Seguir o O MINHO

Braga

Projeto solidário de Braga já serviu 200 mil refeições desde o início da pandemia

“Virar a Página”

em

Foto: Divulgação

O projeto “Virar a Página”, que desde março de 2020 vem preparando e distribuindo, a cidadãos carenciados da cidade de Braga, duas refeições diárias, atinge este final de semana o marco das 200.000 refeições servidas, foi hoje revelado.

Em comunicado, os responsáveis pelo projeto explicam que após 16 meses de serviço, foram muitos os que permitiram que este apoio solidário de refeições não interrompesse a sua atividade um único dia, e tivesse resposta em momentos muito difíceis, em que os pedidos de ajuda eram crescentes e dramáticos.

“Os donativos são a base de todo este projeto e são muitos os dadores, particulares, instituições e empresas. Às vezes escasseiam os voluntários, mas nunca faltaram completamente e estamos muito gratos”, afirma Helena Pina Vaz, principal mentora.

A dedicação dos voluntários tem sido também determinante: diariamente deslocam-se ao Centro Paroquial de Gualtar para colaborar nas tarefas, desde o armazenamento de donativos, à confeção de refeições e a entrega das mesmas porta a porta. Há inclusivamente beneficiários que são também voluntários neste processo.

“Entretanto, com a reabertura da economia e o fim do confinamento, o número de famílias a necessitar de ajuda reduziu ligeiramente, mas são sinais muito ligeiros, o nível de exigência continua”, afirma Helena Pina Vaz.

O Virar a Página nasceu a 16 de março de 2020 e é uma resposta alimentar de emergência feita exclusivamente por voluntários, financiando-se através de donativos privados.

O Virar a Página complementa, as restantes respostas sociais da cidade de Braga, conseguindo uma resposta em menos de 24 horas a todos os casos de necessidade, sendo o processo de triagem e encaminhamento social feito nos dias seguintes.

Populares