Seguir o O MINHO

Famalicão

Quase 1600 animais foram abandonados em Famalicão nos últimos dois anos

Número de animais adotados é menor

em

Foto: DR/Arquivo

O município Famalicão vai lançar uma campanha de comunicação e sensibilização contra o abandono dos animais. Com o mote “um ser vivo não é um brinquedo”, a campanha promovida e realizada pela autarquia em colaboração com o movimento “Patas Solidárias”. Nos últimos dois anos, 1599 cães e gatos foram abandonados no concelho.

“Com a proximidade do período de férias, o número de animais abandonados costuma aumentar e é precisamente isso que queremos contrariar e combater”, assinala o presidente da Câmara, Paulo Cunha, afirmando que “com esta campanha pretende-se consciencializar as pessoas invocando os sentimentos de humanidade, responsabilidade e amor”. E acrescenta “um ser humano não abandona um animal”.

De acordo com os dados estatísticos em 2017, foram recolhidos pelos serviços do canil municipal de Famalicão 841 animais abandonados no concelho, sendo que em 2018, foram recolhidos 758 animais abandonados. Em relação aos animais adotados os números subiram de 433 em 2017 para 541 em 2018.

Para além das redes sociais e plataformas online do município, serão desenvolvidas também ações de comunicação no espaço público, através da colocação de outddors e outros suportes de comunicação.

Anúncio

Famalicão

Arguido confessa tráfico de droga a partir de loja de guloseimas em Famalicão

Junto a uma escola

em

Foto ilustrativa

Um homem acusado de traficar droga a partir de uma loja de guloseimas junto a uma escola em Joane, Famalicão, assumiu hoje o crime, argumentando que na altura “não andava bem” devido a problemas de saúde.

No Tribunal de Braga, no início do julgamento, o arguido, de 52 anos, disse que, por causa dos problemas de saúde dele e da mulher, e das consequentes dificuldades financeiras do casal, perdeu as “estribeiras” e começou a traficar a partir daquela loja, explorada pelo filho.

“Perdi as estribeiras, fiz asneiras, tenho vergonha do que fiz, estou arrependido”, afirmou.

Segundo a acusação, o tráfico decorreu entre inícios de 2016 e março de 2017, altura em que o arguido foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos.

Em finais de março de 2017, a GNR realizou cinco buscas, quatro em residências em Joane e em Vila Nova de Famalicão e uma no estabelecimento comercial em causa.

Na casa do suspeito, a GNR apreendeu dinheiro, num total de 900 euros.

A operação resultou ainda na apreensão de haxixe suficiente para 1.500 doses.

No processo, é também arguido um outro indivíduo, que hoje não compareceu ao julgamento.

Este arguido colaboraria no tráfico, a troco de “cigarros”.

Continuar a ler

Famalicão

Comunidade imigrante em Famalicão reuniu-se em festa

International Week 2019

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Vila Nova de Famalicão acolheu, este fim-de-semana, uma festa de culturas, tradições, usos e costumes dos quatro cantos do mundo, com a realização da primeira edição da Festa Intercultural.

O encontro, que decorreu na Central de Camionagem no âmbito da International Week, reuniu em festa as diferentes comunidades que habitam no concelho famalicense, com a participação de cerca de meia centena de cidadãos das comunidades imigrantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Colômbia, Cuba, Estados Unidos da América, Ucrânia, Venezuela, Reino Unido e Togo.

Foi, por isso, um fim-de-semana inteiro dedicado à interculturalidade, à diversidade e à integração, com a realização de diversas atividades típicas de cada um dos países representados na iniciativa, tais como uma exposição de trajes tradicionais, objetos identitários, práticas culturais, mostras gastronómicas, a realização de workshops, jogos e performances artísticas de música e danças tradicionais.

Presente no evento, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, lembrou que são cada vez mais aqueles que escolhem Vila Nova de Famalicão para viver, referindo que este tipo de iniciativas são sempre bem-vindas não só para integrar e envolver as comunidades imigrantes, como também para dar visibilidade e mostrar aos famalicenses a diversidade de culturas que se encontram no concelho.

Refira-se que em Vila Nova de Famalicão, a imigração faz-se representar essencialmente através de cidadãos do Brasil (38 %), Ucrânia (20,1%) e China (7,8 %). Segue-se a Angola (3,8 %); Espanha (3,1%) e França (3%).

Continuar a ler

Ave

Homem morre atropelado numa passadeira em Famalicão

Em Calendário

em

Foto: Facebook de BV Famalicenses

Um homem morreu, este domingo à noite, na sequência dos ferimentos sofridos após ter sido atropelado numa passadeira, na freguesia de Calendário, em Vila Nova de Famalicão.

A vítima, com cerca 60 anos, foi socorrida no local, na rua de São Julião, depois das 20:13 (hora do alerta), onde viria a ser declarado o óbito.

O condutor do veículo foi transportado em estado de choque para o hospital.

De acordo com informações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), prestaram socorro oito operacionais, auxiliados por quatro meios de socorro.

O cadáver foi levado para a morgue do hospital de Famalicão.

 

 

Continuar a ler

Populares