Seguir o O MINHO

Esposende

Prozis: “Estamos a recrutar 30 pessoas por mês”

Fundador da Prozis esteve hoje na inauguração do novo centro tecnológico de Investigação e Desenvolvimento (I&D) da empresa, na Maia.

em

Miguel Milhão na apresentação do novo Centro Tecnológico da Prozis, na Maia. Foto: Facebook de CM Maia (setembro, 2018)

O sempre reservado Miguel Milhão, fundador da Prozis, falou esta manhã a uma reportagem da Câmara Municipal da Maia, a propósito do investimento de 15 milhões de euros, para os próximos dois anos, feito pela sua empresa naquele concelho do distrito do Porto, e hoje apresentado publicamente no centro da cidade.

Entre outras coisas, o responsável pela marca líder europeia em alimentação e suplementação funcional, cuja empresa tem sede em Esposende, revelou estar a contratar cerca de 30 novos colaboradores por mês.

[/video]

Vídeo: Facebook de Câmara Municipal da Maia

“Nós estamos continuamente a recrutar, ou seja, nós neste momento penso que estamos a recrutar 30 pessoas por mês e devemos expandir agora”, disse.

No novo centro tecnológico de Investigação e Desenvolvimento (I&D), na Maia, junto à TECMAIA, a Prozis prevê criar 1.500 novos postos de trabalho, a maioria dos quais nas áreas de programação e sistemas informáticos, sendo que, desses, 300 já têm processo de recrutamento aberto.

A empresa, fundada em 2007, conta atualmente com mais de 800 mil clientes, espalhados por mais de 100 países. Em 2016, facturou 60 milhões de euros.

Os interessados em trabalhar na Prozis podem consultar as oportunidades existentes e apresentar candidaturas espontâneas, online, em https://prozis.breezy.hr/.

Anúncio

Esposende

Município de Esposende entrega na sexta-feira prémio literário a Filipa Martins

Pelo romance “Na Memória dos Rouxinóis”

em

Foto: Divulgação / Arquivo

A Câmara de Esposende entrega na sexta-feira o Prémio Literário Manuel de Boaventura 2019 à escritora Filipa Martins, pelo romance “Na Memória dos Rouxinóis”, anunciou hoje o município.

O prémio, de periodicidade anual, tem o valor pecuniário de 7.500 euros e contempla a modalidade da criação narrativa de romances ou de contos da autoria de escritores de língua portuguesa.

À edição deste ano concorreram 110 obras, provenientes tanto de Portugal como do Brasil.

Por unanimidade, o júri decidiu atribuir o prémio a Filipa Martins, considerando que “Na Memória dos Rouxinóis” é “uma obra reveladora de uma muito assinalável maturidade literária, visível no modo como uma imaginação exuberante se declina numa arquitetura narrativa extremamente precisa”.

O júri destacou ainda “a originalidade do texto e o seu notável investimento estilístico”.

Na primeira edição, em 2017, o prémio foi atribuído à escritora Ana Margarida de Carvalho, com o romance “Não se pode morar nos olhos de um gato” (2016).

O Prémio Literário Manuel de Boaventura foi criado com o intuito de homenagear e divulgar aquele escritor e homem de cultura natural de Vila Chã, Esposende, que viveu entre 1885 e 1973.

Continuar a ler

Esposende

Esposende cria roteiro da arte na rua

em

São 55 as peças escultóricas espalhadas pelas freguesias do concelho de Esposende retratadas numa exposição temporária que se divide em duas fases: até final de setembro centra-se nas esculturas que se encontram espalhadas pelo concelho de Esposende, integrando depois uma série de exposições de diferentes artistas do concelho.

Intitulada “A Arte na Rua”, a mostra pode ser vista até ao final do ano, na Sala dos Azulejos do Museu Municipal de Esposende.

Em comunicado, o Presidente da Câmara, Benjamim Pereira, realçou que “são trabalhos escultóricos de grande valor cultural, representando várias correntes artísticas e épocas, realizadas por artistas de referência local, nacional e mesmo mundial” que, simbolicamente, visam homenagear individualidades e/ou factos histórico-culturais ligados a Esposende.

Benjamim Pereira explicou que foi neste contexto que o Município desenvolveu esta iniciativa “A Arte na Rua”, continuando à Descoberta do Património, com o duplo objetivo de, “por um lado, proceder ao levantamento exaustivo deste património, identificá-lo, fotografá-lo, cartografá-lo e estudar as peças, e, por outro, proceder divulgação do mesmo, itinerando, se possível, pelas escolas, por forma a sensibilizar, despertar e dar a conhecer à comunidade escolar, em particular, este património local”.

“Estamos em crer que a criação de um roteiro pelas esculturas espalhadas pelo aro concelhio será sempre uma mais-valia para a cultura e turismo de Esposende”, afirmou o autarca. Lembrou, a propósito que o Município criou o “Roteiro da Arquitetura Modernista”, propondo uma viagem por quase duas dezenas de exemplares arquitetónicos do concelho, construídos entre os anos 40 e 70 do século XX e que localizam em Marinhas, Esposende e em Fão.

“A Arte na Rua” poderá ser visitada de terça a sexta-feira, das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00, e, sábado e domingo, entre as 14:00 e as 18:00, sendo a entrada gratuita. O Museu Municipal proporciona também visitas guiadas, mediante marcação antecipada prévia, através do e-mail [email protected]

Continuar a ler

Esposende

Jovem de 26 anos suspeito de “vários” crimes de abuso sexual de criança de 12 anos em Esposende

Vítima terá sofrido abusos durante quase um ano

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve um homem de 26 anos suspeito de “vários” crimes de abuso sexual de criança, cometidos sobretudo na zona de Esposende, anunciou hoje aquela força.

Segundo a PJ, os abusos iniciaram-se no verão de 2017, quando a vítima tinha 12 anos de idade, e prolongaram-se por cerca de um ano.

Fonte da PJ disse à Lusa que os abusos terão ocorrido sobretudo na zona de Esposende, mas também em vários outros pontos do país.

O suspeito vai ser presente à autoridade judiciária para aplicação das respetivas medidas de coação.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares