Seguir o O MINHO

Braga

Profissionais do INEM: “Natal e Ano Novo são dias como os outros”

Reportagem O MINHO

em

Fotos : Joaquim Gomes

Dois profissionais do INEM, um médico e um enfermeiro, que fazem equipa na Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Braga revelaram a O MINHO como é o trabalho no Natal e no Ano Novo, explicando que geralmente “são dias diferentes um do outro a nível de ocorrências”, mas já ao nível operacional, “acabam por ser dias parecidos com os outros”.

No final de mais um turno, acompanhado por O MINHO, os dois profissionais da VMER de Braga do INEM, o médico Pedro Silva e o enfermeiro Paulo Monteiro, referiram “serem dias como os outros”, só que “no Natal há menos movimentação rodoviária, ao contrário do que sucede na passagem e no feriado de Ano Novo, já com muita gente a circular pelas ruas”

Segundo o médico Pedro Silva, “o trabalho acaba por ser o mesmo, a única coisa que muda é ser a data natalícia, o não passar o Natal com a nossa família, sendo esta a quarta vez que trabalho na VMER pelo Natal, mas outras vezes trabalha-se também no Ano Novo”.

Para o enfermeiro Paulo Monteiro, coordenador dos Enfermeiros do INEM em Braga e também de serviço este Natal, “há habitualmente menos movimentos nestes dias e por isso a probabilidade de acontecer acidentes é menor, até porque o comércio está fechado, em quase todos os locais, especialmente nos feriados de 25 de dezembro e 1 de janeiro”.

Paulo Monteiro recorda que “em 30 anos de serviço já fiz uma boa meia dúzia de turnos, quer na véspera, quer no feriado, o que é normal para quem está habituado a trabalhar 24 horas. Quando tem de ser, calhar-nos a nós, seja no Natal, no Ano Novo ou na Páscoa, bem como no dia do nosso aniversário ou no de um familiar”.

A par da sua VMER, o Grupo de Braga do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) tem igualmente em permanência mais duas equipas, com quatro técnicos de emergência pré-hospitalar, além de dois profissionais em cada uma das Ambulâncias de Emergência Médica, para além de que os Bombeiros Sapadores de Braga, os Bombeiros Voluntários de Braga e a Cruz Vermelha de Amares servem como retaguarda, pelo que avançam logo, sempre que necessário, articulados pelo Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga e pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), do INEM, consoante o tipo de operações em causa.

Populares