Seguir o O MINHO

Desporto

Roland Garros: João Sousa já conhece adversário da primeira ronda

Sorteio

em

Foto: Facebook de João Sousa

O tenista vimaranense João Sousa, 70.º do ‘ranking’ mundial, vai defrontar o espanhol Pablo Carreño Busta na primeira ronda do torneio francês de Roland Garros, segunda prova do ‘Grand Slam’ da temporada, ditou hoje o sorteio.

A temporada não tem corrido de feição ao tenista vimaranense e número 1 nacional, mas no pó de tijolo francês terá pela frente um jogador, 56.º, que também está num momento de forma menos bom (não vence desde janeiro). Nos três encontros disputados entre ambos, João Sousa venceu dois.

O único representante luso tem como melhor registo no ‘slam’ parisiense, que começa no domingo, a segunda ronda atingida por quatro ocasiões, em 2013, 2015, 2016 e 2017, sendo que na edição passada foi eliminado logo na estreia, diante do argentino Guido Pella.

O compatriota João Domingues, vencedor do Braga Open, acabou por falhar o acesso ao quadro principal, após ter sido eliminado na segunda ronda do ‘qualifying’, enquanto o número 2 nacional, Pedro Sousa, não disputou a fase de qualificação por se encontrar lesionado.

Vencedor do Braga Open: João Domingues afastado na segunda ronda de qualificação para Roland Garros

Já o ‘rei’ da terra batida e 11 vezes campeão em Roland Garros, o espanhol Rafael Nadal, só conhecerá o adversário quando terminar a última fase do ‘qualifying’, ao contrário do sérvio Novak Djokovic, líder da hierarquia ATP, que terá pela frente o polaco Hubert Hurkacz.

Por sua vez, o suíço Roger Federer, terceiro da hierarquia, tem encontro marcado com o italiano Lorenzo Sonego.

Na vertente feminina, a campeã em título, a romena Simone Halep, defronta a australiana Ajla Tomljanovic, enquanto a número 1 mundial, a japonesa Osaka Naomi, estreia-se frente à eslovaca Anna Karolina Schmiedlova.

A russa Vitalia Diatchenko será a oponente da norte-americana Serena Williams, três vezes campeã em Paris.

A grande novidade desta edição da prova francesa, que se realiza de 26 de maio a 09 de junho, em Paris, é a renovação do mítico ‘court’ Philippe Chatrier, embora só esteja prevista a sua conclusão em 2020, com a inclusão de uma cobertura.

Anúncio

Futebol

Euro2020: Ronaldo chega aos 98 golos por Portugal com ‘hat-trick’ à Lituânia

Melhor futebolista português de sempre

em

Cristiano Ronaldo colocou-se, esta quinta-feira, a apenas dois golos dos 100 pela principal seleção portuguesa de futebol, ao 163.º jogo, ao conseguir um ‘hat-trick’ face à Lituânia (6-0), em encontro de apuramento para o Europeu de 2020.

O jogador da Juventus faturou aos sete, na transformação de uma grande penalidade, 22 e 65 minutos, no que foi o seu nono jogo pela formação das ‘quinas’ com três ou mais tentos, dois meses após o ‘póquer’ em Vílnius.

Ronaldo passou a somar 98 golos por Portugal, apenas menos 11 do que o recordista ao nível de seleções, o iraniano Ali Daei, que acabou a carreira com 109.

O jogador de 34 anos faturou nos cinco jogos de 2019/20: marcou um golo no 4-2 na Sérvia, quatro no 5-1 na Lituânia, um no 3-0 ao Luxemburgo, um no 1-2 na Ucrânia e três hoje, sendo que, desde 2016/17, soma 37 golos, em 30 encontros.

Com os três tentos em Faro, Ronaldo reforçou também o estatuto de melhor marcador de seleções europeias e em jogos do Europeu (39), liderando em qualificação (30) e na fase final (nove), neste caso em igualdade com Michel Platini.

A Lituânia é agora a seleção à qual mais tentos marcou: já totaliza sete, contra cinco a Andorra, Arménia, Letónia e Suécia.

Quanto ao total de golos a seleções que, como os lituanos, nunca estiveram na fase final de um Mundial, Cristiano Ronaldo passou a somar 41, em apenas 47 jogos.

Quanto à carreira, e desde que se tornou profissional em 2002/03, Ronaldo soma 712 golos, em 1.001 jogos: 451 tentos pelo Real Madrid, 118 pelo Manchester United, 98 pela seleção ‘AA’, 34 pela Juventus, cinco pelo Sporting, três pelos sub-21, dois pela seleção olímpica e um pelos sub-20.

