Seguir o O MINHO

Ave

Câmara de Vizela apela ao pagamento da taxa do lixo

Pagamento passa a ser obrigatório

em

Foto: DR

A Câmara Municipal distribuiu por todo o Concelho uma carta dirigida a todos os vizelenses, dando a conhecer a nova política ambiental em vigor na Autarquia, nomeadamente o programa ‘Vizela Mais Limpa’, com o objetivo de melhorar de forma substancial a qualidade de vida de Vizela e dos vizelenses.

Nesta carta, a Câmara Municipal apela ainda ao pagamento da tarifa do lixo por todos os munícipes, uma vez que atualmente apenas pagam a tarifa de lixo aqueles que têm água e saneamento. É intenção da Câmara Municipal que, a partir do início deste ano, o pagamento seja obrigatoriamente efetuado por todos os munícipes, numa lógica de utilizador – pagador e para que assim a Autarquia possa baixar ainda mais a todos os Vizelenses a tarifa de lixo.

Assim, a Câmara Municipal apela aos munícipes, que atualmente não pagam tarifa de lixo, que façam a sua inscrição nas respetivas Juntas de Freguesia ou na Câmara Municipal, até ao final do mês de janeiro de 2019.

De destacar ainda que, pela primeira vez, a Câmara Municipal de Vizela procedeu a uma redução do tarifário de resíduos urbanos de 5%, de 2017 para 2018, e mais 5%, de 2018 para 2019.

Nesta missiva, a Câmara Municipal destaca a implementação do sistema por contentorização, que prevê a substituição do atual sistema de recolha de resíduos urbanos porta-a-porta, técnica e ambientalmente mais vantajoso face ao sistema atualmente existente, permitindo não só uma redução com os custos de recolha, mas, acima de tudo, proporcionar um ambiente mais limpo e agradável.

Assim, a Autarquia apela à colaboração de todos os munícipes em todo este processo, para estarem sensíveis para as questões ambientais e para que continuem empenhados em contribuir para um ambiente mais saudável, depositando os seus resíduos nestes novos equipamentos.

A Câmara Municipal de Vizela pede desculpa pelos incómodos que possam advir destas alterações, mas no futuro irá provar-se que este sistema se transformou numa mais-valia para o Concelho.

Anúncio

Fafe

Material contrafeito no valor de 13 mil euros apreendido em Fafe

Na feira semanal

em

Foto: Divulgação

A GNR constituiu arguidos quatro indivíduos, com idades compreendidas entre os 20 e os 66 anos, pela prática do crime de contrafação, no concelho de Fafe, esta quarta-feira.

No âmbito de uma operação de fiscalização à feira semanal de Fafe, que teve como objetivo o combate à contrafação, os militares detetaram diversas bancas com artigos que ostentavam ilegalmente marcas registadas conhecidas, pelo que se procedeu à apreensão da mercadoria no valor estimado de 13 mil euros, nomeadamente: 524 peças de roupa interior, 235 t-shirts, 176 camisolas e casacos, 137 acessórios (malas, carteiras e cintos), 131 pares de calçado, 65 calças e 64 conjuntos de roupa desportiva.

Os factos foram remetidos para ao tribunal judicial de Fafe.

Continuar a ler

Guimarães

Câmara de Guimarães manifesta pesar por morte de trabalhador em obra no Teatro Jordão

Vítima de 46 anos

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara Municipal de Guimarães manifestou hoje o “seu profundo pesar” pela morte, esta manhã, de um trabalhador de 46 anos no recinto das obras em curso de reabilitação do Teatro Jordão, refere a autarquia em comunicado.

“Desde já a Câmara Municipal de Guimarães apresenta as mais sentidas condolências e manifesta o apoio necessário à família da vítima”, lê-se numa nota enviada à Lusa.

Um homem morreu esta manhã num “acidente no recinto das obras de requalificação” do Teatro Jordão, em Guimarães, tendo o óbito sido declarado no local “depois de manobras” de reanimação, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários.

Segundo a fonte, os Voluntários de Guimarães foram “acionados” pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga às 09:31.

Continuar a ler

Famalicão

Incêndio destrói exaustor industrial em fábrica de tubos em Famalicão

Em Bente

em

Foto: DR/Arquivo

Um incêndio destruiu, esta manhã, um exaustor industrial de uma fábrica de produção de tubos de aço, em Bente, Vila Nova de Famalicão, não tendo havido vitima a registar, disse hoje à Lusa fonte da Proteção Civil de Braga.

Segunda fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga, o alerta foi dado às 10:45 e “destruiu um exaustor industrial”, sendo que, pelas 13:00, a ocorrência estava “já dada como encerrada”.

No local, referiu a fonte, estiveram 16 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão, apoiados por cinco viaturas.

Continuar a ler

Populares