, pelo que tem todas as características e perfil para fazer parte deste clube”, avaliou.

A disponibilidade de Pablo, que saiu com queixas no jogo de quinta-feira, ainda é dúvida para tirar no treino que se seguiu à conferência de imprensa de antevisão.

SC Braga, nono classificado, com três pontos, e Gil Vicente, 11.º, também com três, defrontam-se no domingo, às 20:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares