Seguir o O MINHO

Futebol

“Quem veio aqui hoje ficou agradado com o que viu”

João Henriques

em

Foto: Arquivo

Declarações após o jogo entre Moreirense e Famalicão, da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Moreira de Cónegos e que terminou empatado 2-2:

– João Henriques (Treinador do Moreirense): “Quem veio aqui hoje ficou agradado com o que viu: foi um bom jogo de futebol e uma boa propaganda para a I Liga. Equipas que estão no fundo da tabela jogaram ao ataque e marcaram golos. Nós, treinadores, gostamos de marcar dois golos e de não sofrer nenhum, mas este resultado é fruto da qualidade [de ambas]. É de valorizar a intensidade num jogo sob muito calor. Não diria que há justiça ou injustiça. Creio que o resultado se adequa ao que se passou dentro de campo. As nossas oportunidades foram mais perigosas e não estamos satisfeitos, mas este jogo teve equilíbrio e nenhum das equipas merecia perder o jogo.

Houve uma entrada melhor do Famalicão. Com essa entrada melhor, soubemos tirar partido de uma chegada à área para conseguir uma grande penalidade e ficar na frente. O Famalicão teve uma boa reação ao golo sofrido e não soubemos gerir o jogo para que evitássemos o empate. Do empate até ao final da primeira parte, o jogo ficou mais dividido. Depois de sofrer o segundo golo, o Moreirense esteve sempre por cima até aos 10 minutos finais. Sabíamos que não poderíamos sofrer na transição. Isso aconteceu em casa, com o [Sporting de] Braga [derrota por 3-2]. Estão aqui duas equipas que vão fazer muitos pontos no campeonato: têm intervenientes de qualidade e coletivos muito fortes.

Desde o início da época que preparámos o ‘4-3-3’ como o estilo principal. Por necessidade, começámos a usar o ‘3-4-3’, porque ainda não tínhamos laterais e tínhamos adversários do outro lado que exigiam mais cautelas na zona central do terreno. A linha [de quatro jogadores] esteve bem defensivamente. Vamos usando estes dois sistemas.

O grupo sabe que, apresentando-se exibicionalmente como tem feito, as vitórias vão aparecer. Fizemos resultados não tão bons como as exibições. Em cinco jogos, não há um em que se diga que a equipa não esteve tão bem. A equipa joga, trabalha e cria oportunidades, que é o mais difícil no futebol. Em todos os jogos, marcamos. Não podemos é ter 10 golos sofridos. Na próxima semana, no Dragão [frente ao FC Porto], vamos mostrar que esta equipa é competitiva”.

Populares