– Os 98 golos de Cristiano Ronaldo na seleção ‘AA’:

Por competição:

Mundial 37 golos (30 na qualificação + 7 na fase final)

Europeu 39 (30 na qualificação + 9 na fase final)

Taça das Confederações 2

Liga Nações 3

Particulares 17

– ‘Ranking’ de Portugal:

1. Cristiano Ronaldo 98 golos

2. Pauleta 47

3. Eusébio 41

– ‘Ranking’ de seleções:

1. Ali Daei, Ira 109 golos

2. Cristiano Ronaldo, Por 98

3. Ferenc Puskas, Hun 84

– ‘Ranking’ europeu de seleções:

1. Cristiano Ronaldo, Por 98 golos

2. Ferenc Puskas, Hun/Esp 84

3. Sándor Kocsis, Hun 75

Continuar a ler

Futebol

Euro2020: Diogo Jota é o 41º estreante na ‘era’ Fernando Santos

Dyego Sousa, ex-SC Braga, também se estreou com o atual selecionador

em

Diogo Jota, avançado do Wolverhampton, tornou-se hoje o 41.º estreante da seleção portuguesa de futebol na ‘era’ Fernando Santos, ao entrar aos 83 minutos na receção à Lituânia (6-0), em Faro, no apuramento para o Euro2020.

O jogador dos Wolves, companheiro de equipa dos também utilizados Rui Patrício e Rúben Neves (titulares) e João Moutinho (suplente), substituiu o ‘capitão’ Cristiano Ronaldo, que coroou a sua 163.ª internacionalização ‘AA’ com um ‘hat-trick’.

Já várias vezes chamado por Fernando Santos, Diogo Jota é o primeiro estreante da época 2019/20, já que o último tinha sido João Félix, então com 19 anos, nas meias-finais da Liga das Nações, frente à Suíça (3-0), em 05 de junho, no Dragão.

Na lista de novos internacionais ‘AA’, João Félix tinha sucedido ao avançado luso-brasileiro Dyego Sousa, do Sporting de Braga, que, em 22 de março, face à Ucrânia, na Luz, entrou aos 73 minutos, em substituição do agora ausente André Silva.

Na época 2018/19, já tinham conseguido semelhante honra Hélder Costa (Wolverhampton), Pedro Mendes (Montpellier) e Cláudio Ramos (Tondela), em 14 de outubro de 2018, num particular realizado na Escócia (3-1).

O extremo dos Wolves jogou os 90 minutos e tornou-se o segundo a marcar na estreia na ‘era’ Fernando Santos – depois de João Cancelo, que faturou face a Gibraltar -, o central do Montpellier entrou aos 57 e o guarda-redes do Tondela aos 86.

Em 2018, estrearam-se ainda Mário Rui, na Holanda, em 26 de março, Rúben Dias, face à Tunísia (2-2), em 28 de maio, e Gedson Fernandes e Sérgio Oliveira, em 06 de setembro, num particular como a vice-campeã mundial em título Croácia, no Algarve (1-1).

A ‘coleção’ de estreantes começou a ser feita logo no primeiro encontro de Fernando Santos, em 11 de outubro de 2014, num particular com a França, em que o então novo selecionador luso fez alinhar Cédric e João Mário.

Ainda no ano de 2014, também Raphaël Guerreiro, Adrien Silva, José Fonte e Tiago Gomes foram ‘promovidos’ a internacionais ‘AA’.

A lista teve, depois, um aumento substancial com o particular com Cabo Verde, em 2015, com Fernando Santos a fazer alinhar pela primeira vez Anthony Lopes, André Pinto, Paulo Oliveira, Bernardo Silva, André André, Ukra e Danilo.

Seguiram-se, ainda no mesmo ano, Daniel Carriço, Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Lucas João, Ricardo Pereira e Rúben Neves.

Em 2016, ano em que Portugal conquistou o histórico Europeu, foi a vez do ‘miúdo’ Renato Sanches, André Silva, João Cancelo e Gelson Martins.

No ano seguinte, tornara-se internacionais ‘AA’ Marafona, perante a Suécia, Bruma, Bruno Fernandes, Edgar Ié e Kévin Rodrigues, face à Arábia Saudita, e Gonçalo Paciência, Ricardo Ferreira e Rony Lopes, frente aos Estados Unidos.

Continuar a ler

Futebol

Euro2020: Portugal goleia Lituânia e fica a um triunfo do apuramento

Jogo no Algarve

em

Foto: Divulgação/FPF

A seleção portuguesa de futebol goleou hoje a Lituânia por 6-0, no seu penúltimo encontro no Grupo B de qualificação para o campeonato da Europa de 2020, disputado em Faro, colocando-se a um triunfo da fase final.

Cristiano Ronaldo, aos sete, de penálti, 22 e 65 minutos, para um total de 98 golos na seleção ‘AA’, em 163 jogos, Pizzi, aos 52, Gonçalo Paciência, aos 56, e Bernardo Silva, aos 63, apontaram os tentos da formação lusa, que joga domingo no Luxemburgo.

Na classificação, lidera a já apurada Ucrânia, com 19 pontos (sete jogos), contra 14 de Portugal (sete) e 13 da Sérvia (sete), vencedora por 3-2 na receção ao Luxemburgo, que soma quatro (sete). A Lituânia é última, com um (oito).

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares