Seguir o O MINHO

Futebol

“Não acredito muito em ‘varinhas de condão'”

Ivo Vieira

em

Foto: Arquivo

Declarações após o jogo entre Moreirense e Famalicão, da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Moreira de Cónegos e que terminou empatado 2-2:

– Ivo Vieira (Treinador do Famalicão): “O crescimento da equipa também vem de resultados positivos e da soma de pontos para subir na tabela. Isso faz com que os jogadores possam crescer a nível individual e coletivo. Estamos identificados com o processo, mas precisamos de mais algum tempo para mecanizarmos o que queremos para o jogo. Normalmente, temos alguns erros. Só há pouco tempo é que ficou consolidado o que vai ser o Famalicão nesta época. Empatar fora não é mau resultado, mas não era o que queríamos, nem de longe nem de perto. Se houvesse alguma equipa a levar os três pontos, seria o Famalicão, pela qualidade de jogo. Tivemos dificuldades nas bolas paradas. Temos uma panóplia de juventude que precisa de entender os momentos do jogo.

Em muitos momentos do jogo, tivemos de baixar as linhas. O Iván Jaime gosta de ter bola e teve necessidade de baixar muitas vezes para pegar nela. Isso foi retificado no início da segunda parte. Os espaços surgem consoante o que os adversários fazem. Sofremos dois golos de bola parada. Trabalhámos muito para nos colocarmos em vantagem.

Quando uma equipa quer ganhar, mete muita gente na frente. Atacámos no final e a equipa partiu-se. Não falhámos no final por questões psicológicas ou físicas. Poderíamos ter tomado melhores decisões com bola.

O Simon [Banza] é mais um atleta que chegou. Tem uma semana de trabalho connosco. É um jogador que se vai identificar com o processo. Não acredito muito em ‘varinhas de condão’, nem em ‘olhar para o céu’. Se olharmos para estes jogadores individualmente, não é fácil encontrar melhor. Temos alguns jogadores com maturidade, como os laterais, mas a equipa precisa de sentir os momentos do jogo. No segundo golo do Moreirense, não podemos permitir o que aconteceu”.

Populares