Seguir o O MINHO

País

Reforma da PAC dá “especial atenção” aos pequenos agricultores, garante ministra

UE/Presidência

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

A ministra da Agricultura garantiu hoje que a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) dá “especial atenção” à pequena agricultura e ao desenvolvimento das zonas rurais, reiterando o compromisso de que “ninguém fique para trás”.

“Aquilo que se pretende com esta Política Agricultura Comum, agora reformada, é que, assente na transição digital e na transição ecológica, também garanta o rendimento para todos os agricultores, que tenha especial atenção à pequena agricultura e ao desenvolvimento das zonas rurais”, disse Maria do Céu Antunes, à entrada para uma reunião informal dos ministros da Agricultura da UE, que decorre no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

A ministra respondeu assim às reivindicações de várias centenas de agricultores que esta segunda-feira se manifestaram em Lisboa para reclamar uma PAC que desenvolva a agricultura familiar, as zonas rurais e promova os circuitos curtos de comercialização.

Esta PAC prevê, aliás, “uma redistribuição mais justa” no que diz respeito aos “pagamentos diretos”, defendeu Maria do Céu Antunes.

“Bem sabemos da importância da pequena agricultura para ocupação do nosso território para estimular as cadeias curtas e, portanto, o compromisso desta reforma é que ninguém fique para trás”, vincou a ministra.

A presidência portuguesa do Conselho da UE e os negociadores do Parlamento e da Comissão Europeia falharam, após dias de negociações, um acordo sobre a PAC, que constitui uma das prioridades da presidência portuguesa desde que assumiu funções em janeiro passado.

Maria do Céu Antunes, admitiu, contudo, estar “confiante” no compromisso das instituições europeias para “criar as melhores condições” para finalmente chegar a acordo nesta matéria.

“Se não acontecer, não será certamente por falta de empenho da presidência portuguesa, que desde o primeiro momento assumiu como prioridade a conclusão desta reforma. Mas não o fazemos sozinhos, fazemos com os nossos pares e é nesse sentido que continuamos também aqui em Lisboa a trabalhar”, acrescentou.

Maria do Céu Antunes preside a esta reunião informal de ministros da Agricultura da União Europeia (UE), subordinada ao tema sistemas alimentares, inovação e gestão dos recursos naturais.

Nesta esta reunião, a ministra prevê uma reflexão e um compromisso dos ministros da UE para criar “um sistema alimentar robusto que contribua para a autonomia estratégica da Europa”.

Após a reunião, irá decorrer uma conferência de imprensa com a ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, e com o Comissário Europeu da Agricultura, Janusz Wojciechowski.

Populares